UCI Gran Fondo World Series é sucesso no mundo todo; Brasil terá etapa em novembro

HomeCompetiçõesCiclismo

UCI Gran Fondo World Series é sucesso no mundo todo; Brasil terá etapa em novembro

As provas de granfondo da União Ciclística Internacional atraem cada vez mais participantes e é o circuito que mais cresce no mundo; prova no Brasil será em Pomerode (SC)

Competidores no Gran Fondo da Suíça 2023

Fotos de divulgação/UCI

O calendário do circuito mundial da UCI Granfondo World Series atrai cada vez mais ciclistas amadores mundo afora. São 28 etapas em 19 países, entre eles o Brasil, que estreia no circuito mundial nesta temporada, com a prova UCI Gran Fondo Brasil, dia 5 de novembro em Pomerode, no Vale Europeu Catarinense.

E mais: a UCI já confirmou que em 2024 o Brasil continuará no circuito mundial das provas Gran Fondo e a data já está definida no calendário oficial.

UCI Gran Fondo em Coimbra, Portugal, no começo de junho

As provas de Gran Fondo do circuito da União Ciclística Internacional (UCI) têm atraído cada vez mais participantes, com uma média de 3 mil ciclistas a cada disputa, e conquistado novos cenários. Mais países entraram no circuito nesta temporada, como a Costa Rica e a Guatemala, ambas na América Central.

A UCI Gran Fondo Brasil oferece a todos ciclistas – amadores e profissionais – a oportunidade de viver a experiência e o glamour de correr uma clássica prova de ciclismo de estrada nos moldes da UCI, com carro de suporte neutro no percurso, abastecimento e hidratação no percurso, além das sonhadas medalhas confeccionadas pela UCI.

Para o organizador da UCI Gran Fondo Brasil, Juliano Salvadori, a grande maioria dos competidores está em busca da experiência de participar de uma prova de circuito mundial.

“Quem sempre sonhou em correr uma grande prova de ciclismo de estrada do circuito mundial agora terá a oportunidade com a etapa do Brasil. Os ciclistas vão disputar a prova em um cenário tipicamente europeu como é Pomerode e o Vale Europeu, em Santa Catarina”, destaca.

No início de junho, foi a vez de Coimbra, em Portugal, receber a competição, que reuniu competidores de 23 países para duas disputas: contrarrelógio individual e resistência. Uma nova edição do Gran Fondo da Suíça também garantiu seu lugar no calendário, com a disputa a 1.300m de altitude e muitas escaladas. O calendário continua com provas na Itália, Turquia, Austrália e Indonésia, entre outros.


Inscrições abertas
O segundo lote de inscrições para a UCI Gran Fondo Brasil continua aberto. A inscrição custa R$ 950,22 e pode ser feita diretamente no site www.ucigranfondobrasil.com.br

A prova tem organização da Riders/Corre Brasil com realização pela AACESC (Associação de Apoio a Cultura e Esporte de Santa Catarina) e são esperados 2 mil ciclistas de vários países. Grupos de ciclistas de países vizinhos já estão confirmados, em especial da Argentina e do Uruguai.

A corrida será disputada em duas distâncias: Gran Fondo, com percurso de 140km e 1.400m de altimetria acumulada e Medio Fondo, com 80km e menos de 500 metros de elevação. O percurso é o mesmo da célebre “Copa Hans Fischer”, tradicional corrida que homenageia o famoso ciclista natural de Pomerode que disputou duas olimpíadas, foi considerado um fenômeno nos anos 80 e faleceu ainda jovem.

A prova começa no Centro Cultural, com largada às 8 horas para a Gran Fondo e às 8h30 para a Medio Fondo. O percurso da Gran Fondo passa por Rio dos Cedros, Timbó, Benedito Novo e segue até o alto da serra da Cachoeira Véu de Noiva, em Doutor Pedrinho. O retorno a Pomerode é pelo mesmo trajeto, com predominância de descidas.

Os competidores da Medio Fondo retornam da cidade de Benedito Novo pelo mesmo trajeto, com predominância de descidas até a chegada em Pomerode. O trânsito de veículos será fechado durante a prova.

O organizador Juliano Salvadori destaca a baixa altimetria e a beleza do trajeto escolhido e aprovado pela UCI. “O percurso é tranquilo. Na distância Gran Fondo são apenas 1.400 metros de subida em 140km. É uma região muito bonita, com paisagens típicas do interior catarinense, com pequenas propriedades rurais e as típicas casas de madeira, montanhas e serras verdes. Em Pomerode, o percurso passa pela Rota Enxaimel, com rua de calçamento autêntico de pavés e casas no famoso estilo alemão”, conta.

Podem participar da UCI Gran Fondo Brasil ciclistas amadores e profissionais (incluindo os da Elite, desde que não estejam na disputa por pontos olímpicos e equipes ProTour) de 15* a 79 anos, que serão divididos em faixas de idade de cinco em cinco anos conforme o regulamento mundial “Age Group” da UCI.
*(A categoria 15 a 18 anos não é qualificatória).

Serão qualificados para a disputa do mundial de Gran Fondo 2024 os ciclistas de cada faixa etária que completem a prova em até 25% do tempo do primeiro colocado da sua categoria de idade e terão direito à disputa do título mundial da temporada 2024.

Os campeões mundiais de cada categoria do Gran Fondo têm direito a usar a famosa camisa arco-íris. Os três primeiros colocados de cada categoria recebem a medalha de pódio oferecida pela própria UCI, e todos que completarem a corrida recebem a medalha de participação confeccionada pela própria UCI.