UCI Gran Fondo Brasil apresenta o evento em Pomerode (SC)

HomeCompetiçõesCiclismo

UCI Gran Fondo Brasil apresenta o evento em Pomerode (SC)

Evento reuniu patrocinadores, atletas de renome e convidados no lançamento da única seletiva sul-americana para o Mundial de Gran Fondo


Do Bikemagazine

Foto de divulgação

A prova UCI Gran Fondo Brasil foi apresentada oficialmente nesta quinta-feira (9 de março) em Pomerode, no Vale Europeu (SC), que vai receber o evento no dia 5 de novembro.

Os organizadores Riders&CorreBrasil, empresas catarinenses com mais de 15 anos de experiência em grandes eventos esportivos no Estado de Santa Catarina, receberam o prefeito de Pomerode, Ércio Kriek, o presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), José Luiz Vasconcellos, Milton Hobus, sócio proprietário da Royal Ciclo, patrocinadores e atletas de renome nacional no Alles Park Pomerode com música, comidas típicas e muitas expectativas.

“Pomerode está sempre aberta para grandes eventos. Quando eu conheci o projeto não deixei escapar a oportunidade de realizar esse grande evento em nossa cidade”, afirma o prefeito Ércio Kriek.

Hobus, empresário com longa história de apoio ao ciclismo, fez questão de prestigiar o evento. “É muito importante a chegada de novas provas no Brasil e Santa Catarina é o lugar perfeito”, destacou.

Para o presidente da CBC, a realização da prova, que será a única seletiva na América do Sul para o mundial amador de ciclismo de estrada UCI Gran Fondo World Championships de 2024 em Aalborg, na Dinamarca, vai trazer mais visibilidade ao esporte.

“Esta prova faz com que nosso ciclismo cresça e apareça. A UCI Gran Fondo Brasil é o início de um novo calendário de provas Gran Fondo em nosso País”, diz Vasconcellos. Vale destacar que são esperados 2 mil ciclistas de vários países, em especial grupos de países vizinhos que já estão confirmados, como Argentina e Uruguai.

O organizador do evento Juliano Salvadori lembrou que, quando apresentou o projeto na UCI (União Ciclística Internacional), enviou imagens de Pomerode, a cidade mais alemã do Brasil, e foi questionado se o evento seria na Europa.

“Para vocês verem como essa região é propícia para o ciclismo e é perfeita para provas como esta Gran Fondo. Nosso objetivo não é retorno financeiro, eu sempre digo: o importante não é o que você ganha, mas o que você entrega.”

Os italianos Roberto Bucci e Marco Malfati, da Fizik, patrocinadora máster do evento, vieram ao Brasil especialmente para a apresentação. Bucci, gerente de marca do grupo Selle Royal, destacou a importância da realização do Gran Fondo.

“Para nossa marca é importante ter contato com atletas de nível, mas também com grandes eventos do ciclismo amador. Uma prova Gran Fondo é uma maneira importante de nos aproximarmos dos ciclistas”, afirmou.

Malfati, que atua há 15 anos no desenvolvimento de produtos Fizik, visita o Brasil pela primeira vez e ressaltou a importância do ciclista conhecer o produto ideal para sua pedalada. “O selim é o que faz uma pessoa amar ou odiar andar de bicicleta. Conforto é o principal para nossa marca.”

O ciclista de Blumenau, Marcelo Moser, é um dos confirmados na prova. O atleta de 46 anos, tricampeão da Copa Hans Fischer, cujo percurso será o mesmo da UCI Gran Fondo Brasil, acredita que o evento vai resgatar o ciclismo nos moldes das grandes provas. “Minha expectativa é classificar para ir ao Mundial.”

Outro ciclista confirmado na UCI Gran Fondo Brasil é Márcio May, de Brusque (SC). May, tetracampeão do Tour de Santa Catarina e vencedor da Copa Hans Fischer, destaca a importância da prova para o ciclismo nacional.

“Temos poucas corridas atualmente e as provas de Gran Fondo oferecem boa organização e estrutura. O percurso escolhido é próprio para uma prova clássica de ciclismo.”