Paris-Roubaix: recuperado, Wout van Aert estará na clássica

HomeCiclismo

Paris-Roubaix: recuperado, Wout van Aert estará na clássica

Campeão belga tem retorno confirmado pela equipe Jumbo-Visma após testar positivo para Covid-19 e ficar de fora do Tour de Flanders e da Amstel Gold Race

Wout Van Aert na vitória da Omloop 2022

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O belga Wout van Aert (Jumbo-Visma) está confirmado na Paris-Roubaix, neste domingo (17 de abril), depois que recebeu a lideração médica após quarentena por testar positivo para Covid-19.

Van Aert disputou a Gent-Wevelgem e após ser contagiado foi grande ausência no Tour de Flandres e na Amstel Gold Race. Um de seus grandes objetivos da temporada é a Paris-Roubaix, pois está em busca de sua primeira Monumento nos paralelepípedos, onde ficou em sétimo nas condições molhadas e lamacentas do ano passado.

A Jumbo-Visma informa em comunicado que está monitorando de perto a situação e que um médico está com Van Aert há quatro dias para avaliar a reação de seu corpo em treinamento. Antes da Covid, o campeão belga era o favorito para a clássica Munumento, após começar a temporada com vitória na Omloop Het Nieuwsblad (relembre aqui) e na E3 Saxo Bank Classic (relembre aqui).

“Foram feitos exames muito extensos antes de retomar os treinos”, disse o diretor esportivo Merijn Zeeman no comunicado. “No início desta semana, a equipe médica determinou que ele está totalmente em forma e pode continuar seus esforços no alto nível esportivo. A saúde de Wout está em excelente forma. Mas, após o isolamento, sua melhor forma não é mais possível”, completa Zeeman. “No geral, é tudo menos uma preparação ideal. No entanto, um ciclista como Wout ainda pode desempenhar um papel no apoio a Christophe Laporte, Mike Teunissen ou Nathan Van Hooydonck.”

História
Chamada de “Inferno do Norte”, a Paris-Roubaix começou a ser disputada em 1896. Dois belgas detém o prêmio de maiores vencedores da corrida: Roger De Vlaeminck venceu quatro vezes na década de 1970 e Tom Boonen completou seu quádruplo entre 2005 e 2012. Mas o quadro de honra está repleto de grandes nomes da história do ciclismo, de Eddy Merckx e Sean Kelly a Johan Museeuw e Fausto Coppi. No pelotão atual, vale destacar que ninguém venceu a corrida mais de uma vez.

LEIA MAIS
Reportagens sobre a Paris-Roubaix no Bikemagazine

VENCEDORES RECENTES
2021: Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain Victorious
2020: cancelada
2019: Philippe Gilbert (Bel) Deceuninck-QuickStep
2018: Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe
2017: Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing
2016: Mathew Hayman (Aus) Orica-GreenEdge
2015: John Degenkolb (Ale) Giant-Alpecin
2014: Niki Terpstra (Hol) Etixx-QuickStep
2013: Fabian Cancellara (Sui) RadioShack
2012: Tom Boonen (Bel) Omega Pharma-QuickStep
2011: Johan Vansummeren (Bel) Garmin-Cervelo
2010: Fabian Cancellara (Sui) Saxo Bank
2009: Tom Boonen (Bel) QuickStep
2008: Tom Boonen (Bel) QuickStep
2007: Stuart O’Grady (Aus) Team CSC

 

CONFIRA
A reportagem do Bikemagazine já visitou (e pedalou!) em Roubaix e também visitou os icônicos chuveiros que levam as placas de seus grandes campeões. Veja reportagem aqui