Brasileiro de Ciclismo: Lauro Chaman e Ana Polegatch vencem contrarrelógio

HomeCompetições

Brasileiro de Ciclismo: Lauro Chaman e Ana Polegatch vencem contrarrelógio

Campeonato Brasileiro segue neste final de semana com as provas de resistência em Londrina, no Paraná

Pódio da Elite, com Chaman ouro, Cristian Egidio prata e André Gohr bronze

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/CBC

Lauro Chaman e Ana Paula Polegatch são os campeões brasileiros de contrarrelógio da categoria Elite de 2021. As provas de crono do Campeonato Brasileiro de Ciclismo, que começou a ser disputado nesta quinta-feira (21 de outubro), em Londrina (PR), foram realizadas no Autódromo Internacional Ayrton Senna, com percurso de 22 km para o masculino e 16 km no feminino.

Lauro Chaman, da equipe Memorial, venceu com o tempo de 25min52s. Cristian Egidio, do Taubaté Cycling Team, terminou em segundo lugar, com 26min36s5, seguido por André Gohr, da Swift Carbon Pro Cycling Brasil, que estava com o título desde 2019, que marcou 26min36s.

Chaman, bicampeão mundial de paraciclismo de estrada, dominou a crono, mesmo tendo cometido o erro de dar uma volta a mais. “Acabei errando o número de voltas e dei uma volta a mais, mas isso não me atrapalhou e tudo acabou dando certo. Foi um dia muito feliz para toda a nossa equipe que conquistou resultados importantes em várias categorias. A prova de hoje eu estava me sentindo bem e agradeço muito a Deus por tudo que está acontecendo. Essa vitória foi para a minha família”, disse Lauro, dono de duas medalhas paralímpicas conquistadas nos Jogos Rio 2016 (prata na prova de estrada e bronze no contrarrelógio).

Pódio da Elite feminino

Na Elite das mulheres, Ana Paula Polegatch, da UniFunvic/Semelp/Gelog, venceu com o tempo de 20min49s. Taise Benato, da Memorial, ficou com o segundo lugar, com 21min46s. Tamires Radatz, da equipe Avai/FME Florianópolis, completou o pódio.

“Essa vitória teve um sentimento muito especial. Primeiro porque hoje é o meu aniversário, então não poderia ter presente melhor, e depois, poder conquistar o meu tricampeonato nacional em meio a uma pandemia, com menos tempo para treinar, agora que montei a minha própria assessoria, foi muito emocionante. Gostaria de aproveitar e agradecer a minha equipe por todo o apoio e agora é focar na prova de resistência”, destacou Ana Paula.

Contrarrelógio foi disputado no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina

Na categoria Sub 23, o campeão nacional é João Pedro Rossi, da Swift Carbon Procycling, seguido por Pedro Figueiredo (Indaiatuba) e Otávio Augusto Gonzeli (Secretaria Municipal de Curitiba/PR). No feminino, a vencedora foi Ana Vitória Magalhães (Lulu Five Team), com Yana Camargo em 2º e Gabriela de Souza Gonçalves (UniFunvic/Semelp/Gelog) em 3º.

As categorias de base abriram a programação das provas de contrarrelógio. Na categoria Junior (17-18 anos), os vencedores foram Pedro Miguel de Oliveira, da equipe Indaiatuba Cycle, e Ana Paula Finco, da ABEC Indaiatuba. Na Infantojuvenil, os vencedores foram Laura da Silva (Associação Ciclistica Rolandense) e Miguel Bessani (Avulso); na Juvenil, os campeões foram Andrey Braguini (Indaiatuba Cycle Team) e Mayra da Costa (Memorial Santos).

Programação
As provas de resistência do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada terão um percurso exclusivamente disputado em rodovia. A categoria Elite/Sub23 masculino irá percorrer 146km, enquanto a Elite/Sub23 feminino terá um percurso de 87km.

As disputas começam nesta sexta-feira com as categorias de base. No sábado será a competição do feminino (Elite/Sub 23), às 13h, e no domingo do masculino (Elite/Sub 23), às 8h.