Milão-San Remo é neste sábado, com Van der Poel e Pogacar

HomeCiclismo

Milão-San Remo é neste sábado, com Van der Poel e Pogacar

Confira informações sobre o percurso da primeira das cinco clássicas Monumento da temporada, com 288km de trajeto e largada em Pavia

Um dos belos trechos da Classicissima – Foto de Fabio Ferrari

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

A 115ª edição da Milão-San Remo, a primeira das cinco clássicas Monumento, será disputada neste sábado (16 de março), com largada em Pavia, onde será realizada a apresentação das equipes na sexta-feira, e chegada na via Roma.

Entre os confirmados estão Mathieu Van der Poel (Alpecin Deceuninck), vencedor da edição 2023 (reveja aqui), e Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), que começou a temporada com vitória solo na Strade Bianche e foi o 4º colocado no ano passado.

Também estão confirmados vencedores da prova como Alexander Kristoff (2014), Arnaud Démare (2016), Michal Kwiatkowski (2017), Julian Alaphilippe (2019), Jasper Stuyven (2021) e Matej Mohoric (2022). Jonathan Milan, vencedor de duas etapas e da maglia ciclamino na recém-encerrada Tirreno-Adriático, Mads Pedersen, Caleb Ewan, duas vezes segundo na Classicissima, Cristophe Laporte, atual campeão europeu e Filippo Ganna, vice-campeão em 2023 estão entre os inscritos.

Na Movistar constava na pré-lista o nome do brasileiro Vinicius Rangel, mas ele não foi confirmado.

Veja start list no site oficial 

 

A Milão-Sanremo 2024, com 288km, começa em Pavia e depois de percorrer cerca de 44 km de estradas planas que atravessam o Ticino, retorna à rota clássica em Casteggio. A partir daí o pelotão refaz mais uma vez a estrada que há mais de 110 anos liga Milão à Riviera di Ponente, passando por Ovada e Gênova. Em seguida, segue para oeste próximo ao mar ao longo da estrada estadual Aurelia passando por Varazze, Savona e Albenga, até chegar a Imperia.

Em San Lorenzo al Mare, após a sequência clássica do Capi (Mele, Cervo e Berta), são abordadas as duas subidas acrescentadas nas últimas décadas: Cipressa (1982) e Poggio di Sanremo (1961). La Cipressa supera 5,6 km a 4,1% para entrar na descida muito técnica que regressa ao Aurelia.

A 9 km da chegada começa a subida até o Poggio di Sanremo (3,7 km a menos de 4% em média com picos de 8% no trecho antes do topo do morro). A subida tem uma estrada ligeiramente estreita e 4 curvas fechadas nos primeiros 2 km. A descida é muito exigente em estrada asfaltada, estreita em alguns trechos, com curvas fechadas até chegar à estrada estadual Aurélia. A última parte da descida já é na cidade de San Remo, com os últimos 2 km em longas retas pelas ruas da cidade.

 

História
A primeira edição da Milão – San Remo foi realizada em 14 de abril de 1907, na qual compareceram para a largada 33 dos 60 ciclistas inscritos e apenas 14 conseguiram chegar até o final, com vitória do francês Lucien Petit-Breton que gastou 11h04min para percorrer 288 km. Petit-Breton, depois, foi campeão do Tour de France em 1907 e 1908.

LEIA MAIS
Milão-San Remo no Bikemagazine

Site oficial da Milão-San Remo