Velocitta inaugura Bike Park no interior de São Paulo

HomeCicloturismo

Velocitta inaugura Bike Park no interior de São Paulo

As pistas somam aproximadamente 40km e foram projetadas para atender a todas as faixas etárias e modalidades de MTB, cicloturismo, enduro e cross country olímpico

Bike Park fica nas proximidades de Mogi Guaçu e Espírito Santo do Pinhal, no interior paulista – Foto de divulgação Rodrigo Barreto

Do Bikemagagzine
Fotos de divulgação Rodrigo Barreto

Praticar esporte com segurança dentro de uma propriedade privada, em meio à natureza, ao som do canto de aves, como canários-da-terra, trinca-ferro, rouxinol, seriemas, entre outros, e com muito verde ao redor pode parecer um sonho distante. No entanto, essa é a proposta do Velocitta, uma fazenda localizada no eixo entre Mogi Guaçu e Espírito Santo do Pinhal, que une esportes outdoor à
natureza, e que agora inaugura seu próprio Bike Park, um espaço dedicado a toda a família, entusiastas do ciclismo e atletas do esporte.

O Bike Park foi criado para atender diversas modalidades e preferências dos ciclistas. Com a união do Cicloturismo, Enduro e XCO, a fazenda se torna um destino para a prática das modalidades de Mountain Bike, Speed, Gravel e E-Bike. As primeiras pistas de MTB começaram a ser construídas ano passado e as obras seguem em andamento com planos de finalização ao longo deste ano. O projeto e construção do Bike Park conta com a contribuição fundamental de profissionais renomados e de excelência no ciclismo, tanto no cenário nacional quanto internacional, como Mario Roma – um dos idealizadores do projeto – atleta, fundador da Brasil Ride e ultramaratonista de Mountain Bike no país, e Marcio Ravelli, um dos principais nomes do Mountain Bike brasileiro e principal projetista e construtor das pistas.

“Estamos muito animados em proporcionar essa nova experiência no Velocitta. A fazenda sempre foi um local muito agradável para pedalar, agora com pistas e roteiros específicos que estão sendo construídos para diversas modalidades de MTB, o programa ficará ainda mais prazeroso e com diversas novas possibilidades para eventos. O Bike Park Velocitta reflete nosso compromisso em oferecer um destino de referência para os amantes de esportes e natureza, buscando sempre oferecer a melhor experiência possível para nossos visitantes. Para isso procuramos o campeão mundial Mario Roma, parceiro antigo, renomado ciclista e organizador de eventos de
montain bike, que depois de alguns anos estudando e elaborando o conceito conosco, nos apresentou o Marcio Ravelli – referência e multicampeão de Mountain Bike e especialista em projeto e construção de pistas. Ambos nos ajudaram na concepção dessa nova estrutura para bicicletas. O conhecimento deles nos garante o desenvolvimento de trajetos específicos para atletas profissionais e para todos que praticam o ciclismo. Além de trechos nas estradas, trilhas nas matas e ao redor dos lagos, temos em vários pontos da fazenda paisagens deslumbrantes e locais para contemplação da natureza. Ou seja, nosso objetivo é oferecer ao ciclista o mesmo que já oferecemos aos amantes de automobilismo. Opções variadas de uso do espaço, desde competições, eventos de diferentes tipos à programas com toda a família”, afirma Guiga Spinelli, CEO da Velocitta.

“Fazer parte do projeto Velocitta na área de bike ou dizer que os percursos têm a minha assinatura, seria muito pouco, porque são quase quatro anos de dedicação. De andar nas matas, rodar todas as estradas, de procurar o melhor que tem por ser um local maravilhoso e com uma estrutura maravilhosa, com segurança e infraestrutura para proporcionar as melhores trilhas em todos os sentidos. Apreciando a fauna dentro do Velocitta, as árvores, os bosques, até os percursos para todos os níveis de mountain bike, como o all mountain, freeride, cross country e maratona, que estão realmente no Velocitta, não estão no meu envolvimento. No Velocitta está a minha alma e a minha paixão pelo mountain bike e pelo esporte, sobretudo por proporcionar para as pessoas o melhor que ele pode oferecer e lá eu garanto que tem tudo de melhor, o suficiente para se tornar um campeão do mundo tanto na habilidade
técnica, como na performance, e também nos dias de descanso. Desfrutar com a família, um belo pedal, é prazeroso para quem gosta de bike, uma pista perfeita, feita completamente para o esporte. Então eu diria que é uma Disneyland do MTB. Tenho muito orgulho em fazer parte de todo esse projeto e aconselho conhecerem de perto o quanto antes”, afirma Roma.

As pistas do Bike Park somam aproximadamente 40km e foram projetadas para atender a todas as faixas etárias e modalidades de Mountain Bike: Cicloturismo, Enduro e XCO. O Cicloturismo possui opções para iniciantes, intermediários e avançados – Foto de divulgação Rodrigo Barreto

Modalidades
As pistas do Bike Park somam aproximadamente 40km e foram projetadas para atender a todas as faixas etárias e modalidades de Mountain Bike: Cicloturismo, Enduro e XCO. O Cicloturismo possui opções para iniciantes, intermediários e avançados.

Dentro desta modalidade, existem quatro trilhas distintas, que percorrem diversas estradas da fazenda: da Cabana, da Jiboia, dos Tucanos e dos Caminho dos Lagos, com um percurso total de 25 km e com as opções de 15 km e 20 km, essas com menor dificuldade. Todos os ciclistas passam pelas trilhas dos Tucanos e do Caminho dos Lagos, porém aqueles que buscam uma experiência mais desafiadora podem incluir as trilhas da Cabana, da Jiboia e das Pedras. Os percursos podem ser feitos por crianças a partir de oito anos, jovens e adultos, além de ser ideal para provas de XCM/Maratona.

No circuito de Enduro do Bike Park Velocitta, existem quatro pistas de em torno de 750 metros em descida, cada uma com diferentes níveis de dificuldade e nomeadas em homenagem a animais: onça-parda, jaguatirica, lobo-guará e gato-mourisco. Uma referência a esses e outros vários animais nativos da fazenda e que estão diariamente circulando por lá. Através da parceria da fazenda Velocitta com o Onçafari – uma organização não governamental dedicada à conservação de espécies ameaçadas e o ecoturismo no Brasil – é trabalhada a conservação e monitoramento da fauna local.

Além disso, há também o Enduro Kids, onde as famílias podem acompanhar as crianças de perto, observando sua evolução no ciclismo. Já o circuito de XCO possui uma pista de 4,5 km, projetada para provas de aproximadamente 1h30 ou para ciclistas que se identificam com a modalidade.

“A Fazenda Velocitta é um dos lugares mais legais e bonitos do Brasil. É super conservada, limpa e possui uma paisagem maravilhosa. A infraestrutura que será oferecida é diferenciada e fundamental para a prática do esporte. Nesta primeira fase, a pista foi construída para ser democrática, sem obstáculos muito grandes. Apesar da pista de Enduro ter algumas rampas em uma de suas três linhas, com mais saltos, as outras duas são bem mais tranquilas. A pista Kids também permite que as crianças frequentem o lugar, além de contar com sombra. A pista oferece linhas distintas, incluindo o Cross Country olímpico e com dimensões para sediar um campeonato
nacional. Fora a pista de turismo, que é a cereja do bolo, ela percorre boa parte da fazenda, com 35 km de trajeto e planos de ampliação, para todos poderem apreciar a paisagem. O Bike Park é um local com pistas divididas a partir do nível de dificuldade do ciclista, permitindo que usufrua e se dedique a partir de sua performance. Um lugar com pistas para todos os gostos, desde iniciantes até profissionais”, explica Marcio Ravelli.

Segurança
A segurança oferecida pelo local já é diferenciada por ser numa propriedade privada que conta com controle de acesso e infraestrutura. Também incluirá pontos de apoio ao ciclista ao longo dos trajetos, com o suporte necessário para uma prática segura do esporte. Todos os trajetos serão demarcados e sinalizados, podendo o ciclista escolher o que for mais adequado para o seu nível de conhecimento e interesse.

Estrutura
Liderado pelo Paulo Marino, experiente profissional de eventos de esporte de aventura, temos uma equipe multifuncional para dar suporte a toda estrutura e trabalhar em constantes melhorias do bike park. O projeto possui uma base com estacionamento, recepção, vestiários, lanchonete, mecânica e loja. Esse será o local de partida e chegada para todas as modalidades.

Além da prática do esporte, haverá um local de encontros, network e descontração. O objetivo é além de oferecer a estrutura para os entusiastas e profissionais do ciclismo, o Bike Park ser um espaço versátil para eventos, seja para ações corporativas ou competições esportivas, podendo ou não ser usado em conjunto com o complexo de esporte a motor da Fazenda Velocitta.

O Bike Park terá uma operação própria que compõe a estrutura do empreendimento Fazenda Velocitta, que também inclui o renomado Autódromo Velocitta, o Museu Velocitta, o circuito off-road, um dos mais completos do país, e a pista de rally, que percorre as estradas e pastos da fazenda. Com uma infraestrutura adaptável e de alto padrão, o espaço oferece um ambiente propício para uma série de eventos empresariais, esportivos e sociais.

Serviço
O Bike Park Velocitta inicia sua inauguração em formato soft opening. Os dias de funcionamento serão anunciados previamente nas redes sociais oficiais do Velocitta. A ideia é que o espaço receba eventos e competições de maneira gradativa.

Mais informações no site oficial www.autodromovelocitta.com.br/bike