Cape Epic: Beers e Blevins faturam prólogo; Abraão e Bart vencem na Grand Masters

HomeCompetições

Cape Epic: Beers e Blevins faturam prólogo; Abraão e Bart vencem na Grand Masters

O brasileiro Abraão Azevedo e o holandês Bart Brentjens dominaram o prólogo na categoria Grand Masters

No cenário do prólogo Foto: Sam Clark

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/Sportzpics

A dupla Matt Beers e Christopher Blevins (Toyota-NinetyOne-Specialized) venceu neste domingo (20 de março) o prólogo de 24 km da ultramaratona Cape Epic, em Lourensford Wine Estate, na África do Sul, e é a primeira a vestir a camisa amarela da liderança da classificação geral. Beers e Blevins encerraram a prova com o tempo de 58min06s.

Na categoria Grand Masters, a dupla que reúne o brasileiro Abraão Azevedo e Bart Brentjens (CST PostNL Bafang), campeã de 2019, saiu na frente e lidera a classificação geral com 2 minutos sobre os dinamarqueses Thomas Morgan Knutsen e Tom Larsen.

Em 2019, a dupla encerrou a ultramaratona com oito vitórias seguidas e a impressionante vantagem de 1h40min. Vale lembrar que eles venceram a Cape Epic na categoria Master em 2014, 2015 e 2016.

A dupla Matt Beers e Christopher Blevins Foto: Nick Muzik

“Este foi um bom prólogo para nós”, disse Blevins. “Planejamos ir lá e perseguir a camisa amarela. Queríamos esse vento em nossas velas indo para a Etapa 1. Estávamos muito motivados desde o início e tudo se encaixou.”

O segundo lugar no prólogo foi para os estreantes alemães Georg Egger e Lukas Baum (Speed ​​Company Racing); Andreas Seewald e Martin Stošek (Canyon Northwave MTB) terminaram em terceiro.

 

Os campeões de 2019, Nino Schurter e Lars Forster (Scott-Sram), tiveram problemas e encerraram a 4 minutos. Schurter sofreu um furo no pneu traseiro no início da etapa e, mais tarde, durante o trajeto, decidiu substituir a roda inteiramente na zona técnica. Os suíços estavam fazendo uma boa corrida mas após o pitstop perderam um tempo considerável das equipes líderes.

“Faz parte da corrida”, disse Schurter. “Pode acontecer com qualquer um a qualquer hora em qualquer dia. É uma pena que tenha acontecido no prólogo porque você perde muitos lugares, mas ainda estamos na corrida e, espero, isso é todo o nosso azar e tudo siga sem problemas pelo resto da semana. É uma corrida longa com muita pilotagem pela frente.”

Os estreantes Georg Egger e Lukas Baum ficaram em 2º Foto: Nick Muzik

Muito animada com o resultado, a dupla Speed ​​Company Racing viu sua confiança se renovar depois do prólogo. “É a nossa primeira vez aqui”, disse Georg Egger. “Não tínhamos um plano, apenas tentamos ir o mais rápido que podíamos. Estamos frescos e prontos para correr.”

Beers e Blevins, apesar do bom desempenho de Egger e Baum, conseguiram uma execução perfeita de seu plano de pegar a camisa amarela no prólogo. Matt Beers, campeão da Cape Epic de 2021, ainda radiante de sua vitória em outubro, comemorou. “É uma ótima sensação começar de amarelo novamente. Isso fazia parte do plano e conseguimos. Acho que estava um pouco ansioso no começo, mas Chris me puxou de volta e rodamos bem juntos . Acho que nossos pontos fortes se complementam e estou ansioso para um emocionante resto da semana na corrida.”

Pauline Ferrand-Prévot e Robyn de Groot Foto: Sam Clark

No feminino, a dupla que reúne a estreante Pauline Ferrand-Prévot e a sul-africana Robyn de Groot (BMC MTB Racing) venceu o prólogo. A francesa Ferrand-Prévot, campeã mundial de MTB, ciclismo e ciclocross, estabeleceu o ritmo no percurso de 24 km em Lourensford Wine Estate e De Groot seguiu. A dupla encerrou com 1h09min05s.

Candice Lill e Mariske Strauss (Faces Rola), vice-campeãs de 2021 da categoria feminina, conquistaram o segundo lugar, enquanto Amy Wakefield e Ariane Luthi (Symbtech ZA) cruzaram a linha em terceiro. A BMC MTB Racing assume uma liderança com vantagem de 42 segundos.

“Eu me senti muito bem; estava quente, mas me senti forte. Robyn foi uma ótima parceira. Foi bom forçar o caminho e fazer o sangue bombear; estamos vencendo uma etapa e estamos muito felizes com isso. É uma longa corrida por etapas, então vamos aproveitar cada dia como vier”, disse Pauline Ferrand-Prévot.

MELHORES MOMENTOS

Nesta segunda-feira, a 1ª etapa tem 92 km, com percurso na direção da cordilheira Helderberg de Stellenbosch. Uma característica do dia serão as subidas íngremes, as condições secas e o calor do final do verão.

VEJA A ETAPA AO VIVO 

 

LEIA MAIS
Ultramaratona Cape Epic no Bikemagazine

Site oficial do evento