Giro d’Italia: Bernal revela que ainda sofre com as dores nas costas

HomeCompetições

Giro d’Italia: Bernal revela que ainda sofre com as dores nas costas

No segundo dia de descanso do Giro, maglia rosa falou com a imprensa e disse que não vai disputar o Tour de France; Jogos de Tóquio ainda são uma dúvida

Bernal na largada da 10ª etapa do Giro

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O colombiano Egan Bernal (Ineos Grenadiers) conversou com a imprensa na manhã desta terça-feira (25 de maio), no segundo dia de descanso do Giro d’Italia 2021. O maglia rosa reconheceu que suas lesões nas costas que lhe custaram tanto no Tour de France do ano passado não desapareceram completamente, mas a forma como a dor o afetou durante cada etapa do Giro variou.

“Ainda dói, às vezes, mais do que qualquer coisa”, contou. “Isso me preocupa porque pode estar afetando a região lombar. Estou fazendo fisioterapia todos os dias e acho que vai dar para aguentar até o fim da corrida. Estou confiante de que tudo ficará bem.”

Por causa das dores, Bernal foi bem cauteloso sobre sua participação nos Jogos de Tóquio – ele é um dos muitos pré-selecionados pela seleção da Colômbia – e descartou sua participação no Tour de France. “Se eu não estiver 100% cento eu não irei a Tóquio. Não irei ao Tour de France e tenho certeza de que a equipe escalada pela Ineos pode se sair muito bem”, disse. “Prefiro me concentrar na segunda parte da temporada, talvez disputar a Volta a Espanha.”

Vale destacar que a Ineos vai contar no Tour de France com o vencedor de 2018 e vice-campeão de 2019 Geraint Thomas, os campeões do Giro d’Italia Tao Geoghegan Hart e Richard Carapaz e o australiano Richie Porte.

Na vitória solo da 16ª etapa nesta segunda-feira

Bernal tem dominado o Giro d’Italia, que lidera há mais de uma semana e onde agora venceu duas etapas importantes nas montanhas. O colombiano tem uma vantagem de 2min24s sobre o vice Damiano Caruso (Bahrain Victorious) e sabe que tem três grandes etapas de montanha ainda pela frente. “Mesmo que eu tenha dificuldade nas montanhas, eu devo ser capaz de lidar com a situação, já que estou com uma boa vantagem”, disse o maglia rosa.

O Giro termina com um contrarrelógio em Milão neste domingo e, em teoria, as provas de crono são o ponto fraco do colombiano. “Acho que deve ser o suficiente com o tempo que tenho. Claro, não sou um especialista, mas perder 2min30s … isso não é difícil, mas acho que se tudo correr normalmente, devo manter essa vantagem. Espero que sim.”

Bernal na 12ª etapa

O pelotão do Giro retorna à estrada nesta quarta-feira com a 17ª etapa, de Canazei a Sega di Ala, com a escalada ao Passo San Valentino antes da subida final. A 18ª etapa, de Rovereto a Stradella, terá os quilômetros finais na subida ao Oltrepò Pavese. Já a 19ª etapa começará em Abbiategrasso e terminará no Alpe di Mera em Valsesia (uma nova etapa final para o Giro). A etapa, com seus 3.700m de ganho de altitude, inclui também as escaladas Mottarone e Colma di Varallo.

No penúltimo dia, com 4.800m de ganho de altitude, a corrida larga em Verbania e termina em Alpe di Motta, no Vale Spulga de Valtellina. Os ciclistas enfrentarão o Passo San Bernardino e o Passo Spluga (Splügenpass), duas subidas que levarão o pelotão a mais de 2.000 metros de altura antes do Campodolcino, onde começa a subida final.

A grande final será no domingo, 30 de maio, com um contrarrelógio individual de 30,3 km que começará em Senago e terminará no Duomo de Milão.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 8 de maio – Turim – Turim (ITT) – 8,6 km
Etapa 2 – 9 de maio – Stupinigi – Novara – 173 km
Etapa 3 – 10 de maio – Biella – Canale – 190 km
Etapa 4 – 11 de maio – Piacenza – Sestola – 187 km
Etapa 5 – 12 de maio – Modena – Cattolica – 177 km
Etapa 6 – 13 de maio – Grotte di Frasassi – Ascoli Piceno – 160 km
Etapa 7 – 14 de maio – Notaresco – Termoli – 181 km
Etapa 8 – 15 de maio – Foggia – Guardia Sanframondi – 170 km
Etapa 9 – 16 de maio – Castel di Sangro – Campo Felice – 158 km
Etapa 10 – 17 de maio – L’Aquila – Foligno – 139 km

18 de maio – Dia de descanso 1

Etapa 11 – 19 de maio – Perugia – Montalcino – 163 km
Etapa 12 – 20 de maio – Siena – Bagno di Romagna – 212 km
Etapa 13 – 21 de maio – Ravenna – Verona – 198 km
Etapa 14 – 22 de maio – Cittadella – Monte Zoncolan – 205 km
Etapa 15 – 23 de maio – Grado – Gorizia – 147 km
Etapa 16 – 24 de maio – Sacile – Cortina d’Ampezzo – 212 km

25 de maio – Dia de descanso 2

Etapa 17 – 26 de maio – Canazei – Sega di Ala – 193 km
Etapa 18 – 27 de maio – Rovereto – Stradella – 231 km
Etapa 19 – 28 de maio – Abbiategrasso – Alpe di Mera – 176 km
Etapa 20 – 29 de maio – Verbania – Valle Spluga-Alpe Motta – 164 km
Etapa 21 – 30 de maio – Senago – Milão – 30,3 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Italia no Bikemagazine

Site oficial do evento