Riders Stage Race 2023 termina em alta e consolida evento

HomeCompetiçõesDestaque

Riders Stage Race 2023 termina em alta e consolida evento

Evento teve recorde de inscritos e etapa final contou também com o Desafio Riders Race Day; confira os principais destaques

Etapa final da ultramaratona Riders Stage Race

Fotos de Rivo Biehl

Terminou neste domingo (27 de agosto) a maior ultramaratona de mountain bike do Sul do Brasil. A Riders Stage Race reuniu em Camboriú (SC) cerca de 400 ciclistas que vieram de praticamente todos os estados do Brasil e também contou com a presença de estrangeiros vindos da Itália, Holanda e Estados Unidos. O número de atletas foi recorde, com um crescimento significativo de participantes em relação aos anos anteriores.

“Cumprimos a missão de entregar a melhor prova de mountain bike do Sul do Brasil e, com certeza, o maior evento no estilo “Festival” do Brasil”, comemorou o organizador Juliano Salvadori.

A prova teve a concentração de largada e chegada no Hotel Fazenda Caetés, na zona rural de Camboriú. O local é amplo e oferece muita comodidade para os atletas, com amplo estacionamento, bom restaurante, área de camping e confortáveis e convenientes chalés, a poucos metros do pórtico de largada.

A campeã da Elite das mulheres Ana Luisa Panini

Etapa exigente
O dia amanheceu perfeito para a prática do mountain bike, com temperatura agradável, sem chuva e percurso todo seco. O trajeto de 51km com 1.375 metros de altimetria acumulada foi exigente e os atletas tiveram que superar famosos picos da região, como Caetés, Gavião, Jantador e Serra da Limeira.

Na elite feminina, Ana Luisa Panini, de Blumenau, conquistou o bicampeonato de forma invicta. A atleta de 34 anos fez uma corrida consistente, sempre na liderança e venceu com folga.

“Este é meu terceiro ano correndo aqui. Fui campeã no primeiro ano, ano passado fui vice e agora venci novamente. Foram três etapas rápidas, com pouca quilometragem e então deu para acelerar bastante. Este ano consegui andar no pelotão principal e isto fez muita diferença no tempo geral”, resumiu a bicampeã.

O goiano David Guimarães foi o campeão da Elite

Na elite masculina, o título geral ficou com o goiano David Guimarães, de Caldas Novas (GO), que foi o segundo colocado em todas as três etapas, mas levou a melhor na somatória final dos tempos. Guimarães, de 21 anos, é ciclista da equipe de Rio do Sul (SC) e travou um duelo desde a primeira etapa com o catarinense de Joaçaba, Fernando Nunes de Souza, que concluiu na segunda colocação a seis segundos de Guimarães.

“Achei a estrutura aconchegante e acolhedora. No percurso tinha muita hidratação. Achei a região muito bonita também. Ano que vem estarei aqui de novo”, prometeu o campeão.

Experiência para todos
Além dos atletas da elite, com o compromisso de entregar a melhor performance, o evento atraiu centenas de competidores que queriam conferir de perto como é a maior stage race do Sul do Brasil.

Andrei Michel Kuntz participou do evento pela 1ª vez

Foi o caso do paranaense Andrei Michel Kuntz, que viajou com a esposa 900km de Marechal Cândido Rondon (PR) para conhecer o evento em Camboriú e se surpreendeu. “Eu ouvia muita gente falar desta prova e este ano me preparei para esta ultramaratona. Achei sensacional a estrutura, tudo impecável e com pontualidade nos horários. No percurso, a prova deu um show com muita hidratação, gel, isotônico e apoio da Shimano”, contou o ciclista de 31 anos anos que terminou a stage race na terceira colocação geral da categoria Master A1.

A dupla de amigos Walmor Lemke (60 anos) e Renato Muller (57 anos) vieram de Curitiba para o evento. Lemke disputou sua primeira prova por etapas, já o amigo Muller tem no currículo a experiência de correr uma prova por etapas em Bonito (MS).

“A primeira etapa foi um pouco complicada por conta do barro. A segunda etapa foi dura por conta do relevo e das descidas escorregadias. A terceira etapa foi muito boa e me diverti. A estrutura estava toda muito boa. Ano que vem devo retornar”, resumiu o paranaense.

Os amigos Walmor Lemke e Renato Muller

O campeão da categoria C1, Márcio May, salientou os diferenciais da Riders Stage Race. “Esta prova é diferente das outras, pois oferece muitos atrativos, não só para o competidor, mas para toda a família. Tem atrações e diversões para crianças e muita música de qualidade”, contou o ciclista de Brusque (SC).

Desafio Riders Race Day
Além da Stage Race, o domingo teve a disputa do Desafio Riders Race Day, que reuniu cerca de 150 competidores e contou com as categorias para e-MTB e gravel bike, modalidade que fez sua estreia no evento. As largadas foram conjuntas, pontualmente às 9 horas.

Ramiro Cabrera e a italiana Miriam Bando

A italiana Miriam Bando, gerente de marketing da CrankBrothers que está no Brasil a trabalho, aproveitou a oportunidade para correr os 51km com 1.375m de altimetria acumulada e conhecer os encantos da região.

“Sou praticante de Enduro, então decidi encarar o desafio. Aproveitei para conhecer esta paisagem verde e bem diferente do meu país. Me diverti muito e ainda terminei na terceira colocação de minha categoria”, comemorou Miriam.

Outro atleta que se encantou com a e-MTB foi Ramiro Cabrera, gerente comercial da Royalpro, que veio de Rio do Sul (SC) e competiu pela primeira vez com uma  elétrica. Foi a primeira vez de Cabrera no evento e gostou bastante do que viu. “A estrutura é muito bacana, com muitas atrações musicais de qualidade”, contou o ciclista que terminou na quinta colocação de sua categoria.

Muita música no Festival
O Riders Stage Race ficou famosa no Brasil todo pela estrutura que oferece ao público. Na arena de largada, o ciclista encontra todas facilidades para fazer uma prova despreocupada. A organização oferece a todos inscritos serviços de lava e guarda bike, suporte mecânico Shimano, além de muitas opções de alimentação, com food trucks diversos e até um caminhão cervejaria da Beertruck Kiezen. Na noite do sábado o público teve a disposição o jantar Vip, no restaurante do Hotel Fazenda Caetés.

Mas, sem dúvida, foram as atrações musicais de qualidade que agitaram o evento. A banda de rock Black Hat tocou nos três dias do evento. Outras atrações musicais foram Phill e Banda, Cid Ferreira, Nego Joe, Locomotiva Lunar, além das atrações especiais da banda de reggae Chimarruts e a banda de rock Dazaranha.

Ainda na arena, os estandes da Expo Riders trouxeram as melhores marcas com as novidades para o público. O estande de Experiências CrankBrothers agitou o público com ativações de marketing e apresentou alguns lançamentos, como o novo selim Selle Royal SRX, com a inovadora tecnologia Havac.

Os resultados completos estão no link:
https://protiming.com.br/resultados/g-live.html?f=eventos/2023/RIDERS-2023/RIDERS-2023.clax

 Mais informações no site www.ridersstagerace.com.br