Giro: Almeida diz que semana final nos Alpes será brutal

HomeCompetições

Giro: Almeida diz que semana final nos Alpes será brutal

Português que vestiu por 15 etapas a maglia rosa em 2020 diz que não se considera favorito e que se ficar no Top 10 será um bom resultado

O português João Almeida está de volta ao Giro d’Italia

Do Bikemagazine
Foto de divulgação

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep), de 22 anos, está de volta ao Giro d’ Italia. Na edição anterior, o ciclista vestiu por 15 etapas a maglia rosa e terminou a competição em 4º lugar. Na apresentação das equipes, Almeida disse que, nesta edição, não se considera um favorito. “O pelotão está muito forte, se eu ficar entre os 10 primeiros da geral já será um bom resultado.”

Almeida aponta Egan Bernal (Ineos Grenadiers) e Simon Yates (Bike Exchange) como os principais favoritos.

 

“A montanha é a principal das muitas dificuldades que vão surgindo no dia a dia. Este ano não temos o Stelvio, mas vamos subir o Zoncolan, que faz parte da história do Giro. Além da oito chegadas em altitude juntam-se mais umas quantas com final plano, mas que para lá chegar temos que ultrapassar muita montanha”, analisa.

“A última semana nos Alpes vai ser brutal, com três chegadas em altitude em quatro dias, com destaque para os finais no Alpe di Mera e Alpe Mota”, completa o ciclista, que contou que a equipe fez o reconhecimento da etapa que termina em Montalcino – que, nos últimos 70 km, tem 35 km em terra batida e cascalho, num percurso traiçoeiro e com muitas armadilhas na semana passada.

“Não me estou a queixar ou a arranjar desculpas, mas a constatar uma realidade que todos temos de enfrentar. Vai ser duro para mim como para todos”.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 8 de maio – Turim – Turim (ITT) – 8,6 km
Etapa 2 – 9 de maio – Stupinigi – Novara – 173 km
Etapa 3 – 10 de maio – Biella – Canale – 187 km
Etapa 4 – 11 de maio – Piacenza – Sestola – 186 km
Etapa 5 – 12 de maio – Modena – Cattolica – 171 km
Etapa 6 – 13 de maio – Grotte di Frasassi – Ascoli Piceno – 150 km
Etapa 7 – 14 de maio – Notaresco – Termoli – 178 km
Etapa 8 – 15 de maio – Foggia – Guardia Sanframondi – 173 km
Etapa 9 – 16 de maio – Castel di Sangro – Campo Felice – 160 km
Etapa 10 – 17 de maio – L’Aquila – Foligno – 140 km

18 de maio – Dia de descanso 1

Etapa 11 – 19 de maio – Perugia – Montalcino – 163 km
Etapa 12 – 20 de maio – Siena – Bagno di Romagna – 209 km
Etapa 13 – 21 de maio – Ravenna – Verona – 197 km
Etapa 14 – 22 de maio – Cittadella – Monte Zoncolan – 205 km
Etapa 15 – 23 de maio – Grado – Gorizia – 145 km
Etapa 16 – 24 de maio – Sacile – Cortina d’Ampezzo – 212 km

25 de maio – Dia de descanso 2

Etapa 17 – 26 de maio – Canazei – Sega di Ala – 193 km
Etapa 18 – 27 de maio – Rovereto – Stradella – 228 km
Etapa 19 – 28 de maio – Abbiategrasso – Alpe di Mera – 178 km
Etapa 20 – 29 de maio – Verbania – Valle Spluga-Alpe Motta – 164 km
Etapa 21 – 30 de maio – Senago – Milão – 29,4 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Italia 2021 terá 6 chegadas ao alto; confira o percurso

Giro d’Italia no Bikemagazine

Site oficial do evento