Reinaldo Colucci e Pâmella Oliveira vencem o Ironman de Florianópolis

HomeCompetiçõesMais competições

Reinaldo Colucci e Pâmella Oliveira vencem o Ironman de Florianópolis

Brasileiros repetem dobradinha do ano passado; Pâmella se tornou a primeira tricampeã em Florianópolis, enquanto que Reinaldo Colucci garantiu o bi

O paulista Reinaldo Colucci conquistou o bicampeonato em Floripa – Foto de Fábio Falconi/Unlimited Sports

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação Fábio Falconi/Unlimited Sports

O Brasil dominou a disputa da Elite no Itaú BBA Ironman, realizado no domingo (19 de maio), em Jurerê Internacional, em Florianópolis (SC). A 22ª edição da mais importante e tradicional disputa de triatlo do país entrará para a história ao ter, pela segunda vez, brasileiros como vencedores em ambos os gêneros.

No feminino, a capixaba radicada em Santa Catarina, Pâmella Oliveira, venceu pelo terceiro ano consecutivo (2022, 2023 e 2024), sendo a primeira mulher a conquistar esse feito, enquanto no masculino o paulista Reinaldo Colucci garantiu o bicampeonato (2022 e 2024).

Pâmella completou os 3,8km de natação, 180km de ciclismo e 42,2km de corrida, com o tempo de 8h57min41s. O pódio foi totalmente nacional. O segundo lugar, como no ano passado, foi de Mariana Andrade, com 9h16min08s, enquanto o terceiro lugar ficou para Bruna Stolf, com 9h23min45s. Já Colucci, chegou ao segundo título em Jurerê Internacional com o tempo de 7h58min37s, seguido por outro campeão, Igor Amorelli, com 8h21min22s, e Luis Ohde, com 8h31min22s.

Ao todo 1.700 triatletas, entre profissionais e amadores de 34 países participaram da prova em Florianópolis, que valeu vagas para o Ironman World Championship 2024 – feminino em Nice (França) e masculino em Kona (Havaí/EUA). Na Elite, foram duas vagas para o masculino e duas no feminino, enquanto na categoria Faixa Etária serão 60 vagas.

Depois da forte e constante chuva no sábado, o clima deu uma trégua neste domingo. Mesmo sem sol, a chuva foi fraca durante a parte da manhã e deu uma folga à tarde. Isso, aliado à temperatura amena na capital catarinense, foi ideal para que os triatletas pudessem ter bons desempenhos. E Pâmella, mais uma vez, deu um show. Mesmo sem conseguir fazer um treinamento forte para o evento, ela mostrou por que entrou para a história do Ironman Brasil ao se tornar a primeira tricampeã.

“Maravilhoso isso. Só conseguimos perceber a história que fazemos com o tempo. Fiquei muito feliz com a terceira vitória. Realmente, durante esse ciclo, duvidei que pudesse conseguir o feito novamente. Mas vim e fiz, e estou muito satisfeita. Foi tudo incrível. Fiquei surpresa com a natação e a bike e, como esperava menos, acabou sendo uma conquista valiosa”, declarou Pâmella.

A disputa no masculino foi mais acirrada. Igor, Colucci e Luciano Taccone saíram juntos da água e, ao longo do ciclismo, alternaram-se na liderança. No início da corrida, o argentino Taccone, que liderava a prova, teve problemas e foi ultrapassado por Colucci, que já havia superado Igor. Com bom rendimento nos 42 km de corrida, Colucci garantiu o segundo título.

“Na bike não me senti tão bem. Ter perdido a liderança para o Luciano me fez forçar demais e acabei sendo ultrapassado por ele. Pensei que não conseguiria alcançá-lo, mas valeu a força mental. Consegui me recuperar e, infelizmente, o Luciano teve problemas no começo da corrida. Mas estou feliz com o resultado e, como disse, com 38 anos, não posso deixar escapar nenhuma oportunidade. A palavra hoje foi superação”, destacou o bicampeão Colucci.

RESULTADOS DA ELITE

Masculino

1. Reinaldo Colucci (BRA), 7h58min37s
2. Igor Amorelli (BRA), 8h21min22s
3. Luis Ohde (BRA), 8h31min24s

Feminino
1. Pâmella Oliveira (BRA), 8h57min41s
2. Mariana Andrade (BRA), 9h16min08s
3. Bruna Stolf (BRA), 9h23min45s

Mais informações no site oficial www.ironmanbrasil.com.br