Pogacar vence Velo d’Or e fecha 2021 em 1º no ranking mundial

HomeCiclismo

Pogacar vence Velo d’Or e fecha 2021 em 1º no ranking mundial

Esloveno de 23 anos é o grande destaque da temporada após vencer o Tour de France pelo segundo ano seguido e duas clássicas Monumento

Pogacar na vitória da Il Lombardia 2021

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) é o vencedor do prêmio Velo d’Or 2021. O prêmio, promovido pela revista francesa Vélo Magazine desde 1992, conta com a participação de jornalistas especializados de todo o mundo. O ciclista de 23 anos, bicampeão do Tour de France, encerrou a temporada como o número 1 do ranking mundial do ciclismo de estrada da UCI (União Ciclística Internacional) e alcançou 30 vitórias na carreira.

Pogacar marcou seu nome na história ao se tornar o terceiro ciclista a vencer o Tour de France e duas clássicas Monumento na mesma temporada (Liege-Bastogne-Liege e Il Lombardia), depois de Fausto Coppi (1949) e Eddy Merckx (1971 e 1972).

 

Na segunda posição ficou o também esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), que não teve uma temporada tão dominante quanto em 2020, mas conseguiu sua terceira vitória consecutiva na Volta a Espanha, bem como 12 vitórias este ano, incluindo o contrarrelógio olímpico dos Jogos de Tóquio.

Em terceiro ficou o companheiro de equipe de Roglic, o belga Wout van Aert, que teve uma temporada excepcional, mas falhou em seu maior objetivo, o Mundial na Bélgica. Suas três vitórias no Tour de France foram o maior destaque; Van Aert venceu a etapa de montanha no Mont Ventoux, uma etapa de contrarrelógio individual e o sprint da etapa final da Champs-Élysées, em Paris.

O Velo d’Or de melhor ciclista francês foi, sem surpresa, para o campeão mundial Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick-Step), que ficou em 4º lugar no prêmio geral.

Vencedores do Vélo d’Or
1992 – Miguel Indurain (Espanha)
1993 – Miguel Indurain (Espanha)
1994 – Tony Rominger (Suíça)
1995 – Laurent Jalabert (França)
1996 – Johan Museeuw (Bélgica)
1997 – Jan Ullrich (Alemanha)
1998 – Marco Pantani (Itália)
2002 – Mario Cipollini (Itália)
2005 – Tom Boonen (Bélgica)
2006 – Paolo Bettini (Itália)
2007 – Alberto Contador (Espanha)
2008 – Alberto Contador (Espanha)
2009 – Alberto Contador (Espanha)
2010 – Fabian Cancellara (Suíça)
2011 – Philippe Gilbert (Bélgica)
2012 – Bradley Wiggins (Grã-Bretanha)
2013 – Chris Froome (Grã-Bretanha)
2014 – Alberto Contador (Espanha)
2015 – Chris Froome (Grã-Bretanha)
2016 – Peter Sagan (Eslováquia)
2017 – Chris Froome (Grã-Bretanha)
2018 – Alejandro Valverde (Espanha)
2019- Julian Alaphilippe (França)
2020 – Primoz Roglic (Eslovênia)
2021 – Tadej Pogacar (Eslovênia)

Ranking mundial
Pogacar encerrou a temporada 2021 com o primeiro lugar no ranking mundial individual do ciclismo de estrada da UCI. O esloveno, que havia ficado em segundo lugar na temporada anterior, desta vez encerrou o ranking individual com 5.363 pontos, muito à frente do 2º colocado, o belga Wout Van Aert, que terminou 2021 com 4.382 pontos.

Roglic, vencedor do ranking mundial em 2019 e 2020, ficou em 3º, com 3.924 pontos. O francês Julian Alaphilippe fechou o ranking em 4º, com 3.104 pontos, e o colombiano Egan Bernal (Ineos Grenadiers), campeão do Giro d’Italia, terminou na 5ª posição, com 2.576 pontos.

A holandesa Annemiek van Vleuten no contrarrelógio em Tóquio

No ranking das mulheres, a holandesa Annemiek van Vleuten (Movistar) encerrou como a número 1 do mundo com 5.053 pontos. A campeã italiana Elisa Longo-Borghini (Trek-Segafredo) terminou  em 2º lugar, com 3.485 pontos, com uma ligeira vantagem sobre a lendária Marianne Vos (Jumbo-Visma), em 3º, com 3.378.

Em 2021, a estrela holandesa acumulou 12 vitórias em 38 dias de corrida, entre elas o ouro olímpico no contrarrelógio em Tóquio. Quatro dessas vitórias vieram no UCI Women’s WorldTour: depois de vencer sozinha o Tour de Flandres, dez anos após seu primeiro sucesso na Monumento de paralelepípedos belga – ela faturou ainda a Donostia San Sebastian Klasikoa Women, o Tour Feminino da Noruega e o Desafio Ceratizit da La Vuelta.

No ranking das nações, a Bélgica levou a melhor, seguida da Eslovênia em 2º e da França em 3º.

INDIVIDUAL RANKING UCI
Masculino
1 – Tadej Pogacar (Eslovênia) UAE Emirates – 5.363 pontos
2 – Wout van Aert (Bélgica) Jumbo-Visma – 4.382 pontos
3 – Primoz Roglic (Eslovênia) Jumbo-Visma – 3.924 pontos
4 – Julian Alaphilippe (França) Deceuninck – Quick-Step – 3.104,67 pontos
5 – Egan Bernal (Colômbia) Ineos Grenadiers – 2.576 pontos

Feminino
1 – Annemiek van Vleuten (Holanda) Movistar – 5.053,33 pontos
2 – Elisa Longo-Borghini (Itália) Trek-Segafredo – 3.485 pontos
3 – Marianne Vos (Holanda) Jumbo-Visma – 3.378 pontos
4 – Demi Vollering (Holanda) Team SD Worx – 3.343,33 pontos
5 – Anna van der Breggen (Holanda) Equipe SD Worx – 2.732 pontos