Giro d’Italia 2022 terá Carapaz, Van der Poel e retorno de Cavendish

HomeCompetições

Giro d’Italia 2022 terá Carapaz, Van der Poel e retorno de Cavendish

O Giro d'Italia 2022, que começa nesta sexta-feira em Budapeste, terá 22 equipes e um total de 176 ciclistas no pelotão inicial

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O Giro d’Italia 2022, que começa nesta sexta-feira (6 de maio), terá 22 equipes e um total de 176 ciclistas no pelotão inicial. As 18 equipes do WorldTour, mais a ProTeam Alpecin-Fenix, ​​mais bem classificada do ranking e automaticamente convidada para o Giro, além das equipes italianas convidadas Eolo-Kometa, Drone Hopper-Androni Giocattoli e Bardiani-CSF-Faizanè, alinham em Budapeste, na Hungria, que recebe as três primeiras etapas. Leia mais sobre o trajeto aqui

O campeão do Giro 2021, o colombiano Egan Bernal (Ineos-Grenadiers), não vai defender o título, pois se recupera de grave queda durante treinamento (lembre aqui) e foi substituído pelo equatoriano Richard Carapaz, que venceu o Giro em 2019, ainda na equipe Movistar.

Carapaz, campeão olímpico de estrada nos Jogos de Tóquio, vai vestir a camisa número 1 e terá na equipe Pavel Sivakov, Jonathan Castroviejo e Richie Porte para o ajudar nas montanhas. Salvatore Puccio, Jhonatan Narváez e Ben Swift completam o time.

Entre os velocistas, uma das novidades é a confirmação de Mark Cavendish (Quick-Step Alpha Vinyl). O britânico de 36 anos disputou o Giro pela última vez há nove anos. Cavendish já venceu 15 etapas em suas cinco participações na corrida. Na Lotto-Soudal, o australiano Caleb Ewan também está confirmado, assim como o francês Arnaud Démare (Groupama-FDJ), que vai liderar sua equipe. O colombiano Fernando Gaviria (UAE Team Emirates), vencedor da camisa de pontos de 2017, também está na lista.

Carapaz comemora o título de campeão do Giro 2019

Quem promete chamar atenção é Mathieu van der Poel, que vai liderar a Alpecin – Fenix e tem como objetivo vestir a maglia rosa, depois de conquistar a camisa amarela do Tour de France em 2021.

Com Tim Merlier forçado a perder o Giro devido às lesões que sofreu na Paris-Roubaix, todas as esperanças da equipe estão em Van der Poel. O holandês, porém, que passou o período de base se recuperando de problemas nas costas e retornou nas Clássicas de Primavera, não garante que chegará até Verona, na última etapa, dia 29 de maio.

Van der Poel de camisa amarela no Tour de France 2021

Na equipe Astana Qazaqstan, o líder será o colombiano Miguel Angel López, que terá como companheiros o bicampeão Vincenzo Nibali e Joe Dombrowski. López, após sua briga e separação da Movistar na Vuelta a España de 2021, terá na rota montanhosa do Giro uma chance de redenção.

Na Bahrain-Victorious, a equipe será liderada pelo espanhol Mikel Landa, que terá como companheiros Pello Bilbao e Wout Poels, além de Santiago Buitrago, Jasha Sütterlin e Jan Tratnik. Poels pode se destacar e Bilbao tem chances nas primeiras etapas montanhosas.

O português João Almeida vai liderar a UAE Team Emirates, a Bora-Hansgrohe aposta em Wilco Kelderman, Emanuel Buchmann e Jai Hindley, a Movistar terá Alejandro Valverde e Ivan Sosa, a BikeExchange-Jayco conta com Simon Yates, a Cofidis terá Guillaume Martin, que estreia no Giro, a EF Education-EasyPost será liderada por Hugh Carthy, que terminou em oitavo geral em 2021, na Israel-Premier Tech, o líder será Giacomo Nizzolo e, na Jumbo-Visma, o líder será o holandês Tom Dumoulin. E a Groupama-FDJ vai contar com o jovem escalador húngaro Attila Valter, que liderou o Giro por três etapas no ano passado.

Na Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux, o líder será Domenico Pozzovivo e uma das atrações é a confirmação de Biniam Girmay, da Eriteria, no time. O jovem campeão da clássica Gent Wevelgem 2022 estreia no Grand Tour.

O italiano Lorenzo Fortunato vence a 14ª etapa do Giro 2021 no Zoncolan

Na Eolo-Kometa, o italiano Lorenzo Fortunato está de volta. Fortunato venceu a 14ª etapa do Giro em 2021 no Monte Zoncolan e quer repetir seu bom resultado nas etapas de montanha de 2022. O ciclista passou as últimas semanas treinando em altitude e terminou em segundo lugar a Volta das Astúrias, na Espanha.

Start list aqui

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

Site oficial do evento