Copa do Mundo: campeã olímpica Rio-2016 vence XCO em Mairiporã

HomeCompetições

Copa do Mundo: campeã olímpica Rio-2016 vence XCO em Mairiporã

Jenny Rissveds conquista a primeira prova de cross country da temporada 2024 da Copa do Mundo de MTB neste domingo em Mairiporã

Jenny Rissveds comemora em Mairiporã – Foto: Michal Cerveny

Marcos Adami/Bikemagazine
Fotos de divulgação

A sueca Jenny Rissveds (Team 31 Ibis Cycles) conquistou a vitória na prova de cross country da elite feminina da etapa de abertura da Whoop UCI MTB World Series, a Copa do Mundo de MTB, neste domingo (14 de abril) em Mairiporã (SP).

Rissveds, campeã olímpica no Rio de Janeiro e atual 20ª no ranking mundial, completou as cinco voltas no percurso em 1h17min18s. Essa foi a 12ª vitória da sueca em etapas da Copa do Mundo.

“Me senti muito bem. Corri aqui na semana passada e estava muito empolgada. Meu objetivo era conhecer a trilha e ser paciente. A Haley Batten atacou algumas vezes na última volta, mas eu estava bem e sabia que tinha força nas pernas”, disse a atleta de 29 anos.

Na segunda colocação, a 27 segundos, ficou a norte-americana Savilia Blunk (Decathlon-Ford), vencedora do MTB Festival no último fim de semana.

“Foi uma corrida incrível, muito dura, mas não eu não poderia estar mais feliz. Tem sido uma primavera de muito trabalho para chegar nestas primeiras provas da Copa do Mundo e me qualificar para Paris. Então os últimos três meses foram de muito trabalho. Sinto que nunca estive tão comprometida com o processo e hoje valeu a pena”, disse a norte-americana.

A norte-americana Haley Batten (Specialized) fez uma corrida consistente, esteve sempre entre as ponteiras, mas sofreu uma queda na última volta – a 1km da chegada – e terminou na terceira colocação, a 45s da vencedora.

“Honestamente, acho que eu era uma das mais fortes hoje e não corri como eu deveria. Acho que estava muito ansiosa e empolgada. Não dá para escapar das melhores do mundo. Aprendi muito hoje e é bom saber que estou forte e estou certa que fiz o que tinha que fazer”, declarou Batten.

A italiana Chiara Teocchi (Orbea) foi a quarta colocada, a 58s, e a suíça Jolanda Neff (Trek), atual campeã olímpica, foi a quinta, a 1min09s.

“Estou feliz, tive que ser paciente hoje e fazer minha corrida. Não consegui andar forte no começo da prova. Acho que a quinta colocação está ótimo. Apenas quatro pessoas terminaram na minha frente e todas elas correram aqui na semana passada e já estavam adaptadas ao calor”, disse Jolanda Neff.

 

Pódio da Elite feminina do XCO em Mairiporã – Foto: Michal Cerveny

A prova

A prova reuniu 62 ciclistas de 26 países, que alinharam para a disputa na pista seca e poeirenta de Mairiporã. Foram cinco voltas na pista de 4,4km. A suíça Sina Frei registrou a volta mais rápida na pista, com o tempo de 12min23, a 20,3 km/h de velocidade média.

Depois de vencer o XCC, foi a britânica Evie Richards (Trek Factory Racing-Pirelli) quem conseguiu usar a vantagem de largar na primeira linha e impor o ritmo assim que a bandeira baixou. A britânica colocou pressão desde o início e selecionar o grupo das ponteiras, que teve Batten, Rissveds e Kate Courtney. Algumas precisaram desmontar em alguns trechos mais íngremes.

Depois da primeira volta, algumas atletas conseguiram diminuir a distância para o grupo das líderes e um grupo considerável liderou a corrida até que Chiara Teocchi decidiu lutar pela ponta. A multicampeã nacional italiana avançou de forma decisiva e sob a sua pressão, Richards, Courtney e outras conseguiram abrir vantagem. Mas a italiana não durou muito na liderança, já que a dupla americana de Batten e Blunk atacou Teocchi na segunda volta e se distanciou das demais para formar a dupla na ponta da corrida.

Foi a sueca Rissveds que finalmente conseguiu diminuir a diferença para a dupla líder na terceira volta, com Teocchi e Alessandra Keller em quarto e quinto lugar respectivamente. O trio da frente permaneceu junto até a quarta volta, enquanto mais atrás, a atual campeã olímpica Jolanda Neff abria seu caminho até a frente.

Batten atacou na subida no final da quarta volta e, embora Rissveds tenha conseguido chegar na norte-americana, sua compatriota Blunk perdeu terreno. Ela finalmente conseguiu alcançar o grupo na última volta para ver sua compatriota Batten acelerar novamente enquanto tentava alcançar Rissveds. Mas a sueca contra-atacou e abriu terreno em relação às perseguidoras.

Atrás dela, Batten sofreu uma queda já na última volta e Blunk assumiu a segunda colocação. Rissveds levantou os braços sobre a linha 27 segundos à frente de Blunk, que selou o segundo lugar. Batten ultrapassou a linha em terceiro.

O Brasil contou com sete representantes na corrida e a melhor colocação ficou com a campeã brasileira Karen Olimpio (Soul), que concluiu em 29º, a 6min47s.

MELHORES MOMENTOS

RESULTADOS COMPLETOS
resultado-xco-elite-feminino

LEIA MAIS
Copa do Mundo de MTB no Brasil

Giro d-italia