Giro: Dan Martin vence 17ª etapa; Yates ataca, Bernal sofre

HomeCompetições

Giro: Dan Martin vence 17ª etapa; Yates ataca, Bernal sofre

Maglia rosa dá sinais de cansaço e fica para trás na escalada final; Simon Yates sobe forte, diminui diferença e passa para a 3ª colocação na classificação geral

Daniel Martin vence 17ª etapa

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O irlandês Daniel Martin (Israel Start-Up Nation) conquistou vitória solo nesta quarta-feira (26 de maio) na 17ª etapa do Giro d’Italia, que terminou numa subida dura e inédita em Sega di Ala, perto do Lago Garda. Martin estava no grupo da fuga que se formou no início da etapa de 193 km, escapou no começo da escalada e encerrou com o tempo de 4h54min38s (média de 39,303 km/h).

“Vim para o Giro para vencer uma etapa. Hoje eu queria escapar, mas não achei que o grupo iria me deixar atacar. Minha equipe fez um excelente trabalho. Precisava de uma subida assim e do sol para me sair bem”, comemorou o irlandês, que agora entra para a galeria dos ciclistas com vitórias no Giro, Tour de France e Volta a Espanha como o 102º a conseguir o feito.

“Eu tinha feito o reconhecimento dessa escalada após o Tour dos Alpes. É uma escalada muito difícil e eu sabia quais eram os as rampas mais íngremes. Esperava manter uma boa vantagem até 3 km do final, quando a estrada estava um pouco congestionada e depois dar tudo até o final. Não acredito que ganhei uma etapa nesta bela corrida que é o Giro”, completou.

Pela primeira vez na disputa, o maglia rosa Egan Bernal (Ineos Grenadiers) mostrou sinais de cansaço e sofreu na escalada final. O colombiano, que no dia de descanso afirmou que ainda sente as dores nas costas que o tiraram do Tour de France de 2020 (leia mais aqui), perdeu 53 segundos para Simon Yates (Team BikeExchange), que atacou a 3 km da chegada. Bernal respondeu, mas logo perdeu o ritmo, apesar da ajuda e do incentivo do companheiro de equipe Dani Martinez.

“Não foi o meu melhor dia, mas não perdi muito tempo. Não sou imbatível e hoje os outros provaram-se mais fortes do que eu. No final passou outra etapa, agora vamos pensar no amanhã. Simon Yates foi muito rápido, fez uma subida impressionante. Tentei seguir ele e paguei, talvez me equivoquei em responder diretamente. Esse Giro acaba só em Milão, todo dia você pode perder ou ganhar muito tempo, tenho que manter o foco”, comentou Bernal.

“Tenho que agradecer ao Dani Martinez, ele me ajudou muito no final. Talvez tivesse sido melhor fazer o reconhecimento da subida Sega di Ala porque provou ser muito difícil. Infelizmente é impossível ver todas as etapas antes do Giro”, disse o colombiano.

Yates, Bernal e Martinez na escalada

Martinez incentiva Bernal na dura escalada

Yates seguiu forte junto com o português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) e ambos deixaram Bernal para trás. No último trecho, Almeida acelerou e ficou com o 2º lugar na etapa, a 13 segundos. Yates foi o 3º, a 30 segundos. Os italianos Diego Ulissi (UAE Emirates) e Damiano Caruso (Bahrain Victorious) passaram em seguida, a 1min20, em 4º e 5º. Martines e Bernal cruzaram em 6º e 7º, a 1min23s.

Na classificação geral, Bernal manteve a maglia rosa e  sua vantagem para o 2º colocado, Caruso, caiu de 2min24s para 2min21s. Yates subiu para o 3º lugar, a 3min23s. O Giro ainda terá mais duas etapas de montanha antes da final neste domingo, com um contrarrelógio em Milão.

A etapa começou em Canazei com sol e as vistas espetaculares das Dolomitas. O vencedor da 15ª etapa, Victor Campaenaerts (Qhubeka Assos), não largou por dores musculares. Fortes ataques na largada para tentar uma fuga duraram até os 55 km percorridos.

Lawrence Warbasse (AG2R-Citroën) e James Knox (Deceuninck-QuickStep) foram dois dos muitos que tentaram a sorte enquanto a Ines Grenadiers mantinha o ritmo no pelotão. Gianni Moscon (Ineos Grenadiers), Geoffrey Bouchard (AG2R Citroën), Dries De Bondt (Alpecin-Fenix), Simone Ravanelli (Androni Giocattoli-Sidermec), Luis León Sánchez (Astana-Premier Tech), Giovanni Carboni (Bardiani -CSF-Faizane), Felix Grossschartner (Bora-Hansgrohe), James Knox e Pieter Serry (Deceuninck-QuickStep), Matteo Badilatti (Groupama-FDJ), Jan Hirt, Andrea Pasqualon e Quinten Hermans (Intermarché – Wanty – Gobert Matériaux), Matteo Jorgenson e Antonio Pedrero Lopez (Movistar), Jacopo Mosca (Trek-Segafredo), Valerio Conti e Alessandro Covi (UAE Emirates), além de Daniel Martin, conseguiram finalmente escapar.

A 105 km do final, a BikeExchange de Simon Yates assumiu a perseguição depois que a fuga atingiu a vantagem de 5 minutos.

A 53 km da meta, o Passo di San Valentino, com 14km e 7,8% de inclinação, quebrou o pelotão. Martin atacou e apenas Moscon conseguiu seguir junto. Pedrero também acelerou enquanto Bouchard finalmente conseguia o máximo de pontos no topo para ampliar sua liderança na competição nas montanhas. Com Bernal, apenas Jonathan Castroviejo e Martinez continuavam, enquanto Mikel Nieve definia um ritmo constante e duro para Yates.

Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep) foi uma das primeiras vítimas da escalada, mas depois voltou para o grupo antes do topo. A descida foi rápida e técnica, mas não foi um problema até os 25 km, quando vários ciclistas caíram após uma curva acentuada. Evenepoel estava na parte de trás do grupo e foi atingido. O belga precisou de atendimento médico, pois machucou o pulso e o braço esquerdo, e conseguiu voltar, mas encerrou a etapa a mais de 30 minutos.

Dan Martin parte para um ataque solo

Martin, Moscon, Pedrero e Bouchard chegaram ao pé da subida Sega di Ala juntos e foram acompanhados por Ravanelli e Carboni. Eles lideraram o rápido grupo, mas, assim que a escalada começou, a 10 km do fim, Martin acelerou e se distanciou de seus companheiros de fuga. Knox e Serry recuaram para ajudar Almeida e Martin lutou para seguir em frente e conseguiu.

ÚLTIMO KM

MELHORES MOMENTOS

TOP 10 DA ETAPA 17
1 Daniel Martin (Irl) Israel Start-up Nation 4:54:38
2 João Almeida (Por) Deceuninck-QuickStep 0:00:13
3 Simon Yates (GBr) Team BikeExchange 0:00:30
4 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates 0:01:20
5 Damiano Caruso (Ita) Bahrain Victorious
6 Daniel Martinez Poveda (Col) Ineos Grenadiers 0:01:23
7 Egan Bernal Gomez (Col) Ineos Grenadiers
8 Antonio Pedrero (Esp) Movistar Team 0:01:38
9 Pello Bilbao Lopez De Armentia (Esp) Bahrain Victorious 0:01:43
10 George Bennett (NZl) Jumbo-Visma 0:02:21

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Egan Bernal Gomez (Col) Ineos Grenadiers 71:32:05
2 Damiano Caruso (Ita) Bahrain Victorious 0:02:21
3 Simon Yates (GBr) Team BikeExchange 0:03:23
4 Aleksandr Vlasov (Rus) Astana-Premier Tech 0:06:03
5 Hugh Carthy (GBr) EF Education-Nippo 0:06:09
6 Romain Bardet (Fra) Team DSM 0:06:31
7 Daniel Martinez Poveda (Col) Ineos Grenadiers 0:07:17
8 João Almeida (Por) Deceuninck-QuickStep 0:08:45
9 Tobias Foss (Nor) Jumbo-Visma 0:09:18
10 Giulio Ciccone (Ita) Trek-Segafredo 0:11:06

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Egan Bernal (Ineos Grenadiers)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Peter Sagan (Bora-Hansgrohe)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Geoffrey Bouchard (AG2R Citroen Team)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – Egan Bernal (Ineos Grenadiers)

Próxima etapa
Nesta quinta-feira a 18ª etapa terá 231 km entre Rovereto e Stradella, que atravessa o vale do Rio Pó de norte a sul por estradas largas e na maioria retas. Nos últimos 30 km há subidas e descidas.

 

AS ETAPAS
Etapa 1 – 8 de maio – Turim – Turim (ITT) – 8,6 km
Etapa 2 – 9 de maio – Stupinigi – Novara – 173 km
Etapa 3 – 10 de maio – Biella – Canale – 190 km
Etapa 4 – 11 de maio – Piacenza – Sestola – 187 km
Etapa 5 – 12 de maio – Modena – Cattolica – 177 km
Etapa 6 – 13 de maio – Grotte di Frasassi – Ascoli Piceno – 160 km
Etapa 7 – 14 de maio – Notaresco – Termoli – 181 km
Etapa 8 – 15 de maio – Foggia – Guardia Sanframondi – 170 km
Etapa 9 – 16 de maio – Castel di Sangro – Campo Felice – 158 km
Etapa 10 – 17 de maio – L’Aquila – Foligno – 139 km

18 de maio – Dia de descanso 1

Etapa 11 – 19 de maio – Perugia – Montalcino – 163 km
Etapa 12 – 20 de maio – Siena – Bagno di Romagna – 212 km
Etapa 13 – 21 de maio – Ravenna – Verona – 198 km
Etapa 14 – 22 de maio – Cittadella – Monte Zoncolan – 205 km
Etapa 15 – 23 de maio – Grado – Gorizia – 147 km
Etapa 16 – 24 de maio – Sacile – Cortina d’Ampezzo – 212 km

25 de maio – Dia de descanso 2

Etapa 17 – 26 de maio – Canazei – Sega di Ala – 193 km
Etapa 18 – 27 de maio – Rovereto – Stradella – 231 km
Etapa 19 – 28 de maio – Abbiategrasso – Alpe di Mera – 166 km
Etapa 20 – 29 de maio – Verbania – Valle Spluga-Alpe Motta – 164 km
Etapa 21 – 30 de maio – Senago – Milão – 30,3 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Italia no Bikemagazine

Site oficial do evento