Paris-Roubaix: Vinicius Rangel é o 5º brasileiro na disputa da clássica

HomeCompetiçõesCiclismo

Paris-Roubaix: Vinicius Rangel é o 5º brasileiro na disputa da clássica

Confira start list da terceira Monumento do calendário, que terá 259,9 km de percurso e 29 trechos de paralelepípedos

Ciclistas da Movistar no reconhecimento do trecho do Trouée d’Arenberg

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Vinicius Rangel (Movistar) será o quinto ciclista brasileiro no pelotão da clássica Paris-Roubaix, que será disputada neste domingo (7 de abril). A 121ª edição da terceira Monumento da temporada tem 259,9 km de percurso entre Compiègne, a cerca de 80 km de Paris, que recebe a largada da corrida desde 1977, e a chegada no velódromo de Roubaix. Serão 29 trechos de paralelepípedos, os setores, totalizando 55,7 quilômetros.

Rangel no treino desta sexta-feira

Nesta sexta-feira, Rangel foi fazer o reconhecimento do setor do Trouée d’Arenberg e caiu duas vezes, sem consequências. “Estava bem escorregadio, vamos ver se muda, parece que para sábado teremos sol, o percurso está bem sujo. Tentei passar o mais rápido possível, a gente não sabe os limites até chegar neles. Foi minha primeira vez no percurso, caí duas vezes, faz parte, quem não arrisca, não petisca”, contou o brasileiro.

Antes de Rangel, a última vez que um brasileiro disputou a Paris-Roubaix foi em 2016. Foi o catarinense Murilo Fischer, que esteve no pelotão da clássica sete vezes. Seu melhor resultado foi uma 22ª colocação, na edição de 2008.

O primeiro brasileiro foi Renan Ferraro, em 1986, que não conseguiu terminar. Depois, veio Mauro Ribeiro, único brasileiro vencedor de uma etapa do Tour de France, que disputou a Paris-Roubaix seis vezes e seu melhor resultado foi o 25º lugar em 1992. O quarto foi Luciano Pagliarini, que esteve na Paris-Roubaix cinco vezes, entre 2002 e 2008. Seu melhor resultado foi a 64ª colocação, em 2008.

Johan Museeuw na chegada da Paris-Roubaix de 2000

História
A Paris-Roubaix começou a ser disputada em 1896 e os belgas dominam o ranking dos campeões, com 57 vencedores ao longo de 120 edições. Dois belgas, inclusive, detém o recorde de maior número de vitórias na corrida, com Roger De Vlaeminck vencendo quatro vezes na década de 1970 e Tom Boonen entre 2005 e 2012. O quadro de honra está repleto de grandes nomes da história do ciclismo, de Eddy Merckx e Sean Kelly a Johan Museeuw e Fausto Coppi.

O atual campeão mundial Mathieu Van der Poel, vencedor de 2023, é o grande favorito. Do pelotão atual, nenhum ciclista venceu a corrida mais de uma vez. Mathieu Van der Poel (Alpecin Deceuninck) foi o vencedor de 2023 e tem o segundo título seguido como um objetivo. O campeão mundial está entre os confirmados, assim como Matteo Jorgenson (Visma – Lease a Bike), Nils Politt, Mikkel Bjerg e Antonio Morgado (UAE Team Emirates) e Kasper Asgreeen, Yves Lampaert, Tim Merlier e Gianni Moscon (Soudal QuickStep).

No sábado será disputada a 4ª edição da Paris-Roubaix Femmes avec Zwift, com uma distância total aumentada para 148,5 km (em 2023 foram 145,4), mas com trajeto inalterado no que diz respeito aos paralelepípedos: as mulheres enfrentarão os mesmos 17 setores dos 29,2 km finais da prova masculina.

No Brasil os direitos de transmissão são da ESPN e plataforma Star +

Veja start list

Data powered by FirstCycling.com

LEIA MAIS
Reportagens com Vinicius Rangel no Bikemagazine
Reportagens sobre a Paris-Roubaix no Bikemagazine


CONFIRA

A reportagem do Bikemagazine já visitou (e pedalou!) em Roubaix e também visitou os icônicos chuveiros que levam as placas de seus grandes campeões. Veja reportagem aqui