Giro 2022: Dainese vence Gaviria no sprint e fatura 11ª etapa

HomeCompetições

Giro 2022: Dainese vence Gaviria no sprint e fatura 11ª etapa

Dainese conquista a esperada vitória italiana nesta edição do Giro d'Italia; na classificação geral, Carapaz sobe para vice, a 12 segundos de Lopez

Dainese fatura a 11ª etapa do Giro

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

Alberto Dainese (Team DSM) conquistou a primeira vitória da Itália no Giro d’Italia 2022 e sua primeira vitória World Tour, nesta quarta-feira (18 de maio), em Reggio Emilia. O italiano faturou a 11ª etapa do Giro ao derrotar o colombiano Fernando Gaviria (UAE Emirates) no sprint. Simone Consonni (Cofidis) foi o terceiro e o maglia ciclamino Arnaud Demare (Groupama-FDJ) ficou em quarto lugar.

A etapa começou com a confirmação do abandono de Biniam Girmay (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), da Eritreia, que machucou seriamente o olho esquerdo ao abrir a garrafa de espumante e ser atingido pela rolha na festa do pódio após vencer a 10ª etapa. Leia mais aqui

Nos metros finais, parecia que a chegada seria um duelo entre Demare e Gaviria. Mas Dainese conseguiu alta velocidade e foi imbatível. “Ganhar tão perto de casa no Giro d’Italia é inacreditável. Esta manhã nosso plano era correr com Cees Bol. Não funcionou assim. É insano que Romain Bardet, que é o terceiro na GC, me levou. É uma sensação fantástica vencer uma etapa do Giro”, comemorou o italiano.

“Estava um pouco encaixotado no meio e encontrei uma lacuna na esquerda e eu fui para a linha com Gaviria à direita. Nos últimos 20 metros eu passei por ele, e eu agora me sinto super”, contou Dainese.

O maglia rosa Juan Pedro Lopez na largada da etapa

A etapa trouxe mudanças na classificação geral. Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) conquistou três segundos de bônus no sprint intermediário graças a um trabalho inteligente de sua equipe e agora é o segundo colocado, a 12 segundos de Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo), e João Almeida (UAE Emirates) caiu para terceiro, também a 12 segundos.

“Eu vi Richard Carapaz ganhando tempo em um sprint intermediário, mas não sou tão rápido quanto ele. Não havia nada que eu pudesse fazer. Estou muito feliz por manter a maglia rosa por pelo menos mais um dia. Meus companheiros de equipe fizeram um ótimo trabalho hoje novamente, sempre me dizendo o que fazer. Houve alguns momentos difíceis hoje também, mas graças à minha equipe eu superei”, disse Lopez.

Demare continua na liderança da classificação por pontos, enquanto Diego Rosa (Eolo-Kometa) segue com a maglia azzurra da classificação de montanha e Lopez ainda é o dono da camisa branca de melhor jovem.

MELHORES MOMENTOS

TOP 3 DA ETAPA
1 –
Alberto Dainese (Team DSM) –  203km em 4h’19’04″, velocidade média 47.015 km/h
2 – Fernando Gaviria (UAE Team Emirates) m.t.
3 – Simone Consonni (Cofidis) m.t.

CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 – Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo)
2 – Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) a 12″
3 – João Almeida (UAE Team Emirates) m.t.

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Arnaud Demare (Groupama-FDJ)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Diego Rosa (Eolo-Kometa Cycling Team)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – Juan Pedro Lopez (Trek-Segafredo)

Próxima etapa
A 12ª etapa, nesta quinta-feira, 19 de maio, terá 204 km entre Parma a Gênova. Será um dia longo e com muitos desafios, com três subidas de categoria 3. A última, Valico di Trenasco, provavelmente será a mais importante, com 4,3 km a 8%, com o topo a 30 km da meta.

Muito sobe e desce entre Parma e Gênova na 12ª etapa

AS ETAPAS

Etapa 1 – 6 de maio – Budapeste – Visegrád – 195 km
Etapa 2 – 7 de maio – Budapeste – Budapeste – 9,2 km (ITT)
Etapa 3 – 8 de maio – Kaposvár – Balantonfüred – 201 km

DESCANSO

Etapa 4 – 10 de maio – Avola – Etna – 172 km
Etapa 5 – 11 de maio – Catania – Messina – 174 km
Etapa 6 – 12 de maio – Palmi – Scalea – 192 km
Etapa 7 – 13 de maio – Diamante – Potenza – 196 km
Etapa 8 – 14 de maio – Nápoles – Nápoles – 153 km
Etapa 9 – 15 de maio – Isernia – Blockhaus – 191 km

DESCANSO

Etapa 10 – 17 de maio – Pescara – Jesi – 196 km
Etapa 11 – 18 de maio – Santarcangelo di Romagna – Reggio Emilia – 203 km
Etapa 12 – 19 de maio – Parma – Gênova – 204 km
Etapa 13 – 20 de maio – Sanremo – Cuneo – 150 km
Etapa 14 – 21 de maio – Santena – Torino – 147 km
Etapa 15 – 22 de maio – Rivarolo Canavese – Cogne – 177 km

DESCANSO

Etapa 16 – 24 de maio – Salò – Aprica – 202 km
Etapa 17 – 25 de maio – Ponte di Legno – Lavarone – 168 km
Etapa 18 – 26 de maio – Borgo Valsugana – Treviso – 152 km
Etapa 19 – 27 de maio – Marano Lagunare – Santuario di Castelmonte – 178 km
Etapa 20 – 28 de maio – Belluno – Marmolada – 168 km
Etapa 21 – 29 de maio – Verona – Verona – 17,4 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

Site oficial do Giro d’Italia 2022