Vuelta 2021: Jakobsen vence 4ª etapa e é o novo camisa verde

HomeCompetições

Vuelta 2021: Jakobsen vence 4ª etapa e é o novo camisa verde

Vitória foi muito comemorada já que mostra que o holandês está totalmente recuperado de uma grave queda no Tour da Polônia em 2020

Chegada da 4ª etapa da Volta a Espanha

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Unipublic/Photogomez Sport

O holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep) conquistou nesta terça-feira (17 de agosto) sua primeira vitória World Tour desde sua grave queda na etapa de abertura do Tour da Polônia de 2020, que o deixou muitos meses fora das disputas em um longo período de recuperação.

Jakobsen faturou o sprint da 4ª etapa da Volta da Espanha, com 163,9 km, entre El Burgo de Osma a Molina de Aragón, com o tempo de 3h43min07s. O francês Arnaud Demare (Groupama-FDJ) ficou em 2º e o dinamarquês Magnus Cort (EF Education-Nippo) foi o 3º. O vencedor é o novo líder da classificação por pontos.

Jakobsen preparou seu sprint com perfeição ao contornar Demare nos 80 metros finais. A vitória foi muito comemorada pelos companheiros de equipe e por vários de seus adversários. A vitória do ciclista de 24 anos, que já venceu duas vezes neste ano, em duas etapas do Tour de Wallonie, é um um marco significativo de sua recuperação.

“É um sonho que se torna realidade. Muito tempo e esforço foram dedicados para que eu pudesse voltar, por mim e por muitas pessoas, e essa também é uma vitória deles. Estou falando de todos os médicos e cirurgiões e a equipe médica na Polônia, e da minha segunda família aqui com a equipe. É também a vitória deles. Também é a vitória da minha família, porque eles são a razão de eu estar aqui”, disse Jakobsen.

“A 3 km do final tentamos ficar na ponta. Houve uma subida e no topo pude encontrar Bert Van Lergberghe e Zdenek Stybar. Entramos na descida na posição 15-20, então Bert simplesmente me levou para a frente. Eu poderia começar minha corrida por dentro porque havia uma ligeira curva para a direita. Achei a roda do Demare, que acho que era o cara a ser batido hoje, e só tive um pouquinho a mais nas pernas no final de hoje, então fiquei feliz em poder ultrapassá-lo”, comentou.

Jakobsen é o novo líder da classificação por pontos

“Fiquei muito feliz quando soube que Jakobsen havia ganhado, achei muito bom porque ele é um exemplo de não desistir. Temos um grande respeito por ele e pelo que fez. Na etapa, nos últimos quilômetros, o vento vinha de lado e embora não fosse forte o suficiente para quebrar o grupo, foi rápido. Não tínhamos planejado tentar nada, mas fomos avisados de que deveríamos estar vigilantes e bem posicionados. Acho que o tempo que Yates e Carapaz perderam não é muito porque é La Vuelta, estamos no final da temporada e tudo pode acontecer, o percurso é bastante duro e está muito quente”, disse o colombiano Egan Bernal, líder da classificação de melhor jovem.

Não houve mudanças na classificação geral, apesar do líder da corrida Rein Taaramae (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux) ter se envolvido em uma queda dentro dos últimos 3 km. Kenny Elissonde (Trek-Segafredo) continua em 2º, a 25 segundos, e Primoz Roglic (Jumbo-Visma) é o 3º, a 30 segundos.

O trio escapado da etapa

A etapa começou com a escapada de Carlos Canal e Angel Madrazo (Burgos-BH) e Joan Bou (Euskaltel-Euskadi). A Intermarche controlou o ritmo nos primeiros quilômetros e a fuga do trio não representava nenhuma ameaça. A 50 km do fim, a diferença entre os escapados era de apenas um minuto e o incidente mais significativo durante várias horas aconteceu quando Primoz Roglic (Jumbo Visma) mudou de bicicleta.

A Groupama FDJ controlou a 20 km da meta. As equipes com ciclistas de olho na classificação geral e as equipes com velocistas disputaram a frente do pelotão enquanto o ritmo aumentava gradualmente com Movistar, Bora Hansgrohe, Ineos Grenadiers e QuickStep alinhadas.

A 5 km do fim, Salvatore Puccio ditou o ritmo da Ineos, com Adam Yates e Egan Bernal perto da frente e essa decisão foi importante quando o líder da corrida Taaramae sofreu uma queda, mas ele saiu relativamente ileso e conseguiu terminar em segurança.

TOP 10 DA ETAPA
1 Fabio Jakobsen (Hol) Deceuninck-QuickStep 3:43:07
2 Arnaud Demare (Fra) Groupama-FDJ m.t.
3 Magnus Cort (Din) EF Education-Nippo m.t.
4 Alberto Dainese (Ita) Team DSM m.t.
5 Michael Matthews (Aus) Team BikeExchange m.t.
6 Piet Allegaert (Bel) Cofidis m.t.
7 Jordi Meeus (Bel) Bora-Hansgrohe m.t.
8 Matteo Trentin (Ita) UAE Team Emirates m.t.
9 Jasper Philipsen (Bel) Alpecin-Fenix m.t.
10 Riccardo Minali (Ita) Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux m.t.

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 Rein Taaramae (Est) Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux 13:08:51
2 Kenny Elissonde (Fra) Trek-Segafredo 0:00:25
3 Primoz Roglic (Slo) Jumbo-Visma 0:00:30
4 Lilian Calmejane (Fra) AG2R Citroën Team 0:00:35
5 Enric Mas Nicolau (Esp) Movistar Team 0:00:45
6 Miguel Angel Lopez Moreno (Col) Movistar Team 0:00:51
7 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 0:00:57
8 Giulio Ciccone (Ita) Trek-Segafredo
9 Egan Bernal Gomez (Col) Ineos Grenadiers
10 Mikel Landa Meana (Esp) Bahrain Victorious 0:01:09

AS CAMISAS
Camisa vermelha – líder da classificação geral – Rein Taaramae (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux)
Camisa verde – líder da classificação por pontos – Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep)
Camisa de bolinhas azuis – líder da classificação de montanha – Kenny Elissonde (Trek Segafredo)
Camisa branca – líder da classificação de melhor jovem – Egan Bernal (Ineos Grenadiers)
Mais combativo da etapa – Angel Madrazo (Burgos-BH)

Próxima etapa
A 5ª etapa, nesta quarta-feira (18 de agosto), com 184,4 km entre Tarancon e Albacete, será mais uma vez uma etapa plana, mas há uma dificuldade extra por causa dos ventos, que podem atrapalhar estratégias para a chegada.

A 5ª etapa poderá ter ventos fortes

AS ETAPAS

Etapa 1 – 14 de agosto – Burgos – Burgos (ITT) – 7,1 km
Etapa 2 – 15 de agosto – Calaruega – Burgos – 166,7 km
Etapa 3 – 16 de agosto – Santo Domingo de Silos – Picón Blanco – 202,8 km
Etapa 4 – 17 de agosto – El Burgo de Osma – Molina de Aragón – 163,9 km
Etapa 5 – 18 de agosto – Tarancon – Albacete – 184,4 km
Etapa 6 – 19 de agosto – Requena – Alto de Cullera – 158,3 km
Etapa 7 – 20 de agosto – Gandia – Balcão de Alicante (Puerto de Tibi) – 152km
Etapa 8 – 21 de agosto – Santa Pola – La Manga del Mar Menor – 173,7 km
Etapa 9 – 22 de agosto – Puerto Lumbreras – Velefique – 188 km

Dia de descanso – 23 de agosto

Etapa 10 – 24 de agosto – Roquetas de Mar – Rincon de la Victoria – 189 km
Etapa 11 – 25 de agosto – Antequera – Valdepeñas de Jaén – 133,6 km
Etapa 12 – 26 de agosto – Jaén – Cordoba – 175 km
Etapa 13 – 27 de agosto – Belmez – Villanueva de la Serena – 203,7 km
Etapa 14 – 28 de agosto – Don Benito – Pico de Villuercas – 165,7km
Etapa 15 – 29 de agosto – Navalmoral de la Mata – El Barraco – 197,5 km

Dia de descanso – 30 de agosto

Etapa 16 – 31 de agosto – Laredo – Santa Cruz de Bezana – 180 km
Etapa 17 – 1 de setembro – Unquera – Lagos de Covadonga – 185,8 km
Etapa 18 – 2 de setembro – Salas – Altu d’El Gamoniteiru – 162, 6 km
Etapa 19 – 3 de setembro – Tapia – Monforte de Lemos – 191,2 km
Etapa 20 – 4 de setembro – Sanxenxo – Mos Herville Castro – 202,2 km
Etapa 21 – 5 de setembro – Padrón – Santiago de Compostela (ITT) – 33,8 km

LEIA MAIS
Volta a Espanha no Bikemagazine

VÍDEOS

ÚLTIMO KM

DESTAQUES