Vinicius Rangel assina com a Movistar para três temporadas

HomeCiclismo

Vinicius Rangel assina com a Movistar para três temporadas

Ciclista de Cabo Frio, aos 20 anos, conquista lugar no World Tour e assina contrato com a equipe espanhola Movistar até 2024

Vinicius Rangel com o campeão mundial Valverde

Dani Prandi/Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O brasileiro Vinicius Rangel, de 20 anos, assinou com a equipe Movistar para três temporadas. A confirmação da contratação foi divulgada nesta quinta-feira (14 de outubro) pela equipe espanhola. “Nem consegui dormir de tão ansioso que estava”, contou Vinicius ao Bikemagazine.

“Estou feliz demais. Pensar de onde saí e onde estou agora”, disse o ciclista de Cabo Frio (RJ), que ainda não sabe sobre sua programação para 2022. “Acho que o primeiro ano será de muito aprendizado, espero ir além, o primeiro passo foi dado. Só de estar numa equipe com o Valverde e outros tantos talentos vai ser bom demais”, completou Vinicius, que já pode sonhar em um futuro próximo em largar em um prova Grand Tour. “Estou ansioso para começar, agora que acreditaram no meu potencial.”

Vinícius faz questão de destacar a força que recebeu do ciclista olímpico (Moscou-1980 e Seul-1988) e treinador Antonio Silvestre, que o indicou para a equipe Valverde Team-Terra Fecundis, projeto de Alejandro Valverde voltado às categorias de base após participar do Mundial de 2018, em Innsbruck, na Áustria, e que o acompanha desde então. “É graças ao Silvestre, a gente não chega a lugar nenhum sozinho”, completa.

 

Desde o Mundial de 2021 em Flanders, na Bélgica, que sua possível ida para a Movistar era motivo de conversas. Vinicius, que encerrou a disputa da Sub 23 em 9º lugar na prova de estrada, seu melhor resultado em mundiais até agora, estava na expectativa, mas continuava sua programação com a equipe espanhola Telco.m/On Clima, que o recebeu para o fim da temporada 2021.

Em 2019, o brasileiro estreou na Valverde Team-Terra Fecundis, projeto do campeão mundial de 2018 Alejandro Valverde na Espanha, quando teve um resultado muito além do esperado. Em sua primeira competição, a Volta Ciclista Al Penedés, na Catalunha, da categoria Junior, venceu a etapa rainha, a classificação geral e as classificações de montanha e por pontos. As boas performances continuaram e ele garantiu um convite para voltar na temporada 2020.

Vinicius Rangel em prova com a equipe Telco.m/On Clima

Mas em 2020 os planos são saíram como o planejado. Veio a pandemia, o lockdown e a maioria das corridas foi cancelada. O Mundial de Ciclismo, disputado em Ímola, na Itália, não incluiu a categoria Sub 23, que era a única vaga que o Brasil tinha. O ciclista voltou para casa e continuou treinando, participando de corridas e esperando a hora de retornar para a Europa.

Foi somente no segundo semestre de 2021 que o brasileiro conseguiu voltar para a Espanha. Com a nova equipe, faturou dois títulos em corridas por etapas enquanto se preparava para o Mundial na Bélgica.

Vale lembrar que, em 2020, Vinicius foi o único brasileiro com lugar no ranking mundial do ciclismo de estrada da UCI (União Ciclística Internacional). O ciclista integrou a seleção do Brasil na Volta de San Juan, na Argentina, encerrou em 5º lugar na categoria Sub 23 e conquistou 5 pontos, que acabaram garantindo ao Brasil um lugar no ranking das nações, na 92ª colocação entre os 94 países que pontuaram, duas colocações a menos em relação a 2019.

Vinicius Rangel chega ao World Tour aos 20 anos

Vinicius começou a carreira no ciclismo na equipe Campos Speed Cycling, de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, quando se destacou nos Jogos Escolares da Juventude. Em 2015, aos 14 anos, venceu o título de campeão brasileiro de contrarrelógio na categoria Infanto-Juvenil. Venceu novamente o título em 2016 e também o de resistência e foi chamado para integrar a seleção brasileira da Volta de Codecan, no Uruguai, uma das mais importantes provas da categoria de base da América do Sul, na qual foi campeão juvenil.

Um ano depois repetiu novamente o título de campeão brasileiro de crono. Em 2018, na categoria Júnior, então na Rio Cycling Team, foi vice-campeão brasileiro de estrada, conquistou duas medalhas de bronze (crono e estrada) no Pan-Americano Junior, no México, e foi convocado para integrar a seleção brasileira no Mundial de 2018, em Innsbruck, na Áustria.

Anúncio da Movistar nas redes sociais oficializa contratação de brasileiro

LEIA MAIS
Reportagens com Vinicius Rangel no Bikemagazine