Brasileiro de Paraciclismo: André Grizante é tricampeão

HomeCompetições

Brasileiro de Paraciclismo: André Grizante é tricampeão

Provas foram realizadas em Brasília e encerraram a temporada 2021 da Confederação Brasileira de Ciclismo

Grizante na ponta do pelotão na disputa da C4

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Ana Patrícia/CBC

O Campeonato Brasileiro de Paraciclismo, de 10 a 12 de dezembro, encerrou a programação do calendário da CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) da temporada 2021. Disputado em Brasília, o evento contou pontos para o ranking nacional. Em algumas categorias, o percurso, montado em um circuito no Setor Militar Urbano, na zona central do Distrito Federal, chegou a superar os 70 km de distância.

Na categoria C4 masculino, prevaleceu a experiência do ciclista paralímpico André Grizante, que venceu no sprint final com o tempo de 1h44min32s. Elielson Rodrigues terminou em segundo lugar, seguido por André Luiz Macedo, ambos com o mesmo tempo do campeão.

“A prova foi bem técnica, muita marcação, como algumas classes largam juntas, temos que pensar bem na estratégia para nada sair do controle. No final acabou indo para a chegada que é uma especialidade minha e consegui terminar com o tricampeonato da prova de resistência”, destacou André Grizante, atleta da seleção que participou dos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Entre as mulheres da categoria WC2, Victoria Barbosa finalizou a prova na primeira colocação com 1h09min38, enquanto Mikaeli de Araujo ficou na segunda colocação. “Estou evoluindo cada dia um pouco e isso é fruto de muito trabalho, nada acontece por acaso, por isso gostaria de agradecer a todos que estão trabalhando comigo para que esses resultados pudessem se tornar realidade”, declarou Victoria.

“O campeonato foi muito bem disputado, os atletas mostraram que apesar das dificuldades do momento de pandemia que estamos atravessando estão ativos, estão conseguindo treinar com segurança e isso fica evidente dentro da pista. Estamos também felizes em observar alguns nomes novos começando a competir demonstrando uma renovação importante para o desenvolvimento do esporte”, declarou Edilson Rocha “Tubiba”, coordenador do Paraciclismo na CBC.

MELHORES MOMENTOS DO CONTRARRELÓGIO

Na categoria Handbike WH3, a multimedalhista Jady Malavazzy marcou a sua retomada nas competições com mais um título brasileiro, desta vez competindo em casa com o apoio da torcida e da família. “Estou retomando as competições aos poucos, depois de passar por um processo muito difícil de uma lesão que sofri, mas estou me sentindo muito bem e feliz por ter conquistado mais essa medalha de ouro. Poder receber o principal campeonato da temporada na minha cidade é uma grande satisfação, ainda mais estando envolvida também na parte organizacional. Pode competir ao lado dos amigos e do carinho da família não tem coisa melhor”, destacou Jady Malavazzy.

Entre os homens, também na Handbike, Eduardo Pimenta foi um dos grandes destaques ao vencer a categoria MH3, uma das mais disputadas do campeonato. Eduardo elogiou a organização pela oportunidade de voltar a competir com segurança, seguindo todos os protocolos necessários e não escondeu a alegria de somar o seu quinto título nacional. Já entre os atletas da classe C, Victor Luise marcou um dos melhores tempo, venceu e convenceu terminando com mais de dois minutos de vantagem sobre o segundo colocado.

 

Resultados completos aqui