Copa do Mundo de Ciclocross: Van der Poel reencontra Van Aert

HomeCiclocross

Copa do Mundo de Ciclocross: Van der Poel reencontra Van Aert

Holandês, quatro vezes campeão mundial de ciclocross, e Van Aert, tricampeão mundial da modalidade, duelam no dia 26 de dezembro

Van der Poel na conquista de seu quarto título mundial do ciclocross em 2021

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O holandês Mathieu van der Poel e o belga Wout Van Aert voltam a duelar no ciclocross depois de se enfrentarem na temporada do ciclismo de estrada. O primeiro embate será dia 26 de dezembro na etapa da Copa do Mundo de Ciclocross em Dendermonde, na Bélgica, que será a terceira rodada da competição.

 

Van der Poel, de 26 anos, quatros vezes campeão mundial de ciclocross, vai disputar sua primeira prova na modalidade em uma corrida na Holanda, no dia 18 de dezembro, em sua preparação para defender a camisa arco-íris no Mundial de 2022, marcado para o dia 30 de janeiro em Fayetteville, nos Estados Unidos. Van der Poel almeja o quarto título mundial consecutivo, o quinto de sua carreira, após Tabor 2015, Bogense 2019, Dübendorf 2020 e Ostend 2021.

Van der Poel precisa desesperadamente subir no ranking mundial da UCI para conseguir uma boa posição na largada início do Mundial. Por causa de sua ausência nas competições, o campeão holandês caiu da 1ª para a 21ª posição no ranking mundial da UCI em apenas dois meses. Para Van der Poel, esta é sua pior posição desde 2013.

Wout Van Aert em etapa da Copa do Mundo de Ciclocross

Já o belga Van Aert, de 27 anos, três vezes campeão mundial de ciclocross, não tem certeza se vai para a prova nos Estados Unidos. Em entrevistas recentes, disse que prefere “não perder tempo” com viagens e fusos horários porque seu objetivo é começar bem a temporada na estrada. Van Aert, que venceu em 2021 a Gent-Wevelgem e a Amstel Gold Race, quer se dedicar à preparação para as clássicas de Primavera. “As clássicas são importantes para mim, são a minha prioridade”, disse.

O belga estreia no ciclocross em Boom, na Alemanha, no dia 4 de dezembro, e confirmou que estará na etapa da Copa do Mundo em Val di Sole, na Itália, no dia 12. Uma semana depois, vai a  Dendermonde, quando encontrará Van der Poel pela primeira vez na temporada da modalidade.

Antes do Mundial, Van Aert fará um training camp com sua equipe Jumbo Visma e, por isso, não poderá treinar especificamente para o ciclocross. Deverá estar no campeonato nacional na Bélgica, no dia 9 de janeiro e essa será uma oportunidade de entender o que o belga vai querer fazer, mas uma coisa é certa: ele só irá para Fayetteville se tiver certeza de que pode lutar pela camisa arco-íris.

LEIA MAIS
Ciclocross no Bikemagazine

 

SAIBA MAIS

Ciclocross

O ciclocross, também chamado de cyclo-cross, cyclocross, CCX, CX, cyclo-x ou simplesmente cross, começa sua temporada no final do outono e se estende pelo inverno antes da temporada de ciclismo, que recomeça em fevereiro e é considerado uma das modalidades mais completas de todo o espectro do ciclismo pois agrega elementos do mountain bike cross country e das provas de ciclismo de critério.

Sua origem mais aceita é a de que, no início do século 20, ciclistas europeus de pequenas localidades competiam uns contra os outros para ver quem chegava primeiro ao centro de determinada cidade. Valia o menor tempo, não importava o caminho. Assim, muitos cortavam caminho pelas fazendas pulando cercas, porteiras, atravessando rios e pedalando por trilhas e estradinhas de terra. Esses rachas eram praticados no inverno, fora da temporada de competição, para manterem a forma e eles observaram que essa atividade, por conta do maior esforço físico, melhorava bastante o condicionamento para a temporada seguinte.

Não demorou até que a recém-criada modalidade ganhasse regras e competições próprias. O francês Daniel Gousseau organizou o primeiro Campeonato Francês, em 1902, e Géo Lefévre, tido como um dos pais do Tour de France, também é um dos pioneiros a organizar esses eventos. A modalidade atravessou a fronteira para os países vizinhos depois que Octave Lapize, campeão do Tour de France de 1910, declarar que a vitória só foi possível graças à preparação feita durante o inverno no ciclocross. Assim, o CX chegou à Bélgica, que realizou seu Campeonato Nacional em 1910, à Suíça, que fez o mesmo em 1912, em Luxemburgo em 1923, Espanha em 1929 e à Itália em 1930.

Desde 1940, o ciclocross está sob a chancela da UCI, que organizou o primeiro Campeonato Mundial em 1950, em Paris. Nos Estados Unidos, a modalidade começou a se popularizar em 1970, mas só em 1975 foi realizada a primeira corrida, no estado da Nova Inglaterra. Após chegar à Califórnia o esporte ganhou impulso e popularidade a partir de meados dos anos 90.

As provas são disputadas em circuitos com obstáculos dos mais variados tipos e a tradicional foto do ciclista com a bike nas costas é a primeira imagem que vem à cabeça quando o termo ciclocross é mencionado.