Tour 2021: Konrad conquista vitória solo na 16ª etapa

HomeCompetições

Tour 2021: Konrad conquista vitória solo na 16ª etapa

Campeão austríaco fatura sua primeira vitória no Tour de France depois de escapar sozinho e cruzar com 42 segundos de vantagem

Konrad conquista sua primeira vitória World Tour

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/ASO

O campeão austríaco Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe) conquistou vitória solo nesta terça-feira (13 de julho), na 16ª etapa do Tour de France. Konrad, em sua primeira vitória no Tour, estava no grupo da fuga e escapou a 37 quilômetros da meta da etapa de 169 km entre Pas de la Case e Saint-Gaudens. Apenas dois austríacos foram vencedores de etapas do Tour antes: Max Bulla (3) em 1931 e Georg Totschnig em 2005.

“Esta é minha primeira vitória no WorldTour e veio na maior corrida de ciclismo do mundo. Estou sem palavras. Esta vitória é para minha família, para meus amigos, para a Bora-Hansgrohe. A equipe sempre me deu confiança. Lutei por essa vitória e ela chegou no momento certo, pois estou com a camisa de campeão austríaco”, comemorou Konrad, que também levou o prêmio de mais combativo da etapa. “O último quilômetro foi uma subida que doeu, só acreditei na minha vitória com 500 metros para a chegada. Estou muito feliz.”

A fuga só se formou na metade da etapa, primeiro passando de um grupo de perseguição para um trio líder no Col de la Core. Konrad, então, seguiu sozinho no Col de Portet d’Aspet e cruzou com vantagem de 42 segundos. Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) e Michael Matthews (Team BikeExchange) ficaram em 2º e 3º.

Colbrelli e David Gaudu (Groupama-FDJ) saíram do grupo de perseguição no Portet d’Aspet e estavam apenas 20 segundos atrás do escapado. Mas a descida molhada e traiçoeira, onde Fabio Casartelli perdeu a vida no Tour de 1995, atrapalhou a perseguição. Felizmente não houve quedas na etapa desta terça-feira.

Colbrelli e Gaudu na perseguição

Konrad manteve a ponta e cruzou sozinho

Konrad manteve o ritmo forte na ponta enquanto passava o Côte d’Aspret-Sarrat, a quarta escalada do dia, com duros 8,4% de inclinação ao longo de 800 metros. Gaudu, que havia voltado para um grupo de perseguição maior, começou outro ataque, mas foi em vão.

Apesar de uma primeira metade rápida e movimentada, a etapa foi tranquila para os candidatos à classificação geral, com os companheiros de equipe do camisa amarela Tadej Pogacar (UAE Emirates) levando o pelotão com mais de 12 minutos de atraso.

“Foi um dia muito difícil. Começamos com tempo frio e um grande grupo tentou se separar. As primeiras duas horas foram a todo vapor. Depois conseguimos aliviar um pouco, mas depois os últimos quilômetros foram bem rápidos de novo. Na verdade, não sei o que estávamos fazendo naquela aceleração final. Eu estava apenas seguindo as rodas. De qualquer forma, foi um bom aquecimento para amanhã. Estudei as subidas de amanhã e depois de amanhã, mas seria melhor se eu não as tivesse visto”, disse o camisa amarela, referindo-se às duras etapas 17 e 18 nos Pirineus (leia mais aqui).

Pogacar no pelotão

A etapa largou com 145 ciclistas depois dos abandonos de Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo) e Amund Groendahl Jansen (BikeExchange). Kasper Asgreen (Deceuninck-Quick Step) foi o primeiro a acelerar após a largada. Michal Kwiatkowski (Ineos Grenadiers) e Mattia Cattaneo (Deceuninck-Quick Step) o alcançaram 3,5 km antes do Col de Port. O trio líder foi trazido de volta após 65 km de corrida.

Jan Bakelants (Intermarché-Wanty Gobert), Chris Juul Jensen (BikeExchange) e Fabien Doubey (TotalEnergies) formaram outro trio líder no Km 79. Toms Skujins (Trek-Segafredo), Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe), David Gaudu (Groupama- FDJ), Pierre-Luc Périchon (Cofidis), Benoît Cosnefroy (AG2R-Citroën), Sonny Colbrelli e Fred Wright (Bahrain Victorious), Michael Matthews (BikeExchange), Alex Aranburu (Astana), Lorenzo Rota (Intermarché-Wanty Gobert) e Franck Bonnamour (B & B-KTM) formaram um grupo de perseguição antes do Col de la Core. Konrad juntou-se aos três fugitivos no Km 97, 4 km antes do topo e assumiu a ponta.

TOP 10 DA ETAPA
1 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 4:01:59
2 Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain Victorious 0:00:42
3 Michael Matthews (Aus) Team BikeExchange m.t.
4 Pierre-Luc Périchon (Fra) Cofidis m.t.
5 Franck Bonnamour (Fra) B&B Hotels p/b KTM m.t.
6 Alex Aranburu Deba (Esp) Astana-Premier Tech m.t.
7 Toms Skujins (Lat) Trek-Segafredo 0:00:45
8 Jan Bakelants (Bel) Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux m.t.
9 David Gaudu (Fra) Groupama-FDJ 0:00:47
10 Lorenzo Rota (Ita) Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Tadej Pogacar (Slo) UAE Team Emirates 66:23:06
2 Rigoberto Uran (Col) EF Education-Nippo 0:05:18
3 Jonas Vingegaard (Din) Jumbo-Visma 0:05:32
4 Richard Carapaz (Equa) Ineos Grenadiers 0:05:33
5 Ben O’Connor (Aus) AG2R Citroën Team 0:05:58
6 Wilco Kelderman (Hol) Bora-Hansgrohe 0:06:16
7 Alexey Lutsenko (Kaz) Astana-Premier Tech 0:07:01
8 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 0:07:11
9 Guillaume Martin (Fra) Cofidis 0:08:02
10 Pello Bilbao (Esp) Bahrain Victorious 0:10:59

AS CAMISAS
Camisa amarela – classificação geral – Tadej Pogacar (UAE Emirates)
Camisa verde – classificação por pontos – Mark Cavendish (Deceuninck-QuickStep)
Camisa de bolinhas vermelhas – classificação de montanha – Wout Poels (Bahrain Victorious)
Camisa branca – classificação de melhor jovem – Tadej Pogacar (UAE Emirates)
Ciclista mais combativo da etapa – Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe)

Próxima etapa
A 17ª etapa, entre Muret e Saint Lary Soulan-Col du Portet, com 178,4 km, começa nos pés dos Pirineus e terá três grandes desafios em sequência, o Peyresourde (13,2 km a 7%), o Val Louron-Azet (7,4 km a 8,3%) e, para finalizar, a subida de 16 km em uma inclinação média de 9% até o topo do Col du Portet, a 2.215 metros de altitude.

Três grandes escaladas na 17ª etapa, com chegada ao Col du Portet

AS ETAPAS
Etapa 1 – 26 de junho – Brest – Landerneau – 197,8 km
Etapa 2 – 27 de junho – Perros-Gueirec – Mûr-de-Bretagne – 183,5 km
Etapa 3 – 28 de junho – Lorient – Pontivy – 182,9 km
Etapa 4 – 29 de junho – Redon – Fougeres – 150,4 km
Etapa 5 – 30 de junho – Changé – Laval – 27,2 km contrarrelógio individual
Etapa 6 – 1 de julho – Tours – Chateauroux – 160,6 km
Etapa 7 – 2 de julho – Vierzon – Le Creusot – 249,1 km
Etapa 8 – 3 de julho – Oyonnax – Le Grand-Bornand – 150,8 km
Etapa 9 – 4 de julho – Cluses – Tignes – 144,9 km
Dia de descanso 1
Etapa 10 – 6 de julho – Albertville – Valence – 190,7 km
Etapa 11 – 7 de julho – Sorgues – Malaucene – 198,9 km
Etapa 12 – 8 de julho – St-Paul-Trois – Chateaux Nimes – 159,4 km
Etapa 13 – 9 de julho – Nimes – Carcassonne – 219,9 km
Etapa 14 – 10 de julho – Carcassonne – Quillan – 183,7 km
Etapa 15 – 11 de julho – Céret – Andorre la Vieille – 191,3 km
Dia de descanso 2
Etapa 16 – 13 de julho – Pas de la Case – Saint-Gaudens 169 km
Etapa 17 – 14 de julho – Muret – Saint Lary Soulan-Col du Portet 178,4 km
Etapa 18 – 15 de julho – Pau – Luz Ardiden 129,7 km
Etapa 19 – 16 de julho – Mourenx – Libourne 207 km
Etapa 20 – 17 de julho – Libourne – Saint-Emilion – 30,8 km Contrarrelógio individual
Etapa 21 – 18 de julho – Chatou – Paris-Champs-Élysées 108,4 km

LEIA MAIS
Tour de France no Bikemagazine

ÚLTIMO KM

MELHORES MOMENTOS