Mundial de Ciclocross: Van der Poel e Van Aert ficam de fora; Pidcock confirma

HomeCiclocross

Mundial de Ciclocross: Van der Poel e Van Aert ficam de fora; Pidcock confirma

Eli Iserbyt, campeão da Copa do Mundo, está entre os favoritos; competição de 2022 terá como novidade uma prova de revezamento por equipes

Van Aert e Van der Poel na disputa de etapa da Copa do Mundo em Dendermonde

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/UCI

O Campeonato Mundial de Ciclocross 2022, que será disputado no final de janeiro em Fayetteville (Arkansas), nos Estados Unidos, não vai contar com o atual campeão Mathieu van der Poel, que já venceu quatro vezes, e Wout Van Aert, três vezes campeão, dois dos grandes nomes da modalidade.

Esta será a primeira vez em oito anos que os campeões não disputarão o camisa arco-íris do ciclocross.

 

O holandês Van der Poel, que encerrou antes do previsto sua temporada no ciclocross, estava sofrendo com dores nas costas e também passou por uma cirurgia no joelho.

Já Van Aert, que dominou as recentes provas da modalidade, com dez vitórias, já tinha declarado que sua prioridade neste primeiro semestre está no ciclismo e, principalmente, nas Clássicas de Primavera.

Eli Iserbyt e Pidcock na etapa da Copa do Mundo em Hulst

Sem os dois, as previsões sobre quem usará a camisa arco-íris estão abertas. O britânico Tom Pidcock sai na frente, já que venceu três das dez provas que disputou recentemente. No mesmo patamar está o novo campeão da Copa do Mundo, o belga Eli Iserbyt. Grande protagonista da primeira metade da temporada, de setembro a novembro, seu desempenho caiu nas últimas semanas, e vale acompanhar se ele chega a Fayetteville em condições.

A equipe belga também tem esperanças em Toon Aerts, bronze nas últimas três edições, e também terceiro na Copa do Mundo; e ainda Michael Vanthourenhout, segundo na Copa do Mundo, e o único além de Van Aert que sabe o que é vencer Pidcock nesta competição (ele fez isso em Namur). Já a Holanda aposta em Lars Van der Haar, que venceu em Tabor e no campeonato holandês, e foi terceiro em Hulst depois de Pidcock e Iserbyt.

Programação
O Mundial em Fayetteville, em um circuito conhecido por muitos dos corredores, será entre os dias 28 e 30 de janeiro, e começará com uma novidade, uma prova de revezamento por equipes, semelhante ao que já ocorre no Mundial de MTB, na sexta-feira, dia 28, às 12h30 da manhã (hora local). As equipes serão compostas por 6 ciclistas: 3 homens (um elite, um sub-23 e um júnior) e 3 mulheres (um para cada categoria também), que completarão um total de 6 voltas do circuito.

No sábado, serão disputadas as provas femininas júnior e elite e a sub-23 masculina e, no domingo, a programação começa com as disputas da categoria Junior masculino, segue com a Sub 23 feminino e encerra com a Elite masculino.


Veja mais no site oficial do evento

LEIA MAIS
Ciclocross no Bikemagazine