Giro d’Italia: Olav Kooij vence 9ª etapa; Pogacar segura maglia rosa

HomeCompetiçõesDestaque

Giro d’Italia: Olav Kooij vence 9ª etapa; Pogacar segura maglia rosa

Kooij levou a melhor no sprint sobre o italiano Jonathan Milan, terceira colocação ficou com o colombiano Sebastian Molano

Kooji na vitória em Nápoles

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação/LaPresse

O holandês Olav Kooij (Visma-Lease a Bike) conquistou sua primeira vitória Grand Tour neste domingo (12 de maio) na nona etapa do Giro d’Italia, com 206km entre Avezzano e Nápoles. Kooij levou a melhor no sprint sobre o italiano Jonathan Milan (Lidl-Trek) e fechou o cronômetro com o tempo de 4h44min22s. A terceira colocação ficou com o colombiano Sebastian Molano (UAE Emirates), com o mesmo tempo de Kooij.

“Com a ausência de Christophe Laporte eu tive que dar um jeito de improvisar no sprint. Cian Uijtdebroeks veio ajudar nos últimos quilômetros. Eu não tinha escolha a não ser deixar a iniciativa para a Alpecin-Deceuninck e a Lidl-Trek. Eu não olhei onde o Narvaez estava. Só o vi quando passamos por ele. A puxada do Pogacar foi decisiva para isto. Quando ele embalou achei que fosse para o Molano. Venci corridas importantes nos últimos dois anos, mas a primeira em uma Grand Tour foi grande. Nos primeiros dois sprints do Giro eu me senti inferior aos outros sprinters, pois não estava no meu 100%”, disse Kooij que já triunfou cinco vezes em 2024.

Disputa do sprint final da 9ª etapa

Esta foi a 5ª vitória de Kooij na temporada e a 33ª como profissional. Em 2024, o holandês venceu a Clasica de Almeria, a quinta etapa do UAE Tour, além da primeira e da quinta etapa da Paris-Nice.

A vitória em Nápoles veio depois de uma intenso final, com vários ataques nos últimos quilômetros. Julian Alaphilippe e Jhonatan Narvaez andaram escapados os últimos 7km e tentaram a vitória até serem engolidos pelo pelotão nos metros finais.

A liderança da classificação geral segue com o esloveno Tadej Pogacar (UAE), que administra 2min40s sobre o colombiano Daniel Martinez (Bora-Hansgrohe) e 2min58s sobre o britânico Gerain Thomas (Ineos-Grenadiers).

“Molano é um amigo, um companheiro, um sprinter e ele estava lá na chegada. Foi uma chegada dura e ele estava super forte. Como ele trabalhou para mim a semana toda foi natural eu trabalhar para ele hoje. Eu sabia que eu poderia embalá-lo essa vez por causa do percurso difícil que permitiu, mas não posso fazer isto quando a chegada é reta e super veloz. Ele conseguiu um grande terceiro lugar que vai dar confiança nas próximas etapas. Se o tempo estiver bom amanhã como esteve hoje vai ser um belo dia de descanso. Quando sair para pedalar a gente pode parar em um café ou em um lugar para ver a paisagem. É minha primeira vez em Nápoles e vou poder ver a cidade sem estar a toda velocidade”, contou Pogacar.

Pogacar lidera também a classificação de montanhas com 104 pontos contra 52 de Martinez. Entre as equipes a liderança segue com os franceses da Decathlon-AG2R-La Mondiale.

MELHORES MOMENTOS

RESULTADOS

Results powered by FirstCycling.com

AS CAMISAS
Maglia Rosa, líder da Classificação Geral – Tadej Pogacar (UAE Team Emirates)
Maglia Ciclamino, líder da Classificação por Pontos – Jonathan Milan (Lidl Trek)
Maglia Azzurra, líder da Classificação de Montanha – Tadej Pogacar (UAE Team Emirates)
Maglia Bianca, líder da Classificação de melhor jovem – Cian Uijtdebroeks (Visma Lease a Bike)

Nápoles recebe a 9ª etapa do Giro

Próxima etapa
Após o primeiro dia de descanso, o pelotão retorna nesta terça-feira, 14 de maio, para a 10ª etapa, com 142km entre Pompeia e Cusano Mutri, com a primeira parte na região do Vesúvio. Ao chegar à Via Appia, o pelotão vai subir até Montesarchio. Com o Camposauro, de categoria 2, no meio do caminho, o percurso com inúmeras curvas segue até Cerreto Sannita, depois de passar o túnel iluminado que leva ao vale do Titerno. A longa subida final tem 18 km e começa em 5,6%.

A 10ª etapa tem uma longa subida final

AS ETAPAS
Etapa 1 – 4 de maio – Venaria Reale – Torino – 140 km
Etapa 2 – 5 de maio – San Francesco al Campo – Santuário di Oropa (Biella) – 161 km
Etapa 3 – 6 de maio – Novara – Fossano – 166 km
Etapa 4 – 7 de maio – Acqui Terme – Andora – 190km
Etapa 5 – 8 de maio – Gênova – Lucca – 178 km
Etapa 6 – 9 de maio – Torre del Lago Puccini – Rapolano Terme – 180 km
Etapa 7 – 10 de maio – Foligno – Perugia – 40,6 km (ITT)
Etapa 8 – 11 de maio – Spoleto – Prati di Tivo – 152 km
Etapa 9 – 12 de maio – Avezzano – Nápoles – 214 km

13 de maio – dia de descanso

Etapa 10 – 14 de maio – Pompeia – Cusano Mutri – 142 km
Etapa 11 – 15 de maio – Foiano di Val Fortore – Francavilla al Mare – 207 km
Etapa 12 – 16 de maio – Martinsicuro – Fano – 193 km
Etapa 13 – 17 de maio – Riccione – Cento – 179 km
Etapa 14 – 18 de maio – Castiglione delle Stiviere – Desenzano del Garda – 31,2 km (ITT)
Etapa 15 – 19 de maio – Manerba del Garda – Livigno – 222 km

20 de maio – dia de descanso

Etapa 16 – 21 de maio – Livigno – Santa Cristina Valgardena – 202 km
Etapa 17 – 22 de maio – Selva di Val Gardena – Passo del Brocon – 159 km
Etapa 18 – 23 de maio – Fiera di Primiero – Padova – 178 km
Etapa 19 – 24 de maio – Mortegliano – Sappada – 157 km
Etapa 20 – 25 de maio – Alpago – Bassano del Grappa – 184 km
Etapa 21 – 26 de maio – Roma – Roma – 125 km

LEIA MAIS
Giro d’Itália no Bikemagazine