Tour de France 2023: Pello Bilbao vence a 10ª etapa

HomeCompetições

Tour de France 2023: Pello Bilbao vence a 10ª etapa

O camisa amarela Vingegaard segura os 17 segundos de vantagem na liderança; confira os melhores momentos

Pello Bilbao vence 10ª etapa do Tour 2023

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/ASO

Pello Bilbao (Bahrain Victorious) venceu nesta terça-feira (11 de julho) a 10ª etapa do Tour de France, com Georg Zimmermann (Intermarché-Circus-Wanty) e Ben O’Connor (AG2R Citroën Team) em 2º e 3º. Bilbao, de 33 anos, dedicou a vitória ao seu colega de equipe Gino Mäder, que morreu aos 26 anos após queda no Tour da Suíça no mês passado (leia reportagem aqui).

“Eu estava esperando o momento certo, todos estavam no limite, para fazer meu ataque. Neilands fez um ataque impressionante – ele era o mais forte, mas levou muito vento contrário. Cooperamos bem na perseguição. Nos 3 km finais, eu sabia que era o homem mais rápido, controlei. Com sangue frio, deixei Zimmermann fazer seu ataque… e corri sem pensar em nada. Fui com tudo que tinha, com toda a energia que tinha, lembrando do motivo de estar ali – pelo Gino”, disse Bilbao.

“Foi uma vitória especial. Foi difícil me preparar e vir com um energia positiva no Tour. Queria correr as duas primeiras etapas para a vitória, mas não foi possível. Então esperei pelo meu momento. Minha posição geral era um problema, mas decidi fazer um movimento – o movimento certo. Esta é a minha primeira vitória no Tour, depois de 13 anos como profissional. É um momento tão especial para mim.”

Bilbao comemora no pódio e faz homenagem ao colega Gino Mäder

Bilbao, que é do País Basco, foi uma das estrelas do Grand Départ do Tour 2023, a abertura da disputa, que nesta edição foi justamente em Bilbao, e desde então buscava sua vitória em etapa. Com a conquista, o basco subiu para o 5º lugar na classificação geral, enquanto Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma), que escapou junto com Tadej Pogacar (UAE Team Emirates) no início da corrida, manteve a camisa amarela.

Após a largada, um grupo de 22 ciclistas passou pelo Col de la Moréno na frente e manteve a ponta. Entre eles estavam Jonas Vingegaard e Tadej Pogacar, além de Simon Yates (Jayco-AlUla) e Romain Bardet (DSM-Firmenich). “Já esperava que essa etapa fosse difícil só de olhar o perfil e ainda mais difícil por causa do calor. Tadej Pogacar atacou desde o início. Claro, eu tive que segui-lo. Depois controlamos para que a fuga não assumisse muita vantagem e quando outras equipes nos ajudaram foi um pouco mais fácil”, contou o camisa amarela, que manteve os 17 segundos de vantagem sobre Pogacar.

“Achei que teríamos um dia mais fácil hoje. Talvez eu não tenha experiência e ainda haja algumas coisas que ainda tenho que aprender. Foi uma das etapas mais difíceis do Tour de France até agora. Estou muito feliz por acabou. Jonas e eu estamos marcando um ao outro, será assim no restante do Tour”, declarou Pogacar.

O camisa amarela Vingegaard segurou os 17 segundos de vantagem

Após o Col de Guéry (cat. 3, km 27,3) onde Wout Poels (Bahrain Victorious) passou primeiro na frente de Krists Neilands (Israel-Premier Tech), Julian Alaphilippe (Soudal-Quick Step) e Matej Mohoric (Bahrain Victorious) ficaram para trás na descida. Um novo grupo na ponta se formou, com Bilbao, Zimmermann, O’Connor, Kasper Asgreen (Soudal-Quick Step), Nick Schultz (Israel-Premier Tech), Esteban Chaves (EF Education-EasyPost), Warren Barguil (Arkea-Samsic ) e Mattias Skjelmose (Lidl-Trek).

Asgreen perdeu o contato e O’Connor escapou. O reagrupamento ocorreu a 86 km do fim, após Chaves subir sozinho a colina de Saint-Victor-la-Rivière. Neilands partiu sozinho a 53 km do fim para manter vivas as chances de fuga, enquanto Alpecin-Deceuninck e Jayco-AlUla trocavam de turnos na frente do pelotão, já que o déficit havia caído de 3 para 2 minutos.

Wout van Aert (Jumbo-Visma) e Mathieu van der Poel (Alpecin Deceuninck) escaparam do pelotão em uma descida a 46km do fim, mas foram alcançados, enquanto Neilands retomava a fuga com 33 km restantes. O grupo perseguidor o alcançou na marca de 3 km para a meta.

O’Connor tentou evitar uma finalização em sprint a 1,8 km do fim, mas foi marcado. Bilbao e Zimmermann levaram vantagem na última reta e Bilbao ainda tinha alguma velocidade nas pernas para vencer. Seu melhor resultado no Tour de France até agora foi o segundo lugar em Bagnères-de-Bigorre em 2019.

MELHORES MOMENTOS


TOP 10 DA ETAPA

1 – Pello Bilbao (ESP, Bahrain – Victorious 3:52:34
2 – Georg Zimmermann (ALE, Intermarché – Circus – Wanty) m.t.
3 – Ben O’Connor (AUS, AG2R Citroën Team) m.t.
4 – Krists Neilands (LAT, Israel – Premier Tech) m.t.
5 – Esteban Chaves (COL, EF Education-EasyPost) m.t.
6 – Antonio Pedrero (ESP, Movistar Team) +3″
7 – Mattias Skjelmose (DIN, Lidl – Trek) +27″
8 – Michał Kwiatkowski (POL, INEOS Grenadiers) +27″
9 -Warren Barguil (FRA, Team Arkéa Samsic) +30″
10 – Julian Alaphilippe (FRA, Soudal – Quick Step) +32″

TOP 10 DA CLASSIFICAÇÃO GERAL
1 – Jonas Vingegaard (DIN, Jumbo-Visma) 42h33’13”
2 – Tadej Pogacar (SLO, UAE Team Emirates) +17″
3 – Jai Hindley (AUS, Bora-Hansgrohe) +2:40″
4 – Carlos Rodriguez Cano (ESP, Ineos Grenadiers) +4:22″
5 – Pello Bilbao (ESP, Bahrain – Victorious +4:34″
6 – Adam Yates (GBR, UAE Team Emirates) +4:39″
7 – Simon Yates (GBR, Team Jayco AlUla) +4:44″
8 – Tom Pidcock (GBR, INEOS Grenadiers) +5:26″
9 – David Gaudu (FRA, Groupama) +6:01″
10 – Sepp Kuss (EUA, Jumbo-Visma) +6:45″

AS CAMISAS
Camisa amarela – líder da classificação geral – Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma)
Camisa verde – líder da classificação por pontos – Jasper Philipsen (Alpecin-Deceuninck)
Camisa de bolinhas – líder da classificação de montanha –Neilson Powless (EF Education – Easypost)
Camisa branca – líder da classificação de melhor jovem – Tadej Pogacar (UAE Emirates)

Resultados completos aqui

Próxima etapa
Na 11ª etapa, nesta quarta-feira, 12 de julho, o trajeto é de 179,8km entre Clermont-Ferrand e Moulins. Veja altimetria:

A 11ª etapa espera por uma chegada em sprint em Moulins

AS ETAPAS
01/07 – Etapa 1: Bilbao – Bilbao – 182 km
02/07 – Etapa 2: Vitoria – San Sebastián – 209 km
03/07 – Etapa 3: Amorebieta – Bayonne – 185 km
04/07 – Etapa 4: Dax – Nogaro – 182 km
05/07 – Etapa 5: Pau – Laruns – 165 km
06/07 – Etapa 6: Tarbes – Cauterets – 145 km
07/07 – Etapa 7: Mont de Marsan – Bordeaux – 170 km
08/07 – Etapa 8: Libourne – Limoges – 201 km
09/10 – Etapa 9: Saint Léonard de Noblat – Puy de Dome – 184 km
10/07 – Descanso
11/07 – Etapa 10: Vulcania – Issoire – 167 km
12/07 – Etapa 11: Clermont Ferrand – Moulins – 180 km
13/07 – Etapa 12: Roanne – Belleville en Beaujolais – 169 km
14/07 – Etapa 13: Chatillon su Chalaronne – Grand Colombier – 138 km
15/07 – Etapa 14: Annemase – Morzine – 152 km
16/07 – Etapa 15: Les Gets – Saint Gervais Mont Blanc – 180 km
17/07 – Descanso
18/07 – Etapa 16: Passy – Combloux – 22 km (CRI)
19/07 – Etapa 17: Saint Gervais Mont Blanc – Courchevel – 166 km
20/07 – Etapa 18: Moutiers – Bourg en Bresse – 186 km
21/07 – Etapa 19: Moirans en Montagne – Poligny – 173 km
22/07 – Etapa 20: Belfort – Le Markstein Fellering – 133 km
23/07 – Etapa 21: Saint Quentin en Yvelines – Paris – 115 km

LEIA MAIS
Tour de France no Bikemagazine

Site oficial do evento