Martin Vidaurre e Raiza Goulão vencem em Araxá; Avancini quebra o quadro

HomeCompetiçõesMountain bike

Martin Vidaurre e Raiza Goulão vencem em Araxá; Avancini quebra o quadro

Henrique Avancini teve o quadro de sua bike quebrado na última volta; José Gabriel se destaca como maior pontuador da etapa

Vidaurre comemora a vitória em Araxá – Foto: Ultrafotos

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

O chileno Martin Vidaurre conquistou a vitória na categoria super elite masculina do Cross Country Olímpico Hors Class (XCO HC) na última disputa da Copa Internacional, realizada no domingo (16 de abril).

O brasileiro Henrique Avancini – que venceu a XCO do sábado – estava entre os líderes, mas na última das seis voltas – ao aterrissar em um salto – teve o triângulo traseiro de sua bike quebrado e acabou no chão. Ao levantar, Avancini notou o dano irreparável em seu quadro e caminhou até os paddocks escoltado sob aplausos de uma multidão. (veja vídeo).

“Tive um problema mecânico e acabei sofrendo uma queda a quase uma volta para o final. Me sentia bastante bem, havia testado o Martin e o José Gabriel na quarta volta. Aparentemente, eu tinha uma condição um pouco melhor do que eles, acredito que a disputa seria acirrada no final”, comentou Avancini. “Mais uma vez, um espetáculo imenso aqui em Araxá. Infelizmente não fiz parte do ato final, mas acho que a galera curtiu muito. Uma festa incrível mais uma vez aqui na Copa Internacional. Ano que vem eu volto”, completou.

Avancini é escoltado pelo público – Foto: Jonathas Abrantes/Ultrafotos

Ao final de seis voltas completadas, Vidaurre, vencedor do Short Track (XCC) na sexta-feira concluiu as seis voltas em 1h17min43s. José Gabriel Marques terminou na segunda colocação e Gustavo Xavier completou o pódio na terceira posição.

“Foi super bonito ganhar na casa do Avancini. Venho crescendo ao acompanhar os passos desse ciclista brasileiro. Eu era uma criança e corria aqui em Araxá, desde que eu tinha 15 anos. Tenho que agradecer a CIMTB por fazer um evento sempre tão lindo. Ganhei em uma batalha dura. Vamos ter uma revanche no Campeonato Pan-Americano e nada está decidido. Prefiro pedalar do que falar. Agradeço a todos pelo apoio. Vamos em frente”, comemorou Martin Vidaurre.

Outro grande destaque da etapa foi José Gabriel. Premiado pelos bons resultados – ele ficou em segundo lugar nas três provas -, o atual bicampeão da CIMTB assumiu a liderança do evento e ainda somou 126 pontos nos rankings UCI no fim de semana, sendo o maior pontuador da etapa.

José Gabriel, maior pontuador do fim de semana
O ciclista José Gabriel, atual bicampeão geral da CIMTB, acabou sendo um dos principais destaques da etapa de Araxá. Embora não tenha conseguido vencer, o atleta demonstrou uma ótima performance. Além de liderar a temporada após as três corridas deste fim de semana, com 125 pontos conquistados (20 pontos à frente do vice-líder Gustavo Xavier), o atleta destacou-se pela grande pontuação no ranking UCI: 126 no total, com 6 no Short Track, 40 no Cross Country Olímpico Classe 1 e 80 no XCO Hors Class.

Vidaurre: “Foi super bonito ganhar na casa do Avancini” – Foto: Ultrafotos

“Não falo que foi 100% positivo, porque a vitória não veio. Mas posso falar que foi 99%, porque haviam atletas que dispensam comentários. Campeões mundiais que pude ganhar de pelo menos um deles a cada dia. Araxá faz parte da minha história e foi um trabalho de formiguinha chegar aonde a gente chegou. Ver a maneira como eu corri nestes três dias, mostra que estou no caminho certo. Tenho uma equipe que faz um trabalho árduo para me ajudar”, disse Zé Gabriel.

“Faltam pequenos detalhes, ritmo de competição na Europa para superar esses atletas, mas andar desta maneira mostra que eu tenho margem grande de evolução”, concluiu.

“Pontuei mais na soma geral dos três dias. Fui o mais constante e saio daqui com a camisa de líder. Mais que um objetivo, era um sonho iniciar a temporada assim. Sou bicampeão da elite e cinco vezes vencedor na soma de todas as categorias. Viajar agora para Nova Lima e disputar lá, que hoje é minha casa, a segunda etapa daqui dois meses com a camiseta rosa de líder, era meta e objetivo”, vibrou o atual bicampeão do evento.

Top 10 da etapa do XCO Hors Class

1- Martin Vidaurre – 1h17min43
2- José Gabriel Marques – 1h17min45
3- Gustavo Xavier – 1h17min52
4- Ulan Galisnki -1h19min40
5- Jhonathan Villegas (COL) – 1h19min47
6- Catriel Soto (ARG) – 1h20min36
7- Alex Malacarne – 1h21min05
8- Joel Fernando (ARG) – 1h21min52
9- Guilherme Muller – 1h22min16
10-Sebastian Maldonado (CHI) – 1h22min29

Top 5 do ranking da temporada na CIMTB

1- José Gabriel Marques – 125 pontos
2- Gustavo Xavier – 106 pontos
3- Ulan Galinski – 102 pontos
4- Martin Vidaurre – 95 pontos
5- Catriel Soto – 87 pontos

FEMININO
Se no começo da competição, na última sexta-feira (14), a chuva forte dificultou a vida das atletas, nos dois dias seguintes o sol veio e o tempo firme deixou a pista do Barreiro em condições perfeitas para a prática do MTB. Após se poupar e não competir no Cross Country Olímpico (XCO) de sábado (15), Raiza Goulão sagrou-se campeã mais uma vez em Araxá, vencendo o XCO Hors Class.

Raiza Goulão venceu no feminino – Foto: Alemão Silva

Raiza Goulão cruzou a linha de chegada após as cinco voltas previstas para sua categoria em 1h21min16, exatos 50 segundos à frente de Karen Olimpio, vice-campeã. Durante a prova, Raiza administrou volta após volta sua distância para a adversária, que sempre esteve entre cerca de 1min e 1min15. Na volta final, enquanto Karen apertou o ritmo, Raiza administrou. Isabella Lacerda (1h23min28), Giuliana Morgen (1h24min27) e Ines Gutierrez (1h25min53) completaram o top 5 da categoria.

“Para mim, o que valia realmente dentro do meu calendário, era a disputa deste domingo. Vim para Araxá com essa estratégia de calendário, não de prova. Não foi para me poupar que não competi ontem, mas sim por minha meta ser Paris-2024. Existe um limite de corridas que somam pontos no ranking olímpico e, então, sexta e sábado eu não somava pontos. Decidimos participar do XCC, para ganhar ritmo. No fim das contas, por não competir no dia de ontem acabei gastando menos energia do que as adversárias”, explicou Raiza.

“Larguei e consegui encontrar o meu tempo certo e a fluidez correta na pista. Pelo primeiro ano da minha carreira, não cometi nenhum erro aqui em Araxá. Estava aqui desde quarta. Corri na sexta com muito barro e neste domingo foi excelente. Assumi a liderança nas partes técnicas, observando bem a Karen. Sabia que ela era forte na subida, mas na descida eu conseguia boa distancia”, analisou a vencedora. “Araxá tem um gosto a mais. Foi a minha primeira prova fora de Goiás. Sexta-feira me lembrou muito minha primeira vez, lá em 2010. Sinceramente, é a prova mais importante do ano para mim”, finalizou.

Maiores pontuadoras da etapa
Em termos de classificação para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, a ciclista Karen Olimpio foi um dos grandes destaques, com dois ótimos resultados em Araxá. O título do XCO e o vice-campeonato do XCO HC garantiu a Karen 140 pontos nos ranking UCI. Já na disputa pelo troféu de 2023 da CIMTB, Isabella Lacerda é quem assume a liderança após três corridas. A regularidade de Isabella nas três disputas garante a ela 116 pontos no ranking, contra 105 de Agustina Apaza (ARG) e 104 de Giuliana Morgen.

“Estou muito feliz com os resultados nas duas corridas que disputei. Optei não correr o Short Track, porque o XCO é bem duro e vale muito mais pontos. Boa escolha, porque consegui andar forte e garantir o segundo lugar. Estou muito feliz, porque pontuei muito bem no ranking olímpico e também no da CIMTB. Feliz demais com a conquista de ontem (sábado), na etapa de Araxá que é tão especial”, comemorou Karen Olimpio. “Estamos só no primeiro semestre da temporada, mas fico bastante otimista para os próximos compromissos”, concluiu.

Top 10 da etapa do XCO Hors Class

1- Raiza Goulão – 1h21min16
2- Karen Olimpio – 1h22min06
3- Isabella Lacerda – 1h23min28
4- Giualiana Morgen – 1h24min27
5- Ines Gutierrez – 1h25min53
6- Agustina Apaza – 1h27min35
7- Hercília Najara – 1h28min21
8- Yarela Gonzalez – 1h28min49
9- Michela Molina – 1h29min09
10- Letícia Cândido – 1h29min40

Top 5 do ranking da temporada na CIMTB

1-Isabella Lacerda – 116 pontos
2-Agustina Apaza – 105 pontos
3-Giuliana Morgen – 104 pontos
4-Karen Olimpio – 100 pontos
5-Raiza Goulão – 95 pontos

Todos os resultados estão no link cimtb.com.br/a-copa/resultados/resultados-2023