Guilherme Couto e Maíra Pavan vencem L’Étape em Cunha

HomeCompetiçõesCiclismo nacional

Guilherme Couto e Maíra Pavan vencem L’Étape em Cunha

Ciclistas dominaram corrida que retornou este ano à cidade do interior paulista

Marco Ferreira Bigai venceu no percurso de 55km – Foto de Caio Souza

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação Caio Souza

O retorno do L’Étape a Cunha, primeira cidade brasileira a sediar a competição, teve tom de superação na prova disputada no domingo (26 de março).

Maíra Catenacci e Guilherme Couto enfrentaram as subidas e curvas do percurso desafiador das montanhas da região e dominaram na disputa dos 110km com 2.870 metros de altimetria. A prova também contou com o percurso menor, de 54km com 1.400m de altimetria, para os 1.200 ciclistas inscritos.

Confira resultados completos AQUI.

Os atletas foram divididos em cinco pelotões próximos ao portal da cidade, com largadas consecutivas pontualmente a partir das 7 horas, sob um calor que chegou a 29 graus.

Campeão geral masculino dos 110km, Guilherme do Couto (Lamaglia Bike Padrão) completou a prova em 3h26min39s. O mineiro de Pouso Alegre veio a Cunha determinado a mudar a sua história com a prova.

Administrando o ritmo durante todo o percurso e se mantendo na liderança do primeiro pelotão, Guilherme deu uma arrancada na subida final e se distanciou dos adversários. Caio Godoy foi o segundo colocado, com 3h27min04, e Euler Rabello completou o pódio, com 3h27min12.

“Eu sou amador mas extremamente dedicado. Já bati muito na trave no L’Étape, essa vitória é muito importante para mim. Sabia que minha hora ia chegar. O percurso é lindo, duro, do jeito que tem que ser, perfeito”, comentou o campeão.

Na prova feminina, Maíra Kiyomi Catenacci Pavan foi a grande campeã, com o tempo de 4h08min20. Ela chegou quase dois minutos à frente de Juliana Cipriano, segunda colocada, com 4h09min52. Marina Boite ficou com o terceiro lugar, com 4h16min45.

“É uma prova que eu sabia que seria muito dura. As meninas que largaram são espetaculares, começaram muito forte. Eu fui administrando, guardando pro final. Quero agradecer os meninos que me deram água no percurso. Acabou minha água no meio do caminho, deu cãibra”, contou Maíra, conhecida como Japa. “Esse é um percurso muito lindo, desafiador, vale a pena para quem quer sair da zona de conforto.”

Maíra Pavan foi a vencedora na elite das mulheres – Foto de Caio Souza

Juliana Cipriano, vice-campeã, ainda conquistou o título do Desafio Sprint Santander e foi coroada Rainha da Montanha, mostrando o alto nível da disputa.

“Foi uma prova muito dura, desgastante. Cheguei bem cansada. Mas foi muito positivo, chegar em segundo lugar e ainda conquistar o título e rainha da montanha, ganhar o desafio sprint. É a primeira vez que disputo o L’Étape em Cunha, mas já treinei aqui algumas vezes”, destacou Juliana.”

Disputa acirrada na prova curta
No percurso mais curto, de 54km, quatro atletas disputaram os primeiros lugares até a subida para a igreja Matriz, na reta final, e incendiaram a torcida. A vitória geral masculina ficou com Márcio Bigai, que marcou 1h42min47. Na sequência vieram Anderson Lucas Kittelsen, com 1h43min00, e Diego de Oliveira, com 1h43min03.

“Sou atleta de São Paulo, represento a Famiglia, uma equipe recém criada para disputar as principais provas do país. Trazer essa vitória é muito reconfortante. O percurso é bem duro, e no meio da prova já selecionou os atletas. Ficamos em quatro no final, para a disputa da subida da igreja. Prevaleceu minha explosão, mesmo cansado consegui dar um sprint”, explicou Márcio.

Renata Morais foi a campeã geral feminina, com o tempo de 2h03min07. Em segundo ficou Paola Rodrigues Chermont, com 2h03min41, e Luiza Rabelo completou o pódio, fazendo 2h03min47.

“Eu sou de Goiânia, vim trabalhar no evento, montei estande. A prova foi muito bacana, demais. Fui controlando as câibras na subida final”, comemorou Renata.

Mais informações no site www.letapebrasil.com.br

Confira resultados completos AQUI.