Tour da Suíça terá Alaphilippe, Van der Poel e a volta de Dumoulin

HomeWorld Tour

Tour da Suíça terá Alaphilippe, Van der Poel e a volta de Dumoulin

O último grande desafio antes do Tour de France terá quase 18 mil metros de subida acumulada e duas etapas de contrarrelógio de 6 a 13 de junho

No percurso do Tour da Suíça, que chega à 84ª edição em 2021 após ser cancelado no ano passado

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O campeão mundial Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), o holandês Mathieu Van der Poel (Alpecin-Fenix), o equatoriano Richard Carapaz e o britânico Adam Yates (Ineos Grenadiers) estão entre os nomes esperados para a 84ª edição do Tour da Suíça, de 6 a 13 de junho, o último grande evento antes do Tour de France. A prova vai marcar ainda o retorno de Tom Dumoulin (Jumbo-Visma) ao ciclismo, depois que o holandês anunciou uma pausa na carreira em janeiro (leia mais aqui).

Além das 19 equipes World Tour, participam como convidadas as equipes Alpecin-Fenix, Rally Cycling e Total Direct Energie. Haverá também uma versão da prova para as mulheres, pela primeira vez.

 

Nesta época, o pelotão que vai ao Tour de France se divide entre a Criterium du Dauphine e o Tour da Suíça. A prova, que não foi realizada no ano passado, teve como vencedor em 2019 o colombiano Egan Bernal, que acaba de se consagrar campeão do Giro d’Italia e não vai ao Tour de France.

O percurso de 2021 reproduz em grande parte o inicialmente planejado para 2020, com 1.013 quilômetros de percurso total e 17.844 metros de escalada acumulada. A rota segue no sentido anti-horário para a região do Lago de Zurique, atravessa o Mittelland em Valais e termina no coração dos Alpes.

A edição de 2021 terá duas provas de contrarrelógio, na etapa de abertura, com 10,9 km em Frauenfeld, e uma no penúltimo dia, com 23,2 km. Duas etapas duras nas montanhas se destacam, a 5ª etapa, em Sedrun, com chegada ao alto, e a última, em Andermatt.

Após a etapa inicial, a 2ª etapa terá 183 quilômetros a partir das Cataratas do Reno, a maior cachoeira da Europa, com passagem pelas montanhas Ghöch e Oberricken e o Lago de Zurique. A chegada em Lachen tem uma pequena subida a oito quilômetros do final.

Na 3ª etapa, de Lachen a Pfaffnau, o pelotão fará um tour pelos lagos da região, começando pelo Lago Superior de Zurique em uma rota montanhosa pela Suíça central. A 4ª etapa, que larga do mosteiro barroco do século 18 de St. Urban, sobre a Saanenmöser, a 1.284 metros de altitude, antes de descer para o final de Gstaad.

Altimetria da 5ª etapa

A 5ª etapa vai passar pelo UCI World Cycling Center em Aigle e segue uma nova rota com subidas mais difíceis e curvas entre Bratsch e Albinen antes da escalada de 17 quilômetros até Leukerbad e pode causar mudanças na classificação geral.

Na sexta-feira, 11 de junho, a 6ª etapa vai passar pela estrada mais alta da Suíça e, em seguida, atravessar o Lukmanier Pass, com 21 quilômetros a uma inclinação média de 4,3%.

Altimetria do contrarrelógio do penúltimo dia

Altimetria da última etapa, a etapa rainha

Na penúltima etapa há um segundo contrarrelógio, desta vez com 23 km, que atravessa o Passo Oberalp, com seus 13 quilômetros a uma inclinação de 6,9% ​​até Andermatt.

A corrida termina no domingo com a etapa rainha, com 3.600 metros de subida acumulada ao longo de 118 quilômetros. O circuito alpino de Andermatt passa pelos picos triplos de Furka-Grimsel-Susten, com a subida final para o final da edição de 2021 passando pelo desfiladeiro Schöllenen.

AS ETAPAS
Etapa 1 – 6 de junho – Frauenfeld – Frauenfeld – 10,9 km
Etapa 2 – 7 de junho – Neuhausen at the Rhine Falls – Lachen – 173 km
Etapa 3 – 8 de junho – Lachen – Pfaffnau – 185 km
Etapa 4 – 9 de junho – St. Urban – Gstaad – 171 km
Etapa 5 – 10 de junho – Gstaad – Leukerbad – 172 km
Etapa 6 – 11 de junho – Fiesch – Disentis–Sedrun – 162 km
Etapa 7 – 12 de junho – Disentis–Sedrun – Andermatt – 23,2 km
Etapa 8 – 13 de junho – Andermatt – Andermatt – 118 km

LEIA MAIS
Tour da Suíça no Bikemagazine

Site oficial do evento

VEJA VÍDEO