Equipe de Fabian Cancellara confirma licença UCI

HomeCompetiçõesCiclismo

Equipe de Fabian Cancellara confirma licença UCI

Equipe Tudor, que tem como proprietário Fabian Cancellara, vai correr com bikes BMC e já conta com 20 nomes contratados

Integrantes da Tudor, de Cancellara

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

A UCI (União Ciclística Internacional) confirmou as licenças das equipes do ciclismo de estrada da temporada 2023 (leia aqui) e uma das novidades foi a entrada da Tudor Pro Cycling na lista das equipes Pro Team, da segunda divisão. A equipe tem como proprietário o ciclista suíço Fabian Cancellara.

“Não sou o diretor, não sou o soigneur, não sou o mestre. Não sou Lefevere, Bjarne Riis ou Jonathan Vaughters. Sou um acréscimo, mas tenho boas pessoas ao meu redor. Então, quando apresentamos nossa equipe, não sou só eu. É esse ‘nós’ e esse ‘nós’, não esse ‘eu'”, destaca Cancellara na apresentação da equipe, que vai correr com bikes BMC.

A Tudor já conta com 20 ciclistas contratados, entre eles os suíços Simon Pellaud e Sébastien Reichenbach. Pellaud anunciou sua saída antecipada da Trek Segafredo no mês passado e sua transferência para a Tudor foi formalizada dias depois. Já Reichenbach encerrou seu contrato após sete anos com a Groupama-FDJ no final da temporada de 2022 e era um dos nomes esperados na equipe.

Robin Froidevaux na vitória da Serenissima Gravel

Além da experiência de Pellaud e Reichenbach, a equipe terá ainda o campeão de estrada dinamarquês Alexander Kamp, também ex-Trek Segafredo, e o campeão suíço de contrarrelógio Joel Suter, que estava na UAE Emirates. O campeão suíço de estrada Robin Froidevaux, que venceu a Serenissima Gravel em outubro, permanece com a equipe em 2023.

O português Ricardo Scheidecker, ex-diretor técnico da QuickStep-AlphaVinyl e que trabalhou anteriormente na Tinkoff, Leopard-Trek e na UCI, irá, nas palavras de sua nova equipe, “ajudar a cultivar o talento de futuros vencedores”. Sebastian Deckert, ex-DSM, será o treinador principal.

A Tudor começou seu projeto como Swiss Racing Academy em 2019, com o envolvimento de Cancellara limitado ao papel informal de ‘mentor’. Mas, em abril deste ano – na véspera do Tour de Romandie – sua posição mudou para a de proprietário, com os relógios Tudor entrando como patrocinador. A ambição declarada de Cancellara era promover a equipe ao nível ProTeam em 2023 e, em seguida, buscar convites para as grandes provas e o Grand Tour.

Além da equipe Pro, há ainda a confirmação de que a equipe Sub 23 vai continuar, mantendo sua missão original de desenvolver talentos suíços.

OS CONTRATADOS
Tom Bohli (Sui)
Nils Brun (Sui)
Sebastian Changizi (Din)
Aloïs Charrin (Fra)
Arvid De Kleijn (Hol)
Jacob Eriksson (Suécia)
Lucas Eriksson (Suécia)
Robin Froidevaux (Sui)
Mika Heming (Ale)
Alexandre Kamp (Din)
Petr Kelemen (Cze)
Arthur Kluckers (Lux)
Simon Pellaud (Sui)
Rick Pluimers (Hol)
Sébastien Reichenbach (Sui)
Joel Suter (Sui)
Roland Thalmann (Sui)
Yannis Voisard (Sui)
Luc Wirtgen (Lux)
Maikel Zijlaard (Hol)