Giro 2022: Jai Hindley é o primeiro australiano campeão

HomeCiclismo

Giro 2022: Jai Hindley é o primeiro australiano campeão

Italiano Matteo Sobrero venceu o contrarrelógio de 17,4 km da etapa final, disputado neste domingo em Verona

Jai Hindley na cerimônia final em Verona

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O australiano Jai Hindley (Bora-Hansgrohe) é o campeão do 105º Giro d’Italia, que terminou neste domingo (29 de maio), em Verona, com uma prova de contrarrelógio. Hindley, que terminou a etapa em 15º, confirmou a maglia rosa final depois de assumir a liderança da classificação geral na etapa anterior ao superar o então líder Richard Carapaz (Ineos Granadiers), que caiu para a segunda colocação.

O equatoriano terminou o Giro 2022 em 2º lugar, a 1min18s. Mikel Landa (Bahrain Victorious) foi o 3º, a 3min24s.

Hindley, que perdeu o título do Giro de 2020 na etapa final, também de contrarrelógio, desta vez comemorou com o troféu nas mãos e muito emoção na Arena de Verona. “Eu tinha em mente o que aconteceu em 2020 e não deixaria acontecer novamente. Eu fiquei recebendo atualizações e me senti muito bem na crono. Sou um australiano orgulhoso e estou muito feliz por levar esta vitória para casa, sendo o primeiro australiano a vencer o Giro d’Italia”, disse.

Hindley é o segundo australiano a vencer um Grand Tour depois de Cadel Evans, que conquistou o título do Tour de France em 2011. “Entrar na Arena de Verona como vencedor do Giro foi especial. Ao longo do Giro, e mesmo na última semana, foi difícil fazer a diferença e eu sabia que teria que fazer a ação decisiva na etapa de ontem. Claro que também tivemos alguma sorte – é necessário para ganhar uma grande volta. Houve dias muito difíceis, mas toda a equipe, começando com Wilco Kelderman e Emanuel Buchmann, sempre me ajudou”, comentou o campeão.

“O Giro abriu muitas portas para mim, é uma corrida que me mostrou que tipo de corredor profissional eu posso me tornar”, completou.

Hindley é o primeiro australiano a vencer o Giro

Matteo Sobrero foi o mais rápido na última crono

O italiano Matteo Sobrero (Team BikeExchange-Jayco), campeão nacional de contrarrelógio, foi o mais rápido na crono, com o tempo de 22min24s. Thymen Arensman (Team ) foi o 2º, a 22s, e Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) o 3º, a 39s.

“É uma sensação incrível. É a nossa segunda vitória no contrarrelógio após a etapa 2, com Simon Yates. É o resultado de um grande trabalho. Dei tudo na segunda parte da corrida. Acho que Filippo Ganna está orgulhoso de mim hoje, somos grandes amigos”, disse o italiano.

Cerimônia final na Arena de Verona

A Arena de Verona também aplaudiu os vencedores da maglia ciclamino Arnaud Démare, o maglia azzurra Koen Bouwman e o maglia bianca Juan Pedro Lopez. Aplausos também para Vincenzo Nibali e Alejandro Valverde, agraciados, respectivamente, com o Troféu Bonacossa e com o Prêmio Especial Lifetime Achievement.

Na classificação por pontos, Arnaud Demare (Groupama-FDJ) dominou. “É extraordinário para minha equipe e para mim completar o Giro com três vitórias de etapas e a camisa ciclamino. Há dois anos tive que lutar por esta camisa com Peter Sagan até o último sprint. Este ano ganhei com uma diferença maior e pude aproveitar e comemorar com minha família e com o público, o que não foi possível em 2020”, afirmou.

O espanhol Juan Pedro Lopez (Trek Segafredo) encerrou com a camisa branca de melhor jovem. “Hoje sei como é bom ser premiado durante a cerimônia do Giro. Também tive o prazer de usar a maglia rosa por dez dias, simplesmente linda. Não sei qual será o meu futuro mas este Giro me deu muita moral e motivação para a minha carreira.”

O campeão da classificação de montanha foi Koen Bouwman (Jumbo-Visma). “Significa muito para mim ser premiado na Arena de Verona. É uma grande conquista. Ter vencido duas etapas é enorme, mas não vai mudar meu papel na equipe. Eu ainda serei um ala.”

A Bahrain Victorious venceu a classificação por equipes.

TOP 10 CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL
1 – Jai Hindley (Aus) Bora-Hansgrohe 86:31:14
2 – Richard Carapaz (Equa) Ineos Granadeiros + 01:18
3 – Mikel Landa (Esp) Bahrain Victorious + 03:24
4 – Vincenzo Nibali (Ita) Astana Qazaqstan Team + 09:02
5 – Pello Bilbao (Esp) Bahrain Victorious + 09:14
6 – Jan Hirt (Tche) Intermarché-Wanty-Gobert + 09:28
7 – Emanuel Buchmann (Ale) Bora-Hansgrohe + 13:19
8 – Domenico Pozzovivo (Ita) Intermarché-Wanty-Gobert + 17:29
9 – Hugh Carthy (Gbr) EF Education-EasyPost + 17:54
10 – Juan Pedro Lopez (Esp) Trek-Segafredo + 18:40

AS CAMISAS
Maglia Rosa: classificação geral – Jai Hindley (Bora-Hansgrohe)
Maglia Ciclamino: classificação por pontos – Arnaud Demare (Groupama-FDJ)
Maglia Azzurra: classificação de montanha – Koen Bouwman (Jumbo-Visma)
Maglia Bianca: classificação de melhor jovem – Juan Pedro Lopez  (Trek Segafredo)

MELHORES MOMENTOS

AS ETAPAS

Etapa 1 – 6 de maio – Budapeste – Visegrád – 195 km
Etapa 2 – 7 de maio – Budapeste – Budapeste – 9,2 km (ITT)
Etapa 3 – 8 de maio – Kaposvár – Balantonfüred – 201 km

DESCANSO

Etapa 4 – 10 de maio – Avola – Etna – 172 km
Etapa 5 – 11 de maio – Catania – Messina – 174 km
Etapa 6 – 12 de maio – Palmi – Scalea – 192 km
Etapa 7 – 13 de maio – Diamante – Potenza – 196 km
Etapa 8 – 14 de maio – Nápoles – Nápoles – 153 km
Etapa 9 – 15 de maio – Isernia – Blockhaus – 191 km

DESCANSO

Etapa 10 – 17 de maio – Pescara – Jesi – 196 km
Etapa 11 – 18 de maio – Santarcangelo di Romagna – Reggio Emilia – 203 km
Etapa 12 – 19 de maio – Parma – Gênova – 204 km
Etapa 13 – 20 de maio – Sanremo – Cuneo – 150 km
Etapa 14 – 21 de maio – Santena – Torino – 147 km
Etapa 15 – 22 de maio – Rivarolo Canavese – Cogne – 177 km

DESCANSO

Etapa 16 – 24 de maio – Salò – Aprica – 202 km
Etapa 17 – 25 de maio – Ponte di Legno – Lavarone – 168 km
Etapa 18 – 26 de maio – Borgo Valsugana – Treviso – 152 km
Etapa 19 – 27 de maio – Marano Lagunare – Santuario di Castelmonte – 178 km
Etapa 20 – 28 de maio – Belluno – Marmolada – 168 km
Etapa 21 – 29 de maio – Verona – Verona – 17,4 km (ITT)

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine

Site oficial do Giro d’Italia 2022