Giro d’Italia: Ciccone conquista vitória solo na 15ª etapa

HomeCompetições

Giro d’Italia: Ciccone conquista vitória solo na 15ª etapa

Em seu primeiro dia com a maglia rosa, Carapaz se envolveu em uma queda no começo da etapa, mas manteve a liderança geral

Ciccone no caminho da vitória

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

Giulio Ciccone (Trek-Segafredo) conquistou vitória solo neste domingo (22 de maio) na 15ª etapa do Giro d’Italia, com 178 km entre Rivarolo Canavese e Cogne. O italiano de 27 anos abriu uma série de acelerações na subida final para Cogne e deixou seu colegas de fuga para trás.

Ciccone fez o movimento decisivo a 19 km para a meta e conseguiu se manter na frente de Hugh Carthy (EF Education-EasyPost) e Santiago Buitrago (Bahrain Victorious) na parte mais íngreme da subida final, de categoria 2.

Buitrago foi o 2º, a 1min31s, e Antonio Pedrero (Movistar Team) foi o 3º, a 2min19s. Carthy, extenuado, foi o 4º, a 3min09s.

“No começo da parte íngreme da subida eu pensei: ‘OK, se eu for sozinho posso chegar sozinho’”, disse Ciccone. “Caso contrário, com dois ou três, você nunca sabe o que pode acontecer. Eu tentei aqui hoje porque minhas pernas estavam muito boas. Foi a melhor escolha que fiz”, contou.

“Penso que essa é minha vitória mais bonita, é melhor que a camisa amarela no Tour de France, melhor que minhas duas primeiras vitórias no Giro porque passei por momentos difíceis nos últimos dois anos, com quedas, doenças e Covid”, completou Ciccone, que venceu etapas do Giro em 2016 e em 2019.

Vitória solo com 1min31s de vantagem

Carapaz manteve a maglia rosa antes do último dia de descanso

Apesar de cair no início da etapa, Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) manteve a liderança geral e não houve mudança no Top 3, com o maglia rosa com 7 segundos de vantagem sobre Jai Hindley (Bora-Hansgrohe) e 30 segundos do camisa branca de melhor jovem, o português João Almeida (UAE Team Emirates).

“Tive um pequeno acidente no início do meu primeiro dia com a maglia rosa, mas sem consequências. O cenário da corrida foi muito bom. A primeira parte foi difícil. Depois tivemos tudo sob controle”, afirmou o equatoriano, que já foi campeão do Giro em 2019.

Na disputa das camisas, mudança na azzurra, da classificação de montanha, que agora está com Koen Bouwman (Jumbo-Visma), depois de somar 40 pontos na primeira subida do dia.

MELHORES MOMENTOS

TOP 3
1 –
Giulio Ciccone (Trek-Segafredo) –  178km em 4h’37’41″, velocidade média 38,245 km/h
2 – Santiago Buitrago Sanchez (Bahrain Victorious) a 1’31”
3 – Antonio Pedrero (Movistar Team) a 2’19”

CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 – Richard Carapaz (Ineos Grenadiers)
2 – Jai Hindley (Bora-Hansgrohe) a 7″
3 – João Pedro Almeida Gonçalves (UAE Team Emirates) a 30″

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Richard Carapaz (Ineos Grenadiers)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Arnaud Demare (Groupama-FDJ)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Koen Bouwman (Jumbo-Visma)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – João Almeida  (UAE Team Emirates)

Próxima etapa
O pelotão tem seu terceiro e último dia de descanso nesta segunda-feira e a disputa entra na reta final. O Giro recomeça com a 16ª etapa, na terça-feira, dia 24 de maio, com 202 km entre Salò e Aprica. É a segunda das três etapas cinco estrelas deste ano, com quatro subidas desafiadoras e 5.250 metros de escalada no total.

A 16ª etapa tem 5.250 metros de escalada no total

AS ETAPAS

Etapa 1 – 6 de maio – Budapeste – Visegrád – 195 km
Etapa 2 – 7 de maio – Budapeste – Budapeste – 9,2 km (ITT)
Etapa 3 – 8 de maio – Kaposvár – Balantonfüred – 201 km

DESCANSO

Etapa 4 – 10 de maio – Avola – Etna – 172 km
Etapa 5 – 11 de maio – Catania – Messina – 174 km
Etapa 6 – 12 de maio – Palmi – Scalea – 192 km
Etapa 7 – 13 de maio – Diamante – Potenza – 196 km
Etapa 8 – 14 de maio – Nápoles – Nápoles – 153 km
Etapa 9 – 15 de maio – Isernia – Blockhaus – 191 km

DESCANSO

Etapa 10 – 17 de maio – Pescara – Jesi – 196 km
Etapa 11 – 18 de maio – Santarcangelo di Romagna – Reggio Emilia – 203 km
Etapa 12 – 19 de maio – Parma – Gênova – 204 km
Etapa 13 – 20 de maio – Sanremo – Cuneo – 150 km
Etapa 14 – 21 de maio – Santena – Torino – 147 km
Etapa 15 – 22 de maio – Rivarolo Canavese – Cogne – 177 km

DESCANSO

Etapa 16 – 24 de maio – Salò – Aprica – 202 km
Etapa 17 – 25 de maio – Ponte di Legno – Lavarone – 168 km
Etapa 18 – 26 de maio – Borgo Valsugana – Treviso – 152 km
Etapa 19 – 27 de maio – Marano Lagunare – Santuario di Castelmonte – 178 km
Etapa 20 – 28 de maio – Belluno – Marmolada – 168 km
Etapa 21 – 29 de maio – Verona – Verona – 17,4 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

Site oficial do Giro d’Italia 2022