Copa do Mundo de Paraciclismo: Chaman é ouro e prata na Itália

HomeCompetiçõesCiclismo

Copa do Mundo de Paraciclismo: Chaman é ouro e prata na Itália

Confira os resultados da seleção brasileira na etapa da Copa do Mundo de 2023 na Itália, com medalhas na crono e na estrada

Chaman na prova de contrarrelógio

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/CBC

A seleção brasileira de paraciclismo foi destaque na etapa da Copa do Mundo de Paraciclismo em Maniago, na Itália. Lauro Chaman encerrou com medalha de ouro no contrarrelógio e prata na prova de resistência.

As disputas começaram com a prova de contrarrelógio e o principal resultado veio com o ouro de Chaman, que compete na categoria MC5. O brasileiro venceu no percurso de 27,2km com o tempo de 34min09seg. Kevin Le Cunf, da França, fez 34min14seg e ficou na segunda colocação, seguido por Alistair Donohoe, da Austrália, com 34min32seg em terceiro lugar.

“Estou muito feliz de voltar ao lugar mais alto do pódio em uma copa do mundo, ainda mais em uma etapa com a presença dos principais atletas, isso só confirma que estamos no caminho certo e traz confiança para os próximos objetivos. Aproveito também para agradecer mais uma vez a oportunidade de representar a seleção e todo o trabalho realizado pela CBC e o CPB pelo desenvolvimento da nossa modalidade”, destacou Lauro.

Chaman na prova de resistência

Na MC4, André Grizante também fez história e conquistou sua primeira medalha em copas do mundo ao terminar na terceira colocação em uma disputa emocionante no sprint final. O Brasil ainda chegou muito perto do bronze na MC1, com Carlos Soares, quarto colocado na categoria.

“Eu só tenho gratidão por tudo que aconteceu na minha vida, tudo que poderia ser o pior acabou se transformando na melhor parte, trazendo de volta a vontade de voltar a vencer como atleta de alto rendimento. Agradeço imensamente o apoio incondicional da minha família, e o trabalho incrível que a CBC e o CPB realizam no nosso esporte, muito obrigado pela oportunidade”, destacou Grizante.

O Brasil também subiu ao pódio no contrarrelógio com a atleta Gilmara Sol do Rosário, medalhista de bronze na prova da categoria Handbike WH2. A primeira colocação ficou com a americana Katerina Brim, seguida pela italiana Roberta Amadeo com a prata. Na resistência, Gilmara do Sol retornou ao pódio com mais um bronze. Jady Malavazzi, que compete na Handbike WH3, conquistou a sexta colocação.

Na categoria Junior, Mayra Costa foi medalha de bronze. O percurso da prova Junior feminino foi de 64km e a brasileira ficou atrás das colombianas Marian Angie Londoño e Juliana Londoño, primeira e segunda colocadas, respectivamente. Na prova masculina, Guilherme Assis Moreira terminou na 13ª colocação. O primeiro lugar ficou com Kevin Navas, do Equador, seguido por Juan David, da Colômbia, na segunda colocação, e Carlo Montes, de Cuba, em terceiro lugar.

Após a participação na Itália, os atletas seguem para a Bélgica, onde utilizarão o International Paracycling Ronde (UCI/C1), no dia 30 de abril, como preparação e, logo em seguida, competem na segunda etapa da Copa do Mundo, entre os dias 1° e 7 de maio.