Raiza Goulão e José Gabriel vencem XCO em Nova Lima

HomeCompetições

Raiza Goulão e José Gabriel vencem XCO em Nova Lima

Vitória vale pontos na corrida por uma vaga para os Jogos Paris-2024; neste domingo a programação continua com o short track

José Gabriel na disputa Foto: Ultrafotos

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Raiza Goulão e José Gabriel Marques foram os campeões da disputa do cross country olímpico (XCO) neste sábado (24 de junho) nas duas provas principais da Copa Internacional de MTB, as das Super Elite Feminina e Masculina, que valem pontos na corrida por uma vaga para a Olimpíada de Paris 2024, na etapa inédita em Nova Lima (MG).

O público que lotou a arena no Mirante CSul Lagoa dos Ingleses durante a manhã deste sábado acompanhou as provas da Júnior Masculina, cuja vitória ficou com Henrique Bravo. Já nas provas do E-Bike, venceram Rubens Valeriano (Pró Masculina), Letícia Coura (Pró Feminina) e Juliano Neves (Máster).

Na disputa da Super Elite Masculina, José Gabriel Marques foi protagonista e ditou o ritmo do começo ao fim. Após liderar a primeira volta ao lado de Luiz Cocuzzi, Jhonnatan Botero (COL) e Ulan Galinski, Zé Gabriel atacou na segunda volta e liderou com certa folga até o fim. Como Cocuzzi e Botero tiveram problemas técnicos em suas bikes, coube a Ulan a missão de tentar perseguir o líder, porém sem êxito, terminando desta forma na segunda colocação.

O top 5 teve ainda Guilherme Muller, Luiz Cocuzzi e Ignacio Gallo (CHI), entre terceiro e quinto lugares. O pódio foi completado por Nicolas Machado, Mário Couto, Nicolas Delich (CHI), Sebastián Maldonado (CHI) e Flavio Neto.

“Estou até um pouco emocionado, porque corri em casa. É uma pressão até dobrada, por ser morador aqui da Lagoa dos Ingleses, além de eu ter entrado na prova vestindo a camisa de líder. Cheguei para essa etapa de Nova Lima sem saber como meu corpo iria responder, pelas várias provas e treinos intensos que tive nas últimas semanas. Embora eu viva aqui, raramente venho treinar nessa área. Para mim, foi uma grata surpresa. Vários trechos novos que o pessoal do Projeto Trilhas montou, de excelente nível técnico”, avaliou Zé Gabriel.

“Sobre a prova, sabia que eu tinha que fazer uma boa largada e não podia cometer erros, porque essa pista não permitia recuperações em casos de você ficar para atrás. Logo no início, o Cocuzzi estava comigo na frente, chegamos a nos enroscar mas não foi por querer. No começo da segunda volta, comecei a forçar tudo nas descidas e poupar um pouco nas subidas. Procurei não aliviar em hora nenhuma, apenas nos metros finais quando a vitória estava praticamente garantida. Muito bom contar com o apoio e a torcida local. Foi excepcional”, finalizou o campeão, que segue com a liderança geral da competição.

Raiza Goulão comemora mais uma vitória na CIMTB Foto: Ultrafotos

Entre as mulheres, a prova teve Raiza Goulão e Karen Olimpio como protagonistas do começo ao fim. Após pedalarem juntas por quase três voltas, Raiza conseguiu fazer um ataque bem sucedido e daí em diante foi administrando sua vantagem. Líder da Super Elite Feminina, Isabella Lacerda foi a terceira colocada e se manteve na liderança geral da competição. O top 5 teve ainda Ana Maria Roa (COL) e Giuliana Morgen, em quarto e quinto lugares, respectivamente. O pódio foi completado por Sabrina Oliveira, Catalina Vidaurre (CHI), Yarela Obando (CHI), Maria Fernanda Castro (CHI) e Luiza Cocuzzi.

“Agradeço a todo mundo pela torcida. Foi uma semana bastante conturbada. Voltei da Europa após competir na Copa do Mundo, ficando praticamente 48 horas acordada, com alguns imprevistos. Estou bastante feliz pelo resultado, porque era uma pista que exigia demais dos atletas. Bem parecida com a Copa do Mundo que participei na Áustria. Andamos juntas e, quando abri uma diferença, sabia que eu não podia nem olhar para atrás, nem tirar o pé. Foi no limite a cada volta, sentido algumas fisgadas de câimbras. Gostaria de parabenizar as meninas, porque o nível do Brasil cada vez mais sobe. Agora, vou para Goiás e lá terei uma semana de calma, porque tô com saudades de casa. Foram dois meses longe”, disse Raiza.

“A pista era bem dura. Duas partes, a primeira com uma descida longa e depois subindo muito. Parecia, realmente, a Copa do Mundo de Leogang, na Áustria. Sabia que não podia tirar o pé, porque a Karen é muito forte nas subidas. A qualquer momento ela poderia crescer. O circuito de mountain bike não tem padrões, mas esse se caracterizava por não deixar você descansar em em segundo nenhum. Exigia concentração o tempo todo. Gostei bastante, lembra muito os circuitos europeus”, concluiu a vencedora.

Na disputa entre os homens da categoria Júnior, o mesmo enredo da Super Elite Masculina. Um atleta da casa vencendo, dominando do começo ao fim. Esse foi Henrique Bravo, que conseguiu a vitória no seu quintal. Ele não deu chances para Vinicius Howe, catarinense que é atual campeão pan-americano da categoria. O top 5 ainda teve Otavio Queiroz, Guilherme Galvão e Erik Pereira.

Programação

Domingo – 25/06
• 07h30 às 13h00: secretaria aberta para confirmação das inscrições e credenciamento de apoio atletas/equipes
• 08h00: 1ª Largada XCO Masculina – (Sub17, Sub15, Ultra, Sub55, Sub60, Sub65, Over65, Sub12)
• 9h: Abertura Área das Crianças Espaço “Engajar para Transformar”
• 10h00: 2ª Largada XCO Masculina – (Sub30, Sub35, Sub40, Sub45 e Sub50)
• 10h30: Premiação 1a Largada
• 11h30: Categoria Mirim (Premiação após a prova)
• 12h00: 3ª Largada XCO Feminina – (Júnior, Sub17, Sub15, Sub40, Sub50, Over50, Sub12)
• 12h: Show de Bike Trial com Diego Magno
• 12h às 13h40: Show da Banda Integrantes de Nárnia
• 13h00: Premiação 2a Largada + Concurso de Redação e Desenho
• 14h00: 4ª Largada XCC – Júnior Masculina (18 min + 1 volta)
• 14h40: 5ª Largada XCC – Super Elite Feminina (18 min + 1 volta)
• 15h20: 6ª Largada XCC – Super Elite Masculina (18 min + 1 volta)
• 14h30: Premiação 3a Largada
• 16h às 17h30: Show da Banda Lurex
• 16h15: Premiação 4a, 5ª e 6ª Largada