Giro d’Italia: mau tempo obriga mudanças na etapa rainha

HomeCompetições

Giro d’Italia: mau tempo obriga mudanças na etapa rainha

Trajeto foi reduzido de 212 km para 153 km com a retirada do Passo Fedaia e Passo Pordoi após chuvas fortes e previsão de neve

Nova altimetria da 16ª etapa

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

A etapa rainha do Giro d’Italia, nesta segunda-feira (24 de maio) foi encurtada de 212 km para 153 km por causa das condições metereológicas nas Dolomitas. Foram retiradas do percurso da etapa, de Sacila a Cortina d’Ampezzo, as passagens pelo Passo Fedaia e o Passo Pordoi, duas subidas de primeira categoria, onde está prevista chuva e neve. A etapa ainda terminará com a subida da primeira categoria do Passo Giau, que passou a ser o Cima Coppi (o ponto mais alto da corrida em 2021), a 2.233 metros de altitude, seguida da descida de 17km até o final.

Os organizadores conversaram com as equipes e os ciclistas na largada em Sacile para debater a mudança no trajeto. Pelas previsões do tempo, a chuva irá acompanhar o pelotão durante todo a etapa e, no Giau, a previsão é de que a temperatura fique em zero grau, com possibilidade de neve. O Protocolo de Clima Extremo da UCI determina que as discussões sejam mantidas entre os ciclistas e os organizadores da corrida quando condições extremas estão em vigor ou previstas.

Tanto o Passo Fedaia quanto o Pordoi estavam transitáveis na manhã desta segunda-feira, com estradas sem neve. Mas a principal preocupação estava no perigo das descidas, com temores de estradas congeladas e o agravamento das chuvas à tarde.

“Nosso primeiro objetivo é garantir que os ciclistas cheguem a Milão com segurança. Decidimos que era mais importante fazer uma etapa mais curta e intensa do que enfrentar uma situação complexa e por isso cortamos as duas longas descidas”, afirmou o diretor da prova, Mauro Vegni.

O pelotão do Giro terá nesta terça-feira seu segundo dia de descanso. A partir de quarta-feira, começa a última semana da disputa. A 17ª etapa será de Canazei a Sega di Ala, com a escalada ao Passo San Valentino antes da subida final. A 18ª etapa, de Rovereto a Stradella, terá os quilômetros finais na subida ao Oltrepò Pavese.

Já a 19ª etapa começará em Abbiategrasso e terminará no Alpe di Mera em Valsesia (uma nova etapa final para o Giro). A etapa, com seus 3.700m de ganho de altitude, inclui também as escaladas Mottarone e Colma di Varallo.

Altimetria da 20ª e penúltima etapa

No penúltimo dia, com 4.800m de ganho de altitude, a corrida terá início em Verbania e terminar em Alpe di Motta, no Vale Spulga de Valtellina. Os ciclistas enfrentarão o Passo San Bernardino e o Passo Spluga (Splügenpass), duas subidas que levarão o pelotão a mais de 2.000 metros de altura antes do Campodolcino, onde começa a subida final.

A grande final será no domingo, 30 de maio, com um contrarrelógio individual de 30,3 km que começará em Senago e terminará no Duomo de Milão.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 8 de maio – Turim – Turim (ITT) – 8,6 km
Etapa 2 – 9 de maio – Stupinigi – Novara – 173 km
Etapa 3 – 10 de maio – Biella – Canale – 190 km
Etapa 4 – 11 de maio – Piacenza – Sestola – 187 km
Etapa 5 – 12 de maio – Modena – Cattolica – 177 km
Etapa 6 – 13 de maio – Grotte di Frasassi – Ascoli Piceno – 160 km
Etapa 7 – 14 de maio – Notaresco – Termoli – 181 km
Etapa 8 – 15 de maio – Foggia – Guardia Sanframondi – 170 km
Etapa 9 – 16 de maio – Castel di Sangro – Campo Felice – 158 km
Etapa 10 – 17 de maio – L’Aquila – Foligno – 139 km

18 de maio – Dia de descanso 1

Etapa 11 – 19 de maio – Perugia – Montalcino – 163 km
Etapa 12 – 20 de maio – Siena – Bagno di Romagna – 212 km
Etapa 13 – 21 de maio – Ravenna – Verona – 198 km
Etapa 14 – 22 de maio – Cittadella – Monte Zoncolan – 205 km
Etapa 15 – 23 de maio – Grado – Gorizia – 147 km
Etapa 16 – 24 de maio – Sacile – Cortina d’Ampezzo – 212 km

25 de maio – Dia de descanso 2

Etapa 17 – 26 de maio – Canazei – Sega di Ala – 193 km
Etapa 18 – 27 de maio – Rovereto – Stradella – 231 km
Etapa 19 – 28 de maio – Abbiategrasso – Alpe di Mera – 176 km
Etapa 20 – 29 de maio – Verbania – Valle Spluga-Alpe Motta – 164 km
Etapa 21 – 30 de maio – Senago – Milão – 30,3 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Italia no Bikemagazine

Site oficial do evento