Copa Internacional de MTB: Litscher e Kate Courtney vencem XCC

HomeCompetições

Copa Internacional de MTB: Litscher e Kate Courtney vencem XCC

Suíço é o mais rápido na prova de short track em Petrópolis; no feminino, pódio teve três norte-americanas

A norte-americana Kate Courtney Foto: Cesar Delong

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O suíço Thomas Litscher foi o campeão do short track (XCC) do primeiro dia de competição da super elite na abertura Copa Internacional Michelin de Mountain Bike, neste sábado (2), às 9h, no São José Bike Club, em Petrópolis/RJ, no mesmo circuito que vai receber, na próxima semana, etapa da Copa do Mundo de MTB. O alemão Julian Schelb ficou em 2º e o canadense Gunnar Holmgren foi o 3º.

Entre as mulheres, o pódio teve três norte-americanas: Kate Courtney foi a vencedora, Gwendalyn Gibson ficou em 2º e Ruth Holcomb em 3º.

Kate Courtney, que completou a disputa em 21 minutos e 35 segundos, contou que está animada para a Copa do Mundo no Brasil. “Será uma competição, de fato, difícil, mas amo fazer isso e essa é melhor sensação do mundo. A Copa Internacional Michelin de Mountain Bike é um evento de ciclismo enorme, com várias pessoas que amam bike, andam e assistem muito animados torcendo por nós ciclistas”, comentou.

Mineira de Itaúna, Isabella Lacerda foi a melhor entre as brasileiras, ao concluir na sexta colocação. “Essa experiência na CIMTB Michelin e a que teremos na Copa do Mundo, serão fundamentais. Poder estar brigando de igual pra igual com as melhores do mundo é algo que eu queria muito”, disse. “Essa pista tá um show, o verdadeiro mountain bike, a pilotagem faixa preta mesmo”, completou a brasileira.

O suíço Thomas Litscher Foto: Ney Evangelista

Cerca de 15 minutos após o término da disputa feminina foi a vez dos homens. O campeão completou as 7 voltas em 20 minutos e 15 segundos. Na volta final, o suíço guardou energia para atacar nos últimos metros e venceu com menos de 3 segundos de vantagem sobre o alemão Schelb. “A volta era muito intensa, repleta de subidas. Um percurso difícil e técnico. Vocês fizeram uma pista alucinante”, avaliou o vencedor. “Eu me senti bem o tempo inteiro e, na última volta, eu tinha que tentar. Se você não tentar, você não vence”, avaliou o vencedor. “Estou muito feliz. É uma atmosfera incrível Neste domingo (3), será mais difícil ainda”, finalizou.

A segunda colocação foi bastante comemorada pelo alemão Julian Schelb, que já esteve no Brasil em outras oportunidades. Schelb comemorou voltar ao país e não poupou elogios para a organização da prova. “Quando ouvi que teríamos uma Copa do Mundo no Brasil, eu disse ‘tenho que ir’. Estou aqui com meu parceiro de equipe, o Niklas, e está sendo super legal. As pessoas daqui são muito amigáveis. Ao meu ver este é o melhor percurso de Copa do Mundo que eu pedalo desde que iniciei minha carreira, em 2009. Super divertida a pista, com um público super legal. Uma energia incrível”, comentou o alemão.

Gustavo Xavier, de Piedade (SP), foi o melhor brasileiro, na nona colocação, com o tempo de 20 minutos e 50 segundos, sendo o melhor colocado entre os integrantes da categoria sub-23. “Prova super intensa. Decidi correr nos 45 minutos do segundo tempo, porque cheguei a Petrópolis com a imunidade um pouco baixa. Estava guardando energia para o XCO de domingo, mas resolvi testar meu corpo nesse short track. Andei com o pelotão principal na primeira metade, sofri um pouco e preferi tirar o pé. Vamos, que amanhã tem mais”, disse Xavier.

Top 10 da super elite feminina no XCC
1° Kate Courtney (EUA) – 21:35.777
2° Gwendalyn Gibson (EUA) – 21:46.984
3° Ruth Holcomb (EUA) – 21:55.265
4° Maghalie Rochette (CAN) – 21:59.326
5° Emilly Jhonston (CAN) – 22:33.756
6° Isabella Lacerda (BRA) – 22:43.570
7° Daniela Campuzano (MEX) – 22:47.267
8° Cindy Montambault (CAN) – 22:48.342
9° Giuliana Morgen (BRA) – 23:15.118
10° Laurie Arseneault (CAN) – 23:15.441

Top 10 da super elite masculina no XCC
1° Thomas Litscher (SUI) – 20:15.419
2° Julian Schelb (ALE) – 20:18.068
3° Gunnar Holmgren (CAN) – 20:21.201
4° Niklas Schehl (ALE) – 20:22.083
5° Léandre Bouchard (CAN) – 20:24.429
6° Ondrei Cink (CZE) – 20:28.262
7° Ben Oliver (NZE) – 20:29.686
8° Maxime Loret (FRA) – 20:35.580
9° Gustavo Xavier (BRA) – 20:50.316
10° Quinton Disera (CAN) – 20:52.807