CIMTB: Cocuzzi e Raiza Goulão vencem XCC em Nova Lima

HomeCompetições

CIMTB: Cocuzzi e Raiza Goulão vencem XCC em Nova Lima

Primeiro dia da provas definiu ainda outros seis campeões na modalidade short track; competição segue neste sábado e domingo

Vibração de Raiza Goulão pela vitória Foto: Alemão Silva

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

A temporada 2024 da CIMB começou nesta sexta-feira (15) na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima (MG). A abertura do evento contou com oito baterias do Short Track (XCC), estilo de corrida do Cross Country com pista reduzida. Nas duas principais disputas do dia, aquelas que valeram pontos nos rankings UCI (União Ciclística Internacional) a goiana Raiza Goulão e o paulistano Luiz Cocuzzi foram os campeões das Super Elites.

Na Super Elite Feminina, a prova teve Raiza Goulão sempre entre as primeiras colocadas, mas nas primeiras voltas suas concorrentes alternavam a primeira colocação com ela, principalmente Karen Olimpio. O pelotão da frente teve também Isabella Lacerda, Iara Caetano e Hercília Najara, alternando posições no top 5. Na antepenúltima volta, Raiza fez um ataque forte e consegui uma boa diferença para as rivais. Apenas Isabella e Iara conseguiram acompanhar a líder mais de perto, enquanto Hercília e Karen ficaram para trás.

“Short Track é uma prova muito estratégica. E, com uma pista tão veloz, não seria diferente. Escolhi bem a hora de atacar e deu certo. Fato que as brasileiras estão cada vez mais fortes, então eu fico muito feliz com uma vitória dessas, porque sei que estamos subindo o nível do mountain bike feminino no nosso País. Ótimo aquecimento para o domingo (16), em que teremos o Cross Country Olímpico. Feliz em começar com o ‘pedal direito’ em minha primeira prova neste ano no Brasil”, comemorou Raiza Goulão, que correrá no domingo com a camiseta de líder da competição.

O pódio da categoria Super Elite Feminina teve assim Raiza Goulão (24min49), Iara Caetano (24min57), Isabella Lacerda (25min04), Hercília Najara (25min19) e Ana Laura de Oliveira Moraes (25min24) ocupando as cinco primeiras colocações após 8 voltas. Todas elas somaram pontos nos ranking mundial e olímpico, ou seja, pontos importantes para o Brasil na classificação para a Olimpíada de Paris/2024.

Cocuzzi na vitória do XCC Foto: Alemão Silva

Já na Super Elite Masculina, o pelotão teve um maior número de atletas pedalando juntos nas primeiras voltas, com a alternância da liderança a cada volta que era completada. Após pouco mais da metade da corrida, cinco ciclistas se isolaram e foram juntos até os minutos finais de prova. O campeão foi Luiz Cocuzzi (23min24), que atacou na volta final, seguido de Alex Malacarne (23min26), do colombiano Diego Arias (23min27), Nicolas Machado (23min28) e do também colombiano Jhonnatan Botero Villegas (23min29). Todos eles completaram 9 voltas.

“Foi emocionante mesmo. Uma prova bem estratégica. Os demais atletas estavam muito bem, então tive que dosar bastante. Tinha que saber a hora certa de acelerar. Uma prova como o short track é muito rápida e intensa, então você tem que saber dosar realmente sua energia. Dia especial, correr na frente da equipe toda do Lar Nossa Senhora. Estou feliz demais com o resultado”, comemorou o campeão Luiz Cocuzzi.

Largada da Super Elite Masculina Foto|: Alemão Silva

Demais campeões do dia
A primeira categoria do dia foi a Geral Feminina, que teve a ciclista Hani Rodrigues campeã após 7 voltas em 23min28. A bateria seguinte foi a das bikes elétricas, vencida por Luiz Bastos após completar 9 voltas em 21min16. Na Máster, o campeão foi Divonei Bispo, completando 8 voltas em 23min21. Enquanto Thales Felipe venceu a Cadete em 22min52, Miguel Elias venceu a Teen em 23min07, ambos os vencedores completando 8 voltas no circuito. Antes das Super Elites, os atletas da Júnior, que teve vitória de Henrique Bravo, com 8 voltas completadas em 21min57.

Cronograma de provas
Já no sábado (16), o dia começa com duas baterias de provas do Cross Country Olímpico (XCO), realizado em uma pista maior, com cerca de 3,5 km por volta. A primeira largada, às 8h20, é das bikes elétricas (Masculina Pro, Feminina Pro e Máster), enquanto a segunda do XCO, às 10h20, terá Sub-15, Sub-17 e Júnior. No período da tarde, é a vez da Maratona com largada a partir de 14h, para as seguintes categorias: E-MTB Young, E-MTB Sênior Masculina, E-MTB feminina, Ultra, Expert, Cadete, Master, Segurança Pública, Veterano, Peso Pesado, PcD, Duplas, Open Feminina, Sênior Feminina, Turismo e Hand-Bike.

O terceiro e último dia é exclusivo para a disputas do XCO, separada em quatro baterias: Largada 1, às 8h, com Sub-50, Sub-55, Ultra, Sub-60, Sub-65, Over-65 e Sub-12; Largada 2, às 10h, com Sub-30, Sub-35, Sub-40 e Sub-45; Largada 3, às 12h, com as categorias exclusivas femininas Super Elite, Júnior, Sub-17, Sub-15, Sub-40, Sub-50, Over-50, Sub-12; e Largada 4, às 14h, com a Super Elite masculina.

Atrações confirmadas fora da pista
Além das provas deste sábado e domingo, o fim de semana contará com o Festival CiMTB Nova Lima, que contarão com dois shows diários. No sábado (16/3), a Banda Dexter se apresenta às 14h15 e a Meia Embreagem encerra o dia, a partir das 17h, aproveitando o maravilhoso pôr do sol do local. No domingo (17/3), é a vez do Ti Rock, às 12h10, e da Banda ViraRuts, fechando o fim de semana, às 16h. Já as apresentações do ciclista Diego Magno acontecem nos mesmos dois dias, no horário em que se iniciam os quatro shows: sábado, às 14h15 e 17h, e domingo, às 12h10 e 16h.