Glasgow 2023: Sam Gaze e Pauline Prevot são bicampeões no XCC

HomeCompetições

Glasgow 2023: Sam Gaze e Pauline Prevot são bicampeões no XCC

Neozelandês e francesa seguraram a camisa arco-íris do short track; Henrique Avancini abandonou na sexta das 11 voltas

Sam Gaze e Koretzky na chegada do XCC

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/UCI

O neozelandês Sam Gaze e a francesa Pauline Ferrand Prevot venceram pelo segundo ano seguido o título mundial de MTB short track. A disputa foi nesta quinta-feira (10 de agosto) no Campeonato Mundial UCI 2023 Glasgow, na Escócia.

Para Sam Gaze, a vitória começou com um ataque decisivo na volta final, mas acabou disputado na linha de chegada com o francês Victor Koretzky, que abriu um sprint e o alcançou. O francês ficou com a prata, ambos a 20min27s. O britânico Tom Pidcock atacou o alemão Luca Schwarzbauer e ficou com o bronze, com 20min29s. Schwarzbauer, que escorregou na última curva, terminou em nono.

Logo após a vitória, Gaze falou sobre a disputa: “Foi uma corrida muito técnica, uma corrida desgastante, super rápida. É um percurso muito bom e, obviamente, estou muito feliz por terminar e ter meu segundo título mundial.” O vencedor assumiu a ponta na terceira das 11 voltas, acompanhado por Koretzky e Schwarzbauer.

Pódio do short track, com Gaze campeão, Koretzky prata e Pidcock bronze

A prova teve 57 inscritos e começou com o letão Martins Blum na ponta e Henrique Avancini logo atrás. O brasileiro seguiu na frente durante as primeiras voltas, mas teve um problema na bike, parou no pit-stop e abandonou na sexta volta. Do Brasil, Ulan Galinski, da mesma equipe de Avancini, terminou em 21º lugar. José Gabriel Marques foi o 44º (menos três voltas) e Luiz Henrique Cocuzzi o 51º (menos sete voltas).

Avancini explicou a falha mecânica: “Desloquei o pneu traseiro numa curva e perdi um pouco de pressão. Andei mais duas voltas e meia, mas comecei a arriscar demais, o que não fazia muito sentido…um raro DNF. Feliz pelo desempenho do Ulan Galinski.”

Peter Sagan, em seu retorno ao MTB, terminou em 37º, a 1min09s.

Pauline Ferrand Prevot na vitória do XCC

Na disputa das mulheres, com 42 inscritas, Pauline Ferrand Prevot manteve seu título mundial com uma vitória decisiva. A francesa escapou do grupo da frente de seis competidoras na subida e abriu uma diferença de quatro segundos para a medalhista de prata Puck Pieterse, da Holanda. A britânica Evie Richards ficou com o bronze ao ultrapassar a terceira colocada do ano passado, a norte-americana Gwendalyn Gibson (EUA), que terminou em quarto lugar.

Do Brasil, Raiza Goulão, atual campeã brasileira de XCC, finalizou na 28ª posição (menos quatro voltas). A campeã brasileira de XCO Karen Olímpio ficou em 30º lugar (menos quatro voltas) e Hercilia Najara ficou em 36º lugar (menos cinco voltas).

LEIA MAIS
Mundial 2023 no Bikemagazine

Site oficial

Resultados completos aqui

Giro d-italia