CIMTB estreia em Poços de Caldas; confira programação

HomeCompetiçõesMountain bike

CIMTB estreia em Poços de Caldas; confira programação

Copa Internacional de MTB começa nesta sexta-feira com o short track; disputas serão no Parque do Cristo

Copa Internacional de MTB chega a Poços de Caldas Foto:Alemão Silva

Do Bikemagazine
Fotos de divulgação

Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais, recebe neste final de semana etapa da Copa Internacional de MTB pela primeira vez, com as disputas no Parque do Cristo.

A prova do Short Track (XCC) será a responsável por abrir a competição, na tarde desta sexta-feira (21 de junho) – com transmissão ao vivo na Rede Minas para mais de 500 cidades do Estado e também pelo canal do YouTube da CiMTB, a partir de 13h30. Além disso, a transmissão vai acontecer também pela TV Poços e Sul Minas TV da cidade.

Com cerca de 900 metros, a pista do XCC mistura força e técnica. A primeira parte vai exigir força dos atletas, porque tem uma subida longa de estrada onde haverá os pontos de ataque e ultrapassagens. A segunda parte é feita em uma trilha estreita, que vai exigir pilotagem dos atletas. O tempo de prova varia de acordo com a largada sendo 15 minutos mais uma volta para as categorias amadoras e 20 minutos mais uma volta para as Super Elites masculina e feminina. A prova do XCC tem como suas principais características, as disputas intensas e interação do público, ou seja, promete muitas emoções.

Entre os homens da Super Elite, a disputa tem a liderança de Luiz Cocuzzi, após o ciclista paulistano ter vencido as duas etapas até aqui. Assim, Cocuzzi soma 70 pontos, 35 por cada uma de suas vitórias conquistadas até agora. Os seus principais concorrentes são Nicolas Machado, o Ben 10, com 50 pontos – após ser quarto lugar em Nova Lima e terceiro em Araxá – Diogo Arias (COL) e Alex Malacarne, ambos com 48 pontos, e Gustavo Xavier, com 30.

Já entre as mulheres da Super Elite, a disputa está mais equilibrada. Apenas 3 pontos separam a primeira colocada, Isabella Lacerda, com 56 pontos, da vice-líder Karen Olimpio, com 53 pontos. O Top 5 tem ainda as ciclistas Hercília Najara, com 48 pontos, Raiza Goulão, com 35 pontos, e Iara Caetano, com 30. Isabella chegou a liderança com um terceiro lugar em Nova Lima e um segundo em Araxá. Já Karen, mesmo com o sétimo lugar na etapa de abertura do evento, se destaca na classificação geral após ter vencido a prova de pista reduzida em Araxá.

A segunda modalidade na programação é a do XCO, que tem duas baterias na manhã de sábado (22 de junho), às 8h20 com as bikes elétricas e 10h20, para as categorias de base masculinas, Sub-12, Sub-15, Sub-17 e Júnior, e outras quatro no domingo (23 de junho), às 8h, 10h, 12h e 14h.

Na Super Elite Masculina, três atletas despontam com mais de 100 pontos na classificação geral da temporada, que soma XCC e XCO: o líder Alex Malacarne, com 129 pontos, o colombiano Diego Arias (116) e Luiz Cocuzzi (115). O Top 5 tem ainda Nicholas Machado (92) e o também colombiano Jhonnatan Botero (85). Entre as mulheres, a atual campeã Isabella Lacerda é a líder geral da Super Elite Feminina, com 128 pontos, seguida bem de perto por Raiza Goulão (125) e Hercília Najara (120). Completam as cinco primeiras posições as atletas Karen Olimpio (118) e Luiza Cocuzzi (62).

Na Sub-23, o Top 5 entre os homens têm Alex Malacarne também na liderança, com 90 pontos, seguido por Eike Leôncio (68), Otávio Queiroz (63), Gustavo Roma (52) e Rafael Assis (44), enquanto no feminino a líder é Luiza Cocuzzi, com 81 pontos, seguida de Ana Laura Moraes (68), Luiza Euzebio (58), Jacksiane Polidorio (54) e Giuliana Morgen (45).

Malacarne na etapa em Araxá Foto:Alemão Silva

“Procuramos mudar algumas coisas, invertendo o sentido tradicional de alguns trechos. A ideia foi inovar, já que esta é uma pista muito utilizada e tradicional da região. A pista do XCO em Poços de Caldas privilegia a bicicleta no chão, sem saltos. Porém, não deixa de ter trechos técnicos, com raízes e pedras. Exige pilotagem, mas de qualquer forma a bicicleta está mais rolando o tempo inteiro no chão, diferente de Araxá, por exemplo. Estamos construindo algumas curvas inclinadas para que a pilotagem dos atletas tenha mais fluidez. Quem quiser pedalar para reconhecer ou treinar e ter uma noção boa de como será na prova, o circuito está aberto a todos nos dias que antecedem o evento”, comenta Rogério Bernardes, organizador da CIMTB.

Já a pista da Maratona tem cerca de 13 a 14 km por volta, variando a quilometragem total de acordo com as categorias, pois o número de voltas varia de 1 a 4 voltas. A largada, como nas outras categorias, é no pórtico no topo do Parque do Cristo, na parte mais alta da cidade, e já se inicia numa descida. Não chegará à parte mais baixa de Poços de Caldas, em termos de altimetria, mas terá um trajeto bacana de se percorrer. Alguns single tracks (trilhas estreitas) e estradinhas de terra, mas nada perigoso. A característica da Maratona nesta etapa é de ser uma prova mais física. Depois de descer, os atletas têm que subir, mas encontramos um percurso que vai desafiar os ciclistas.

“O destaque principal da Maratona são os visuais maravilhosos, contornando a Pedra do Balão, que é uma pedra equilibrada em cima de outra. O local é um atrativo turístico da cidade, que recebe visitas. Nossa maratona é feita em voltas para que os atletas passem mais vezes pelos pontos de hidratação e de apoio na pista. E, além disso, amigos e familiares que estão acompanhando, conseguem vê-los e podem torcer por aqueles que competem nas categorias com mais de uma volta. É diferente de uma maratona, com 60 km direto, como era antigamente, quando só podíamos acompanhar a largada e chegada”, explica Rogério Bernardes.

Vale destacar que a pista da Maratona passa por uma propriedade particular, que gentilmente foi cedida para a organização da CiMTB utilizar durante o evento. “Na quinta-feira, teremos a marcação e na sexta-feira estará aberto para o treino e reconhecimento. A prova acontece na tarde de sábado e, já no domingo, faremos a limpeza do trajeto. Importante as pessoas não pedalarem fora do período do evento, porque a propriedade tem seu dia a dia normal acontecendo, que só será interrompido durante o nosso evento”, finaliza o organizador.

Mais informações no site oficial