Flanders 2021: Baroncini vence Sub 23; Vinicius Rangel é o 9º

HomeCompetições

Flanders 2021: Baroncini vence Sub 23; Vinicius Rangel é o 9º

Na categoria Junior, norueguês vence escapado e brasileiro Victor Paula termina em 56º; neste final de semana Mundial terá as provas da Elite

O italiano Filippo Baroncini no caminho da vitória

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/UCI

O italiano Filippo Baroncini conquistou nesta sexta-feira (24 de setembro) a camisa arco-íris de campeão mundial de ciclismo de estrada da categoria Sub 23 em Flanders 2021 após atacar a 5 km da meta e cruzar com 2 segundos de vantagem sobre o pelotão perseguidor.

Biniam Girmay, da Eritreia, atacou para garantir uma medalha de prata histórica, já que é a primeira vez que seu país conquista um lugar no pódio do Mundial de Ciclismo. O holandês Olav Kooij ficou com a medalha de bronze na disputa de 160,9 km em Leuven.

O brasileiro Vinicius Rangel, que estava forte e se manteve no pelotão da frente, terminou em 9º lugar, também a 2 segundos. Entrevistamos Vinicius Rangel logo após a chegada. Leia aqui

 

“O dia foi muito estressante para mim, e acho que para todos. É uma vitória que foi um sonho para toda a minha vida, e hoje, tudo foi perfeito para mim e para minha equipe. Atacamos na final, meu ataque foi planejado antes da corrida”, contou o campeão, que correu na Colpack nesta temporada e, em 2022, vai integrar a Trek-Segafredo.

A corrida começou caótica, com vários acidentes na zona neutralizada antes do início da corrida propriamente dita, e a largada atrasou 15 minutos. Assim que a corrida começou, um grupo de três homens escapou: Gleb Karpenko (Estônia), Logan Currie (Nova Zelândia) e Adam Ward (Irlanda). O trio chegou a abrir mais de 4 minutos de vantagem.

A corrida foi marcada por um grande número de pequenos acidentes, com a Bélgica especialmente afetada, com Fabio Van Den Bossche e Stan Van Tricht sofrendo quedas separadas.

No percurso da disputa Sub 23

Na chegada ao circuito final, começaram os murs, as subidas curtas, e o ritmo do pelotão aumentou, com muitos buscando a melhor posição. Após as primeiras duas subidas, a vantagem dos escapados caiu para 3min27s. Os holandeses assumiram o controle do pelotão; após o circuito de Leuven, veio o circuito de Flandrien, também com subidas curtas, mas mais íngremes.

No mur de Smeysberg, Karpenko ficou para trás. Na subida seguinte, Moskesstraat, começaram os primeiros ataques fortes do pelotão. Currie seguiu na frente sozinho, com uma vantagem de cerca de um minuto, mas o francês Hugo Page atacou e o ultrapassou.

A 56 km do fim, o pelotão estava nervoso, reunido, e muitos tentaram escapar. Yevgeniy Fedorov (Cazaquistão) e Kevin Vanquelin (França) foram os únicos que conseguiram abrir vantagem, a 27 km da meta. Mas o pelotão trabalhou e reduziu a diferença à medida que se aproximava a última volta.

Na penúltima escalada do dia, Baroncini acelerou e abriu vantagem, enquanto vários faziam contra-ataques no pelotão perseguidor.

Pódio da Sub 23, com histórica medalha de prata para a Eritreia

TOP 10 
1 Filippo Baroncini (Itália) 3:37:36
2 Biniam Girmay (Eritreia) 0:00:02
3 Olav Kooij (Holanda) m.t.
4 Michele Gazzoli (Itália) m.t.
5 Lewis Askey (Grã-Bretanha) m.t.
6 Thibau Nys (Bélgica) m.t.
7 Luca Colnaghi (Itália) m.t.
8 Paul Penhoet (França) m.t.
9 Vinicius Rangel Costa (Brasil) m.t.
10 Luke Lamperti (Estados Unidos) m.t.

Per Strand Hagenes venceu na Junior

Na disputa da prova de estrada da categoria Junior, o vencedor foi o o norueguês Per Strand Hagenes, que cruzou sozinho com 19 segundos de vantagem também depois de atacar na penúltima subida . Hagenes marcou o tempo de 2h43min48s no percurso de 121,4 km.

O campeão europeu Junior Romain Gregoire, da França, venceu o sprint pelo 2º lugar e Madis Mihkels, da Estônia, foi o 3º.

Hagenes, vale lembrar, vai correr na equipe de desenvolvimento da Jumbo-Visma em 2022.

A prova contou com o brasileiro Victor Paula, que terminou em 56º, a 8min26s. A prova contou com 173 ciclistas de 55 países e 90 terminaram a prova.

Pódio da prova de estrada da Junior

TOP 10
1 Per Strand Hagenes (Noruega) 2:43:48
2 Romain Gregoire (França) 0:00:19
3 Madis Mihkels (Estônia) 0:00:24
4 Martin Svrcek (Eslováquia)
5 Alexander Hajek (Áustria)
6 Antonio Morgado (Portugal)
7 Manuel Oioli (Itália)
8 Vlad van Mechelen (Bélgica)
9 Max Poole (Grã-Bretanha)
10 Luis-Joe Luehrs (Alemanha)

Programação

Neste sábado é a vez do ciclismo feminino. A categoria Junior abre a programação com um circuito em Leuven de 75 km, a partir das 8h15 (horário local), 3h15 (horário de Brasília). Depois será a vez da Elite, com uma prova de 157,7 km com 1.047 metros de ganho de elevação de Antuérpia a Leuven. Após chegar a Leuven, há ainda o circuito local. A largada é às 12h20 (horário local), 7h20 (horário de Brasília). A brasileira Thayná Araújo está confirmada, mas Taise Benato não vai participar.

O Mundial termina no domingo com a prova dos homens da Elite. A prova tem largada às 10h25 (hora local), 5h25 (horário de Brasília). O percurso tem 268,3 km com 2.562 metros de ganho de elevação, desde o Grote Markt, em Antuérpia, até Geldenaaksevest, em Leuven. No total, o pelotão vai passar oito vezes no circuito local de Leuven e duas vezes no circuito de Flandrien.

Mundial de Ciclismo de Estrada 2021 – de 19 a 26 de setembro

Contrarrelógio – Knokke-Heist – Bruges
Contrarrelógio elite masculino – 43,3 km – Felippo Ganna é bicampeão
Contrarrelógio sub-23 masculino – 30,3 km – Vitória do dinamarquês Price-Pejtersen
Contrarrelógio elite feminino – 30,3 km – Ellen van Dijk é a campeã
Contrarrelógio junior – Dinamarquês Gustav Wang e russa Alena Ivanchenko vencem na Junior 
Contrarrelógio de revezamento misto – Alemanha é ouro na despedida de Tony Martin

Estrada
24 de setembro – Junior masculino – Leuven – Leuven – 121, 4 km – Largada: 8h15 (horário local), 3h15 (horário de Brasília)
24 de setembro – Sub 23 masculino – Antuérpia – Leuven – 160,9 km – Largada: 13h25 (hora local), 8h25 (horário de Brasília)
25 de setembro – Junior feminino – Leuven – Leuven – 75 km – Largada: 8h15 (horário local), 3h15 (horário de Brasília)
25 de setembro – Elite feminino – Antuérpia – Leuven – 157,7 km – Largada: 12h20 (horário local), 7h20 (horário de Brasília)
26 de setembro – Elite masculino – Antuérpia – Leuven – 268,3 km – Largada: 10h25 (hora local), 5h25 (horário de Brasília)

LEIA MAIS
Mundial de Ciclismo no Bikemagazine
Site oficial do evento