Giro d’Italia 2022: fuga vence, com De Gendt em 1º na 8ª etapa

HomeCompetições

Giro d’Italia 2022: fuga vence, com De Gendt em 1º na 8ª etapa

Van der Poel e Girmay perseguiram no trecho final, mas terminaram a 15 segundos do Top 3, formado por três ciclistas da fuga inicial

De Gendt no grupo da fuga

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

Vitória da fuga na 8ª etapa do Giro d’Italia, neste sábado (14 de maio), com Thomas De Gendt (Lotto Soudal) fazendo a festa em Nápoles. Davide Gabburo (Bardiani-CSF-Faizanè) e Jorge Arcas (Movistar), companheiros de fuga, ficaram em 2º e 3º.

“Dez anos após a etapa do Stelvio, finalmente ganhei uma etapa no Giro novamente”, comemorou De Gendt. “Havia um grande grupo na frente com ciclistas da qualidade de Mathieu van der Poel e Biniam Grmay. Sabíamos que tínhamos que olhar para eles e seria difícil vencê-los”, contou.

“Conseguimos uma pequena vantagem e eu estava trabalhando para o Harm (Vanhoucke) para que ele pudesse atacar na subida, mas, no final, ele disse que deveríamos trocar os papéis. Algum tempo atrás, eu não achava que ganharia uma etapa do Grand Tour novamente, mas aqui estamos”, comemorou. “Hoje foi um daqueles dias que combina comigo, parece um pouco com a etapa de Barcelona na Volta a Catalunya – sempre para cima e para baixo. É difícil recuperar.”

De Gendt estava no grupo escapado inicial que, depois, se tornou grupo de cinco líderes nos 40 km finais. O alemão acelerou nos metros finais com um longo sprint depois de ser embalado pelo companheiro de equipe Harm Vanhoucke, e bateu Gabburo e Arcas na linha de chegada.

Atrás deles, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) e Biniam Girmay (Intermarché–Wanty–Gobert) perseguiram nos quilômetros finais, mas terminaram 15 segundos atrás no sprint final, onde Girmay terminou à frente de Van der Poel para ficar em quinto lugar.

O troféu Senza Fine é exibido em Napóles

Espanhol Lopez segura a maglia rosa

O espanhol Juan Pedro Lopez segue com a maglia rosa, com 38 segundos de vantagem sobre Lennard Kamna (Bora-Hansgrohe) e 58 segundos sobre Rein Taaramae (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux). “Mantive a maglia rosa graças ao grande trabalho dos meus companheiros de equipe. Precisarei de muita ajuda amanhã para ficar na liderança”, disse Lopez.

MELHORES MOMENTOS


TOP 3 DA ETAPA

1 –
Thomas De Gendt (Lotto Soudal) –  153 km em 3h32’53’’, velocidade média 43,122 km/h
2 – Davide Gabburo (Bardiani-CSF-Faizanè) m.t.
3 – Jorge Arcas Peña (Movistar Team) m.t.

CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 – Juan Pedro Lopez Perez (Trek-Segafredo)
2 – Lennard Kämna (Bora-Hansgrohe) a 38″
3 – Rein Taaramäe (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux) a 58”

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Arnaud Démare (Groupama-FDJ)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Koen Bouwman (Jumbo-Visma)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo)

Próxima etapa
A primeira semana termina neste domingo, dia 15 de maio, com a 9ª etapa, de Isernia a Blockhaus, com 191 km. A organização do Giro dá a cada etapa uma classificação de estrelas de um a cinco, com cinco sendo reservado para as etapas mais difíceis. Com 5.000 metros de escalada nos Apeninos, a 9ª etapa é a primeira das três etapas cinco estrelas do Giro 2022.

A menos de 40 km do início, há três subidas categorizadas, mas as mais difíceis ainda estarão à frente. A etapa termina com muito sobe e desce na passagem pelos Passo Lanciano (10,3 km a 7,6%) e Blockhaus (13,6 km a 8,4%), ambas de categoria 1.

A 9ª etapa tem chegada ao Blockhaus

AS ETAPAS

Etapa 1 – 6 de maio – Budapeste – Visegrád – 195 km
Etapa 2 – 7 de maio – Budapeste – Budapeste – 9,2 km (ITT)
Etapa 3 – 8 de maio – Kaposvár – Balantonfüred – 201 km

DESCANSO

Etapa 4 – 10 de maio – Avola – Etna – 172 km
Etapa 5 – 11 de maio – Catania – Messina – 174 km
Etapa 6 – 12 de maio – Palmi – Scalea – 192 km
Etapa 7 – 13 de maio – Diamante – Potenza – 196 km
Etapa 8 – 14 de maio – Nápoles – Nápoles – 153 km
Etapa 9 – 15 de maio – Isernia – Blockhaus – 191 km

DESCANSO

Etapa 10 – 17 de maio – Pescara – Jesi – 196 km
Etapa 11 – 18 de maio – Santarcangelo di Romagna – Reggio Emilia – 203 km
Etapa 12 – 19 de maio – Parma – Gênova – 204 km
Etapa 13 – 20 de maio – Sanremo – Cuneo – 150 km
Etapa 14 – 21 de maio – Santena – Torino – 147 km
Etapa 15 – 22 de maio – Rivarolo Canavese – Cogne – 177 km

DESCANSO

Etapa 16 – 24 de maio – Salò – Aprica – 202 km
Etapa 17 – 25 de maio – Ponte di Legno – Lavarone – 168 km
Etapa 18 – 26 de maio – Borgo Valsugana – Treviso – 152 km
Etapa 19 – 27 de maio – Marano Lagunare – Santuario di Castelmonte – 178 km
Etapa 20 – 28 de maio – Belluno – Marmolada – 168 km
Etapa 21 – 29 de maio – Verona – Verona – 17,4 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

Site oficial do Giro d’Italia 2022