Paris-Roubaix Femmes: Elisa Longo Borghini em vitória solo

HomeCiclismoCiclismo feminino

Paris-Roubaix Femmes: Elisa Longo Borghini em vitória solo

Campeã italiana atacou a 34 km da chegada; já a campeã mundial e também italiana Elisa Balsamo foi desclassificada

Elisa Longo Borghini com o troféu da Paris-Roubaix 2022

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/ASO

A campeã italiana Elisa Longo Borghini (Trek-Segafredo) venceu a segunda edição da Paris-Roubaix Femmes, neste sábado (16 de abril), com um longo ataque solo. Depois que o trio escapado com Lotte Kopecky (Team SD Worx), Marta Bastianelli (UAE Team ADQ) e Lucinda Brand (Trek-Segafredo) foi alcançado a 34 km da chegada, a italiana contra-atacou.

Elisa Longo Borghini aumentou gradualmente sua vantagem sobre o grupo perseguidor, liderando por 41 segundos a 12 km do final. Embora a perseguição tenha se aproximado, a italiana manteve a ponta e cruzou com 23 segundos de vantagem sobre Lotte Kopecky, que venceu Lucinda Brand no sprint pelo segundo lugar.

“É uma sensação inacreditável. Foi uma primavera muito difícil para mim, tive sinusite por um mês e não consegui treinar da maneira que queria. Foi um período difícil, quero agradecer minha família, meu namorado Jacopo (Mosca), ​​minha mãe, meu pai e minhas sobrinhas pela confiança, eles sempre mantêm meu moral alto e quero agradecer à Trek-Segafredo porque eles ainda tinham fé em mim. Eles me trouxeram aqui, e eu fiquei tipo ‘Eu não acho que estou pronta’, e eles continuaram dizendo ‘você está mais do que pronta, nós sabemos que você pode fazer isso’, e eu tenho que dizer que eles estavam certos”, contou a vencedora.

A vencedora na fuga até a vitória

A campeã mundial Elisa Balsamo foi desclassificada

A Paris-Roubaix Femmes teve 124,7 quilômetros, com largada em Denain e quatro voltas locais antes de enfrentar 17 setores de paralelepípedos para um total de 29,2 quilômetros de pavimentação a caminho do Velódromo de Roubaix.

Durante a prova, a campeã mundial Elisa Balsamo (Trek-Segafredo) foi desclassificada depois de pegar uma garrafa no carro da equipe e se demorar mais do que o aceito ao rodar apoiada. A italiana ficou para trás quando o pelotão chegou a Mons-en-Pévèle, a 48 km do final, e as imagens de televisão mostraram a campeã mundial usando o apoio do seu carro de equipe para tentar diminuir a diferença para as líderes. Balsamo largou na Paris-Roubaix entre as favoritas após uma notável sequência de vitórias nesta primavera no Trofeo Alfredo Binda, Brugge-De Panne e Gent-Wevelgem.

A holandesa Marianne Vos (Jumbo-Visma) não disputou a corrida. Horas antes da largada a ciclista testou positivo para Covid-19.

MELHORES MOMENTOS

TOP 5
1 Elisa Longo Borghini Trek – Segafredo 3:10:54
2 Lotte Kopecky Team SD Worx 0:23
3 Lucinda Brand Trek – Segafredo mt
4 Elis Chabbey Canyon//SRAM Racing mt
5 Marta Cavalli FDJ Nouvelle-Aquitaine Futuroscope mt

Resultados completos aqui