Criterium du Dauphine: Valverde vence 6ª etapa; Lusenko é o novo líder

HomeCiclismo

Criterium du Dauphine: Valverde vence 6ª etapa; Lusenko é o novo líder

Na primeira das três etapas finais nos Alpes, espanhol de 41 anos ultrapassa Tao Geoghegan Hart e fatura em Le Sappey-en-Chartreuse

Valverde vence 6ª etapa da Criterium du Dauphine

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/ASO

Alejandro Valverde (Movistar) venceu nesta sexta-feira (4 de junho) a 6ª etapa da Criterium du Dauphine, a primeira das três etapas finais nos Alpes franceses. O veterano espanhol de 41 anos ultrapassou Tao Geoghegan Hart (Ineos Grenadiers) nos últimos metros e faturou a etapa de 167,2 km, entre Loriol-sur-Drôme e Le Sappey-en-Chartreuse, com quatro escaladas categorizadas. Esta foi a terceira vitória de Valverde na competição, a última vez tinha sido há 13 anos.

“Estou muito feliz por vencer aos 41 anos. Em primeiro lugar, devo agradecer à minha equipe que trabalhou incrivelmente durante toda a semana. Na parte final, Superman Lopez me disse que ia puxar e eu disse tudo bem. Para ser honesto, tenho que agradecê-lo porque ele fez um trabalho incrível. Geoghegan Hart abriu com muita força, e vi que Thomas estava longe dele, então pensei que tinha que ir”, contou Valverde.

 

Geoghegan Hart atacou a 300 metros do final, mas Valverde foi rápido o bastante ao buscar o escapado e derrotar o vencedor do Giro d’Italia de 2020. Patrick Konrad e Wilco Kelderman, da Bora-Hansgrohe, cruzaram em seguida, em 3º e 4º.

O então camisa amarela Lukas Postlberger (Bora-Hansgrohe) ficou para trás no duro Col de Porte e terminou a oito minutos. A liderança da classificação geral é agora de Alexey Lutsenko (Astana-Premier Tech), que lidera por 8 segundos à frente de seu companheiro de equipe Ion Izzagirre. Kelderman é o 3º, a 12 segundos, e Geraint Thomas o 4º, a 13 segundos.

Chegada da 6ª etapa

Matthew Holmes, líder de montanha, em busca de mais pontos

Mais uma vez, o ritmo foi forte durante toda a etapa, com ventos empurrando o pelotão para os desafios montanhosos dos exigentes 50 km finais. O pelotão largou com 137 ciclistas e nove conseguiram estabelecer uma fuga no Km 43.

O grupo logo recebeu mais cinco atacantes e o grupo estava formado com Lawson Craddock (EF Nippo), Olivier Le Gac (Groupama-FDJ), Anthony Perez (Cofidis), Greg Van Avermaet (AG2R), Omer Goldstein (Israel Start-Up Nation), Laurent Pichon (Arkéa Samsic), Matthew Holmes (Lotto Soudal), Sven-Erik Bystrom (Emirados Árabes Unidos), Josef Cerny (Deceuninck – Quick-Step), Julien Bernard (Trek-Segafredo), Barnabas Peak (BikeExchange), Martin Salmon (DSM), Franck Bonnamour (B & B-KTM) e Jan Bakelants (Intermarché-Wanty-Gobert).

A vantagem dos escapados chegou a 3 minutos, mas, no início das subidas do dia, após 115 km percorridos em um ritmo muito alto, o pelotão se aproximou. Com a camisa de bolinhas de líder da classificação geral, Matthew Holmes faturou 5 pontos KOM no topo do Col de la Placette e ampliou sua liderança. “Amanhã tentarei somar mais alguns pontos. Eu realmente estou gostando do meu tempo com a camisa até agora”, disse Holmes, que tem 21 pontos. Lawson Craddock está em 2º, com 13 pontos.

Na próxima escalada, Julien Bernard abriu uma batalha nas encostas do Col de Porte, mas ninguém conseguiu acompanhar Lawson Craddock quando ele atacou nos 2 km finais de subida.

Na passagem pelo Col de Porte

No pelotão, a Astana-Premier Tech assumiu o controle e o camisa amarela Lukas Pöstlberger (Bora-Hansgrohe) sofreu a 22 km da meta. A Movistar dominou nas encostas finais e continuou avançando na descida em direção aos últimos 10 quilômetros, reduzindo a diferença para 30”.

Craddock seguiu sozinho, mas acabou ultrapassado quando Louis Meintjes (Intermarché-Wanty-Gobert) atacou na parte inferior da subida final (3,3 km a 6,2%). A Ineos Grenadiers definiu o ritmo e o sul-africano se entregou. David Gaudu (Groupama-FDJ) e Sepp Kuss (Jumbo-Visma) também tentaram avançar, mas a Ineos seguiu no controle.

Miguel Angel Lopez (Movistar) conduziu forte no último quilômetro, mas a Ineos passou por ele novamente. Geraint Thomas trabalhou para Geoghegan Hart, que avançou, mas hoje era o dia de Valverde.

TOP 10 DA ETAPA 6
1 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 3:52:53
2 Tao Geoghegan Hart (GBr) Ineos Grenadiers m.t.
3 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe m.t.
4 Wilco Kelderman (Hol) Bora-Hansgrohe m.t.
5 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team m.t.
6 Sepp Kuss (EUA) Jumbo-Visma m.t.
7 Alexey Lutsenko (Kaz) Astana-Premier Tech m.t.
8 Jack Haig (Aus) Bahrain Victorious m.t.
9 Ben Hermans (Bel) Israel Start-up Nation m.t.
10 Steven Kruijswijk (Hol) Jumbo-Visma m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Alexey Lutsenko (Kaz) Astana-Premier Tech 20:52:16
2 Ion Izagirre Insausti (Esp) Astana-Premier Tech 0:00:08
3 Wilco Kelderman (Hol) Bora-Hansgrohe 0:00:12
4 Geraint Thomas (GBr) Ineos Grenadiers 0:00:13
5 Ilan Van Wilder (Bel) Team DSM m.t.
6 Richie Porte (Aus) Ineos Grenadiers 0:00:15
7 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:00:27
8 Jack Haig (Aus) Bahrain Victorious 0:00:34
9 Steven Kruijswijk (Hol) Jumbo-Visma 0:00:39
10 Miguel Angel Lopez Moreno (Col) Movistar Team 0:00:42

AS CAMISAS
Camisa amarela – Classificação geral – Alexey Lutsenko (Astana-Premier Tech)
Camisa verde – Classificação por pontos – Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious)
Camisa azul de bolinhas brancas – Classificação de montanha – Matthew Holmes (Lotto-Soudal)
Camisa branca – Classificação de melhor jovem – Ilan Van Wilder (Team DSM)

Próxima etapa
Neste sábado, a 7ª e penúltima etapa terá 171,1 km entre Saint-Martin-Le-Vinoux e La Plagne. Será uma etapa montanhosa, com duas escaladas fora de categoria, a última delas na chegada ao alto a 2.072 metros de altitude.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 30 de maio – Issoire – Issoire – 181,8 km
Etapa 2 – 31 de maio – Brioude – Saugues – 172, 8 km
Etapa 3 – 1 de junho – Langeac – Saint-Haon-Le-Vieux – 172,2 km
Etapa 4 – 2 de junho – Firminy – Roche-la-Molière – 16,4 km (contrarrelógio)
Etapa 5 – 3 de junho – Saint-Chamond – Saint-Vallier – 175, 4 km
Etapa 6 – 4 de junho – Loriol-sur-Drôme – Le Sappey-en-Chartreuse – 167,2 km
Etapa 7 – 5 de junho – Saint-Martin-Le-Vinoux – La Plagne – 171,1 km
Etapa 8 – 6 de junho – La Léchère-Les-Bains – Les Gets – 147 km

LEIA MAIS
Criterium du Dauphine no Bikemagazine

Site oficial do evento

ÚLTIMO KM