Brasil Ride: alemão vence a etapa rainha; Edson Rezende e Avancini garantem pódio

HomeCompetiçõesMountain bike

Brasil Ride: alemão vence a etapa rainha; Edson Rezende e Avancini garantem pódio

Percurso teve um total de 101km com 2.500 metros de altimetria acumulada; Henrique Avancini mantém a vice-liderança geral a 1min10s do português Tiago Ferreira

Etapa rainha teve um total de 101km com 2.500 metros de altimetria acumulada

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

RESULTADOS COMPLETOS:
https://resultados.stopandgo.pro/1163/Individual

O alemão Simon Stiebjanh conquistou a vitória na etapa rainha da Brasil Ride nesta quarta-feira (26 de outubro). Foram 101km com quase 2.500 metros de altimetria acumulada mais dura etapa da competição, que contou com o Desafio Garmin ClimbPro no Alto Cariri.

Stiebjahn levou a melhor no sprint da chegada sobre Edson Rezende e fechou o cronômetro com o tempo de 4h13min52s. A terceira colocação ficou com Henrique Avancini, a 2 segundos.

“Foi brutal, quente e longa. Acho que isso resumiu muito bem a fase. No começo tinha uns trechos rolados até a subida, nos destacamos os três, mas sem muita pressão, por conta de subidas curtas e íngremes e desafiadoras no final. Foi até difícil para nós, em alguns momentos. Por momentos perdi a visão. Meu respeito a todos os amadores. Espero que todos terminem bem a prova e que não haja grandes problemas”, declarou Stiebjahn, primeiro lugar do pódio da etapa.

O português Tiago Ferreira chegou na quarta colocação, junto com Avancini, e mantém a liderança da classificação geral individual com uma vantagem de 1min10s sobre o brasileiro. Stiebjanh ocupa a terceira colocação na classificação geral, a 9min14s do português.

Calor insano
O brasileiro Edson Rezende também falou sobre a dureza da etapa e da subida principal.

“A subida fez bastante diferença, pois cortou o grupo. No final, veio todo mundo pro sprint e consegui cruzar na segunda colocação, tentei a vitória, mas foi uma etapa bem dura, não tinha mais perna. Foi uma boa prova, digna de uma Etapa Rainha”, ressaltou, comentando que gostaria de ter um tempo para poder apreciar a paisagem do Alto Cariri.

“Outro ponto muito legal é a passagem pelos vilarejos de Guaratinga, que param para receber os atletas. É uma energia muito boa. Juntando com o visual da região, é compensador”, salientou.

Henrique Avancini afirmou que o calor de hoje foi brutal, insano.

“Acho que todos os atletas respeitaram mais o calor, que qualquer outra coisa. Até mesmo nós da elite, ficamos receosos. Acredito que todos estavam mais preocupados em concluir a etapa do que disputar posições e ganhar tempo na geral. As condições eram extremas. Foi um dia de prova para os atletas profissionais e os amadores terão um dia memorável. Já adianto meus sinceros parabéns e respeito a que concluir a etapa, que foi assustadora pelas condições, pois o calor foi além da média da Bahia”, completou.

O calor e os 8km de subida até o pico mais alto do Cariri, sob o sol, fez muitos atletas quase desistirem. Mas a vontade de vencer este desafio foi ainda maior. Como é o caso de Tessa Kortekaas de e Henrique Avancini, vencedores do Desafio Garmin ClimbPro.

Elite feminina
O dia foi de vitória para a espanhola Tessa Kortekaas, que além de vencer a etapa, abriu grande vantagem na classificação geral da elite feminina, com 5h18m52s, ante os quase 25 minutos que a distanciou da segunda colocada, sua companheira de equipe, a colombiana Monica Calderón (Cannondale Vas Arabay – 3h04m41s), e a brasileira Luiza Souza (06h08m04s), com 49m11s de diferença, segunda e terceira colocação, respectivamente.

Tessa afirmou que estava com um pouco de medo de acelerar, pois os dois primeiros dias forçou muito.

“Cheguei bem, mas nos últimos dois dias, forcei muito. Queria ir mais rápido, mas fiquei com medo e vim em um ritmo cômodo. A subida foi muito dura e quente. Hoje estou quase sem voz, pois vim a semana toda com a garganta ruim. Vamos ver como será na próxima etapa, normalmente temos altos e baixos. Mas amanhã é outro dia e vou dar tudo de mim”, concluiu.

A quinta etapa, a ser disputada nesta quinta-feira (26 de outubro), tem um percurso totalmente reformulado e muitas surpresas. O percurso será das montanhas ao mar, saindo da Vila Brasil Ride para Arraial d’Ajuda.

A competição terá com ponto de chegada, a cidade de Eunápolis, onde os ciclistas seguem embarcados até o distrito de Porto Seguro, em um trajeto que dura de 1h15min a 1h30min.

“A etapa terá 63,4 km de distância e 1.583 metros de altimetria acumulada. Esta provavelmente será uma das stages mais divertidas, com muitos singletracks, subidas e descidas, estradões para ultrapassagem, alguns trechos de travessia de rio e trilhas técnicas. A etapa deve ser rápida e os primeiros atletas devem completar o percurso em cerca de 2h, 2h20min. Até o KM 15, muito estradão e single track, a partir daí, predominam as subidas e descidas, e um final para grandes sprints, ultrapassagens e single tracks. Na chegada ainda haverá um trecho urbano, que contará com apoio no trânsito, porém é importante o cuidado e atenção”, explicou, revelando que a base em Eunápolis será a Casa Trancoso, com entrada permitida apenas para os atletas.

Sobre a logística, o diretor de prova explicou que as malas e bikes voltarão embarcados. As malas saem do acampamento e as bikes após cruzarem a chegada, em Eunápolis.

“Os ciclistas seguem com uma sacochila até esta base, levando uma troca de roupa para tomarem banho e seguirem de ônibus, até o Ginásio, em Arraial d’Ajuda.

Rafael Campos, também revelou que a premiação desta etapa acontece em um local diferente: a frente ao Santuário N. Sra. D’Ajuda, onde toda a população poderá conhecer os melhores ciclistas do MTB, em uma festa do esporte, a partir das 20h.

Etapa 4 – Classificação do dia

Elite Masculina
1 – Simon Stiebjahn – Singer Racing Team – 04h13m52s
2 – Edson Rezende – Edson Rezende Bike Team – 04h13m53s
3 – Henrique Avancini – Caloi Henrique Avancini Racing – 04h13m54s

Elite Feminina
1 – Tessa Kortekaas – Cannondale Vas Arabay – 02h58m38s
2 – Monica Calderón – Cannondale Vas Arabay – 05h43m21s (00h24m29s)
3 – Luiza Souza – 06h08m04s (00h49m11s)

CLASSIFICAÇÃO GERAL

Masculina
1 – Tiago Ferreira – Dmt Racing Team By Marconi – 06h45m07s
2 – Henrique Avancini – Caloi Henrique Avancini Racing – 06h46m19s (00h01m11s)
3 – Hans Becking – Buff Megamo Team – 06h48m19s (00h03m11s)

Feminina
1 – Tessa Kortekaas – Cannondale Vas Arabay – 17h01m08s
2 – Monica Calderón – Cannondale Vas Arabay – 17h15m10s (00h14m01s)
3 – Eliane Resende – Gorgeous – 18h59m56s (01h58m48s)

ETAPAS:
ETAPA 1 – Arraial d’Ajuda > Arraial d’Ajuda – 57km – 760m
ETAPA 2 – Arraial d’Ajuda > Guaratinga – 134km – 2.130m
ETAPA 3 – Guaratinga > Guaratinga – 58km – 1.080m
ETAPA 4 – Guaratinga > Guaratinga (Rainha) – 100,8km – 2.440m
ETAPA 5 – Guaratinga > Eunápolis – 69,2km – 1.200m
ETAPA 6 – Arraial d’Ajuda > Arraial d’Ajuda (CRI) – 19,3km – 263km
ETAPA 7 – Arraial d’Ajuda > Arraial d’Ajuda – 49,5km – 970m

RESULTADOS COMPLETOS:
https://resultados.stopandgo.pro/1163/Individual