Conheça o Giro Next Gen, a versão sub-23 do Giro d’Italia

HomeCompetiçõesGiro D'Itália

Conheça o Giro Next Gen, a versão sub-23 do Giro d’Italia

Giro Next Gen será de 9 a 16 de junho; prova dedicada a ciclistas da sub-23 é realizada desde 1970; serão 986km com 13 mil metros de ascensão em 8 etapas

O norueguês Johannes Staune-Mittet (Jumbo-Visma) foi o campeão do Giro Next Gen em 2023

Do Bikemagazine
Foto de divulgação/LaPresse

Desde 1970 o Giro d’Italia tem sua versão sub-23 dedicada aos ciclistas mais jovens. Atualmente com o nome de Giro Next Gen, a iniciativa já revelou estrelas nacionais como Francesco Moser (1971), Giovanni Battaglin (1972), Marco Pantani (1992) e Gilberto Simoni (1993), além de estrangeiros do porte de Piotr Ugrumov (1984), Thomas Pidcock (2020) e Juan Ayuso (2021).

O Giro Next Gen será disputado de 9 a 16 de junho, num total de 986km com 13 mil metros de ascensão divididos em 8 etapas. A corrida começa com uma crono individual de 11km na cidade de Aosta e termina no dia 18 de junho com uma etapa em linha entre Cesena e Forlimpopoli.

A lista das equipes será divulgada nas próximas semanas. Na edição passada, o título ficou com o norueguês Johannes Staune-Mittet (Jumbo-Visma).

As camisas do Giro Next Gen
Serão cinco camisas no Giro Next Gen. Além das tradicionais Maglia Rosa (classificação geral), Maglia Rossa (classificação por pontos), Maglia Azzurra (classificação de montanha) e Maglia Bianca (classificação juvenil aos nascidos em 2005), a Maglia Tricolore para o primeiro ciclista italiano na classificação geral também estará em disputa.

AS ETAPAS

Etapa 1 (09/06): Aosta-Aosta Tudor ITT (11km)
Início e chegada na capital da região sede da Grande Partenza; Circuito de 11km com pequena subida a meio caminho (Saint-Christophe loc. Toules).

Etapa 2 (06/10): Aymavilles-Saint-Vincent (121km)
A etapa começa em Aymavilles, na entrada do Val di Cogne em direção a Courmayeur; a partir daí volta-se ao início, enfrentando a subida de Les Combes, continuando pelo vale até chegar a Saint-Vincent onde existe um pequeno circuito com GPM a 7km.

Etapa 3 (11/06): Verrès-Pian della Mussa (127km)
Comece em Verrès em direção ao sul. O percurso sai de Vale d’Aosta ao longo do rio Dora Baltea; atravessa Canavese e segue para a primeira subida em Pian della Mussa, nos vales de Lanzo.

Etapa 4 (12/06): Petrusio-Borgomanero (130km)
Primeira etapa para os velocistas. A largada é na zona de Canavese e segue em direção a Val Sesia. Antes de chegar a Borgomanero há uma subida curta e um circuito final com uma pequena subida que pode favorecer um ataque contundente nos quilômetros finais da corrida.

Etapa 5 (13/06): Bérgamo (Quilometro Rosso)-Cremona (136km)
A etapa sai de Bergamo do centro de inovação Kilometro Rosso e segue primeiro para a área de Lodi antes de virar em direção a Cremona, onde se espera uma corrida rápida.

Etapa 6 (14/06): Borgo Virgilio-Fosse (145km)
Após a largada, a etapa será quase inteiramente na província de Verona. Esta é a segunda subida do Giro Next Gen, a subida final de 9km que ocorre no final de uma etapa que atravessa as traiçoeiras subidas e descidas de Valpolicella. Espera-se um grande espetáculo desta etapa.

Etapa 7 (15/06): Montegrotto Terme-Zocca (170km)
O início é na região Euganiana, nos territórios de Montegrotto e Abano Terme. Na primeira parte os ciclistas atravessam as colinas Euganeanas, depois a etapa torna-se quase plana à medida que atravessa a Polesina e depois entra em Emília para chegar aos Apeninos de Modena, onde a terceira e última subida é em Zocca.

Etapa 8 (16/06): Cesena-Forlimpopoli (146km)
Última etapa pelas colinas dos Apeninos de Cesena. Na final há um circuito com a subida do Bertinoro. Esta também se presta a ser uma etapa explosiva e, no caso de pequenas lacunas na classificação geral, poderá ser aquela que decidirá o vencedor geral do Giro Next Gen.

Mais informações no site oficial www.gironextgen.it