Unbound Gravel é neste sábado com Avermaet e Nikki Terpstra confirmados

HomeCompetiçõesGravel

Unbound Gravel é neste sábado com Avermaet e Nikki Terpstra confirmados

Prova de gravel nos Estados Unidos reúne quase 5 mil ciclistas no estado do Kansas para disputa de 320km; confira lista completa de inscritos

Prova neste sábado (1 de junho) vai reunir quase 5 mil ciclistas em Emporia, no estado do Kansas – Foto de divulgação

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação Jeff Kennel 

A corrida de gravel mais esperada do ano é neste fim de semana nos Estados Unidos. A partir desta quinta-feira, feriado de Corpus Christi no Brasil, quase cinco mil graveleiros vão se reunir na cidade de Emporia, no estado do Kansas, nos Estados Unidos para a disputa da Gravel Unbound.

A prova foi criada em 2006 por Joel Dyke e Jim Cummins e a primeira edição começou tímida, com 34 inscritos. Este ano são 4.798 inscritos. O percurso clássico de 200 milhas terá um total de 326,3km com 3.600 metros de ascensão acumulada, com quatro pontos de controle. A prova é neste sábado (1 de junho), com largada às 5h50. Para quem for bem e chegar na frente serão mais de 10 horas de corrida.

A Gravel Unbound é disputada no fim da primavera no hemisfério norte nas Flint Hills e nas extensas planícies de pradarias do Kansas, no meio-oeste norte-americano. Em outubro de 2020 a prova passou a se chamar Gravel Unbound e tem atraído cada vez mais a atenção dos fãs de gravel do mundo todo.

Certamente a premiação de 250 mil dólares também serve de incentivo e estrelas do ciclismo europeu como Greg Van Avermaet, Matej Mohoric e Niki Terpstra, entre outros, que estão confirmados. A corrida atrai também mountain bikers, como o ultramaratonista austríaco Alban Lakata, confirmado nesta edição.

Confira a lista de inscritos da Unbound Gravel 2024:

Clima adverso da região é um fator importante no andamento da prova – Foto de divulgação

A versão clássica da Unbound Gravel tem 200 milhas (320km) e percorre a zona rural no entorno da cidade de Emporia, 92% sobre estradas não-pavimentadas. Além da alta quilometragem, o clima é um desafio à parte, já que o ciclista poderá enfrentar chuva, muita lama, frio, nevascas e até tornados. Também é possível fazer 38 graus com muito sol. O clima adverso faz parte do desafio e é obrigatório o uso de GPS e portar o telefone celular, pois o percurso atravessa áreas remotas, longe de cidades. O desafio também inclui ser autossuficiente e quem receber assistência externa fora dos pontos de apoio oficiais é desclassificado sumariamente. Ciclistas podem ajudar ciclistas e o espírito gravel deve prevalecer nas enrascadas.

A Gravel Unbound também pode ser disputada na versão XL (560km) – que pode levar mais de 24 horas – e outras distâncias menores, a partir de 25 milhas (40km). A organização oferece ainda categorias para fat bikes e bicicletas single speed (monomarcha), paraciclista e até tandem (dois lugares). Tem categoria para ciclistas 70+ de idade.

Impulsionada pelo crescimento da modalidade gravel, a competição foi rapidamente ganhando fama e atraindo cada vez mais competidores que vinham todos os anos ao Kansas para se desafiarem na paisagem que lembra cenários de filme.

Percurso da Unbound Gravel, nas pradarias da região de Emporia, no Kansas – Foto de Jeff Kennel

Em 2018, a Kanzas Dirty foi adquirida pela empresa Life Time Fitness e a prova cresceu para 2.500 participantes. No ano seguinte foram 2.750 inscritos. Em 2021, foram 2.626 competidores.

Os norte-americanos dominam os pódios. No ano passado, a distância de 200 milhas teve como campeão o norte-americano Keegan Swenson, que marcou o tempo de 10h06min02s, e no feminino, a alemã Carolin Schiff fez história ao se tornar a primeira estrangeira a vencer a Unbound Gravel. Schiff precisou de 11h46min39s para completar a distância. No masculino, o único estrangeiro que venceu na categoria principal foi o holandês Ivar Slik, em 2022.

VÍDEO 2023

LEIA MAIS
Modalidade gravel no Bikemagazine