Tóquio: ciclismo britânico terá Thomas, irmãos Yates e Geoghegan Hart

HomeCompetições

Tóquio: ciclismo britânico terá Thomas, irmãos Yates e Geoghegan Hart

Inglaterra confirma os quatro escolhidos para as provas de ciclismo de estrada; dois deles estarão também no contrarrelógio

Thomas na crono do Tour da Romandia 2021

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

A Inglaterra confirmou nesta quarta-feira (9 de junho) sua equipe para o ciclismo de estrada dos Jogos de Tóquio. A equipe terá Geraint Thomas, Tao Geoghegan Hart e os irmãos Adam e Simon Yates. Dois deles também vão disputar a prova de contrarrelógio, mas ainda não foi anunciado quais serão.

Vale destacar que a equipe pode ser alterada por motivos médicos nas próximas semanas, por exemplo, se um ciclista se machucar em uma corrida ou ficar doente.

Thomas, que vai liderar a equipe Ineos Grenadiers no Tour de France, terminou em 3º na recente Criterium du Dauphine e venceu o Tour da Romandia no início de maio. Tao Geoghegan Hart, campeão do Giro d’Italia de 2020, também estará na equipe no Tour de France, que ele vai disputar pela primeira vez. O Tour de France de 2021 está programado para terminar em Paris em 18 de julho e os ciclistas vão disputar a prova em Tóquio seis dias depois, no sábado, dia 24 de julho.

Já os irmãos gêmeos Adam e Simon Yates, de 28 anos, que nesta temporada estão em equipes diferentes, estavam em busca da vaga olímpica. Adam, que está na Ineos Grenadiers, não estará no Tour de France e Simon, que integra o Team BikeExchange, acabou de disputar o Giro d’Italia e terminou em 3º na classificação geral.

Simon disse recentemente em entrevistas que o ouro olímpico é seu sonho. “Eu não cresci querendo ganhar o Tour ou algo assim; cresci querendo ser um campeão olímpico. É o meu sonho”, afirmou.

Chris Froome (Israel Start Up Nation), medalha de bronze no contrarrelógio dos Jogos de Londres-2012 e nos Jogos Rio-2016, ficou de fora da lista. Depois de seu acidente em 2018, Froome ainda não recuperou a forma física e Matt Brammeier, técnico da equipe de estrada, disse que a escolha da equipe foi foi feita com “base na forma atual, e não na reputação”.

Mapa do circuito do ciclismo de estrada em Tóquio

Circuito olímpico
A prova olímpica será no exigente Fuji International Speedway no dia 24 de julho. No dia seguinte é a vez das mulheres e, no dia 28 de julho, será disputada a prova de contrarrelógio. Vale lembrar que o Brasil não conseguiu vaga no ciclismo de estrada.

O trajeto do ciclismo de estrada começa no Parque Musashinonomori, ao nível do mar, com um deslocamento neutro de 10 km. A corrida propriamente dita começará ainda na área urbana de Tóquio, seguirá depois para Kanagawa, Yamanashi e Shizuoka – cada uma com sua própria paisagem característica – e a chegada será no circuito Fuji Speedway, em Shizuoka. No percurso, o pelotão terá pelo menos cinco picos com altitudes que variam de 1.111 metros sobre o nível do mar até 1.451 metros, em Suyama.

A prova de contrarrelógio individual terá um total de 44,2km em um circuito de 22,1km, com duas voltas para os homens no circuito Speedway. A prova feminina será no mesmo local, com uma volta no percurso.

LEIA MAIS
Jogos de Tóquio: confira a programação das provas do ciclismo