Copa do Mundo: Vidaurre, campeão mundial chileno, domina Sub 23

HomeCompetições

Copa do Mundo: Vidaurre, campeão mundial chileno, domina Sub 23

Francesa Line Burquier vence no feminino; brasileiros Gustavo Xavier e Giuliana Morgen ficaram em nono e em quinto, respectivamente

Pódio do XCO Sub 23 da Copa do Mundo em Petrópolis Foto: UCI

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O chileno Martin Vidaurre, atual campeão mundial Sub 23, venceu neste sábado (9 de abril) o cross country olímpico da categoria Sub 23, no segundo dia de disputas da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike, realizada no São José Bike Club, em Itaipava – Petrópolis/RJ.

No feminino, a francesa Line Burquier liderou a disputa com vantagem de 56 segundos da segunda colocada Sara Cortinovis e levou a vitória com muita vibração.

Na primeira prova disputada na tarde deste sábado (9), Vidaurre – que também conquistou no último fim de semana a prova XCO super elite da CIMTB Michelin – cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h03min32. O suíço Janis Baumann e o ucraniano Oleksandr Hudyma completaram o pódio a 1min04s.

O terceiro lugar, inclusive, teve disputa até a linha de chegada, com Hudyma levando a melhor por apenas um segundo em relação ao norte-americano Riley Amos.

A prova teve ritmo intenso e a distância do terceiro colocado para o sexto, ao fim da disputa, foi de apenas 12 segundos.

O chileno Martin Vidaurre Foto: UCI

Vencedor da prova masculina, Martin Vidaurre, que brincou ao dizer que já se sente em casa no Brasil – fazendo referência à conquista deste sábado e a do último fim de semana – destacou a energia do público brasileiro e a estratégia de ter feito uma largada de prova forte.

“Me encanta correr no Brasil! A torcida é muito empolgante, eu gosto muito! Semana passada corri na elite (CIMTB Michelin – também realizada em Petrópolis) e também foi muito bom. A estratégia na prova deste sábado foi fazer uma largada forte. Não poderia cometer erros e consegui desempenhar bem meu trabalho. Estou muito feliz.”

Gustavo Xavier na disputa Foto: Nataniel Giacomozzi

O brasileiro Gustavo Xavier terminou a prova em nono lugar, levando a torcida à loucura com o seu desempenho e tendo seu nome gritado pelo público próximo a linha de chegada. Gustavo, que passou por dificuldades na prova – perdeu a dianteira na entrada do pump track, caindo em uma poça de lama logo na primeira volta – conseguiu se recuperar e terminar entre os dez melhores. Ele falou sobre as dificuldades ao longo da prova.

“A torcida brasileira deu um show! Isso com certeza nos motiva durante a prova. Na primeira volta acabei sentindo um pouco o ritmo, perdi algumas posições, mas consegui terminar no top 10. A pista exige muito do atleta, mas só tenho a agradecer. Valeu a todos pela torcida”, disse.

Line Burquier comemora vitória Foto: Cesar Delong

Com início às 15h45, a competição feminina do sub-23 foi marcada por muita emoção e adrenalina. Em primeiro lugar ficou a francesa Line Burquier, que garantiu a vitória com o tempo de 1h00min22. Burquier imprimiu um ritmo forte durante a disputa e terminou 56 segundos à frente da segunda colocada, a italiana Sara Cortinovis.

A brasileira  Giuliana Morgen, que foi atrapalhada por uma queda logo após a largada, saiu do décimo para o quinto lugar na disputa, com o tempo de 1h06min27.

Natural de Petrópolis, Giugiu, de 18 anos, saiu literalmente nos braços do público. “Não tem preço isso, nem nos meus melhores sonhos eu imaginava viver tudo isso”, falou animada.

A brasileira Giuliana Morgen Foto: Ney Evangelista

A campeã da competição, Line Burquier, de 18 anos, disputou pela primeira vez uma edição de Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike. A atleta falou sobre a emoção de estar disputando uma prova deste nível de competitividade. “Essa pista aqui no Brasil é uma loucura. Os brasileiros são muito apaixonados. Vê-los vibrando, emocionados, isso é muito bom depois de tanto tempo sem corridas”, disse a vencedora.

Diferente da disputa entre os homens, a categoria feminina teve grande diferença de distância da quarta colocada, Sofie Pedersen para a quinta, Giuliana Morgen. As atletas ficaram cerca de quatro minutos de distância uma da outra.

PROGRAMAÇÃO
A Copa termina neste domingo, dia 10, com o XCO da Elite feminino e masculino. Apenas a Red Bull TV transmitirá ao vivo a competição da elite feminina no XCO, às 11h. Já o XCO masculino terá transmissão às 14h15 (Red Bull TV) e 14h30 (SporTV).

Site oficial do evento

RED BULL TV
A Copa do Mundo tem transmissão ao vivo pela Red Bull TV

Narração: Camilla ‘Milla’ Garcia
Comentários: Vivi Favery

COPA DO MUNDO DE MTB 2022
26 e 27 de março – Lourdes, França (DH)
8 a 10 de abril – Petrópolis, Brasil (XCO/XCC)
6 a 8 de maio – Albstadt, Alemanha (XCO/XCC)
13 a 15 de maio – Nove Mesto, República Tcheca (XCO/XCC)
21 e 22 de maio – Fort William, Reino Unido (DH)
10 a 12 de junho – Leogang, Áustria (DH/XCO/XCC)
8 a 10 de julho – Lenzerheide, Suíça (DH/XCO/XCC)
15 a 17 de julho – Vallnord, Andorra (DH/XCO/XCC)
29 a 31 de julho – Snowshoe, EUA (DH/XCO/XCC)
5 a 7 de agosto – Mont-Sainte-Anne, Canadá (DH/XCO/XCC)
2 a 4 de setembro – Val di Sole, Itália (DH/XCO/XCC)

LEIA MAIS
Copa do Mundo de MTB no Bikemagazine