Giro d’Italia: Bettiol conquista vitória solo na 18ª etapa

HomeCompetições

Giro d’Italia: Bettiol conquista vitória solo na 18ª etapa

Italiano atacou na última série de quatro subidas no final da mais longa etapa do Giro 2021, com 231 km, e cruzou com vantagem de 17 segundos

Alberto Bettiol na vitória da 18ª etapa do Giro

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O italiano Alberto Bettiol (EF Education-Nippo) conquistou vitória solo nesta quinta-feira (27 de maio), na 18ª etapa do Giro d’Italia, ao escapar do grupo da fuga no dia mais longo da competição de 2021. Bettiol encerrou os 231 km do percurso em 5h14min43s (média de 44,04 km/h) e cruzou a meta em Stradella com 17 segundos de vantagem sobre o italiano Simone Consonni (Cofidis) e o irlandês Nicolas Roche (DSM), que ficaram em 2º e 3º. Esta foi sua primeira vitória no Giro e a primeira desde o Tour de Flandres de 2019.

 

Um grupo com 23 ciclistas da fuga chegou compacto na série de quatro subidas nos 40 quilômetros finais. Bettiol fez parte de uma aceleração inicial com seis ciclistas que escapou na primeira das quatro subidas, mas foi alcançado a 26 km do final. Faltando 15 km para a chegada, Bettiol acelerou novamente, começou a abrir vantagem e ultrapassou os adversários.

“Eu realmente queria uma vitória como esta, já havia chegado perto em algumas ocasiões. Esta manhã meu capitão Hugh Carthy me deu luz verde para ir para o ataque. Quero agradecer a ele e a toda a equipe. Não quis perder esta oportunidade, é sempre difícil conseguir ficar no grupo escapado na terceira semana do Giro, muitos querem a vitória. Estou muito feliz, significa muito para mim, quero dedicar a vitória ao meu ex-empresário Mauro Battaglini, que faleceu no ano passado”, disse Bettiol logo após a conquista.

“Ganhar o Tour de Flandres mudou minha vida, mas eu precisava mais. Eu queria voltar ao Giro e vencer em casa. Hoje foi uma oportunidade única. No passado, eu queria ser um super-herói, mas aprendi que andar de bicicleta exige humildade. Este esporte ensina a perder mais do que ganhar, a menos que você seu nome seja Merckx”, completou.

Bettiol no ataque para a vitória solo

O maglia rosa Bernal protegido pela equipe

Realmente esta era a última chance para a maioria do pelotão lutar por uma vitória em etapa. Com duas duras etapas de montanha na sequência e o contrarrelógio final em Milão, no domingo, muitos entraram na batalha logo no início, enquanto o pelotão rodava tranquilo.

Não largaram o italiano Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), que estava em 10º da geral e se envolveu em uma queda na etapa anterior, e o belga Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep), que também caiu.

Bettiol, Consonni e Roche estavam no grupo com Andrea Vendrame (AG2R Citroën), Gianni Vermeersch (Alpecin-Fenix), Simon Pellaud, Andrii Ponomar, Natnael Tesfatsion (Androni-Sidermec), Samuele Battistella, Gorka Izagirre (Astana-Premier Tech), Filippo Zana (Bardiani-CSF), Rémi Cavagna (Deceuninck-QuickStep), Francesco Gavazzi, Samuele Rivi (EOLO-Kometa), Wesley Kreder (Intermarché-Wanty-Gobert), Patrick Bevin (Israel Start- Up Nation), Stefano Oldani (Lotto Soudal), Dario Cataldo (Movistar), Nikias Arndt, Nico Denz (Team DSM), Jacopo Mosca (Trek-Segafredo), Alessandro Covi e Diego Ulissi (UAE Emirates). Eles rapidamente escaparam e a vantagem logo estava em 10 minutos.

Estava claro que o grupo do maglia rosa Egan Bernal (Ineos Grenadiers) não iria interferir.

Egan Bernal mostrou estar mais relaxado depois da etapa anterior

Com uma etapa de transição tão longa, o foco estava na recuperação tanto quanto possível, com Bernal e seu adversário mais perigoso, Simon Yates (Team BikeExchange), aproveitando para relaxar. O grupo encerrou a etapa a 23 minutos.

Não houve mudanças na classificação geral e Bernal encerrou feliz. Na entrevista após a etapa, estava relaxado e sorrindo. “Eu me senti muito melhor do que ontem e espero que amanhã seja outro bom dia. Estou tentando fazer o meu melhor porque sei que em apenas um dia você pode perder tudo. Tenho muito respeito pelos outros ciclistas, preciso estar focado”, afirmou o colombiano, que tem 2min21s de vantagem sobre Damiano Caruso (Bahrain Victorious) e 3min23s sobre Simon Yates (Team BikeExchange), que estão em 2º e 3º.

“Conheço a escalada de amanhã e espero ter alguns fãs do Piemonte, pois é onde cresci como ciclista. Vai ser uma boa etapa e espero ir bem. No entanto, será outro teste”, completou Bernal.

ÚLTIMO KM

MELHORES MOMENTOS

TOP 10 DA ETAPA
1 Alberto Bettiol (Ita) EF Education-Nippo 5:14:43
2 Simone Consonni (Ita) Cofidis 0:00:17
3 Nicolas Roche (Irl) Team DSM m.t.
4 Nikias Arndt (Ale) Team DSM m.t.
5 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates m.t.
6 Samuele Battistella (Ita) Astana-Premier Tech m.t.
7 Filippo Zana (Ita) Bardiani CSF Faizane’ m.t.
8 Natnael Tesfazion (Eri) Androni Giocattoli-Sidermec m.t.
9 Rémi Cavagna (Fra) Deceuninck-QuickStep 0:00:24
10 Jacopo Mosca (Ita) Trek-Segafredo 0:01:12

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Egan Bernal Gomez (Col) Ineos Grenadiers 77:10:18
2 Damiano Caruso (Ita) Bahrain Victorious 0:02:21
3 Simon Yates (GBr) Team BikeExchange 0:03:23
4 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana-Premier Tech 0:06:03
5 Hugh Carthy (GBr) EF Education-Nippo 0:06:09
6 Romain Bardet (Fra) Team DSM 0:06:31
7 Daniel Martinez Poveda (Col) Ineos Grenadiers 0:07:17
8 João Almeida (Por) Deceuninck-QuickStep 0:08:45
9 Tobias Foss (Nor) Jumbo-Visma 0:09:18
10 Daniel Martin (Irl) Israel Start-up Nation 0:13:37

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Egan Bernal (Ineos Grenadiers)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Peter Sagan (Bora-Hansgrohe)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Geoffrey Bouchard (AG2R Citroen Team)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – Egan Bernal (Ineos Grenadiers)

Próxima etapa
Nesta sexta-feira, a 19ª etapa terá 166 km entre Abbiategrasso e Alpe di Mera, mas o percurso original foi modificado. A mudança foi pedida pelo Ministério das Infraestruturas Sustentáveis ​​e Mobilidade depois que, no domingo passado, um trágico acontecimento ocorreu no teleférico de Mottarone, que estava no trajeto, quando uma das cabines se rompeu e matou 14 pessoas. O município declarou luto e está investigando o acidente.

A chegada ao Alpe di Mera, a 1.531 metros de altitude, de categoria 1, foi mantida. A subida de quase 10km tem inclinação média de 10% e máxima de 14%.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 8 de maio – Turim – Turim (ITT) – 8,6 km
Etapa 2 – 9 de maio – Stupinigi – Novara – 173 km
Etapa 3 – 10 de maio – Biella – Canale – 190 km
Etapa 4 – 11 de maio – Piacenza – Sestola – 187 km
Etapa 5 – 12 de maio – Modena – Cattolica – 177 km
Etapa 6 – 13 de maio – Grotte di Frasassi – Ascoli Piceno – 160 km
Etapa 7 – 14 de maio – Notaresco – Termoli – 181 km
Etapa 8 – 15 de maio – Foggia – Guardia Sanframondi – 170 km
Etapa 9 – 16 de maio – Castel di Sangro – Campo Felice – 158 km
Etapa 10 – 17 de maio – L’Aquila – Foligno – 139 km

18 de maio – Dia de descanso 1

Etapa 11 – 19 de maio – Perugia – Montalcino – 163 km
Etapa 12 – 20 de maio – Siena – Bagno di Romagna – 212 km
Etapa 13 – 21 de maio – Ravenna – Verona – 198 km
Etapa 14 – 22 de maio – Cittadella – Monte Zoncolan – 205 km
Etapa 15 – 23 de maio – Grado – Gorizia – 147 km
Etapa 16 – 24 de maio – Sacile – Cortina d’Ampezzo – 212 km

25 de maio – Dia de descanso 2

Etapa 17 – 26 de maio – Canazei – Sega di Ala – 193 km
Etapa 18 – 27 de maio – Rovereto – Stradella – 231 km
Etapa 19 – 28 de maio – Abbiategrasso – Alpe di Mera – 166 km
Etapa 20 – 29 de maio – Verbania – Valle Spluga-Alpe Motta – 164 km
Etapa 21 – 30 de maio – Senago – Milão – 30,3 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Italia no Bikemagazine

Site oficial do evento